Decasségui

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Brasil  Imigração Japonesa no Brasil
Japão   日系ブラジル人
Nipo-brasileiros
Família de imigrantes japoneses em Bastos, São Paulo, 1930
Imigração

Início oficial: 1908 com navio Kasato Maru.
Principais destinos: São Paulo e Paraná.
Total de imigrantes: cerca de 200 mil.

Artigos sobre Imigração Japonesa no Brasil
Imigração japonesa no Brasil
Cronologia da imigração japonesa no Brasil
Fazenda Santo Antônio   |   Kasato Maru
Shindo Renmei   |   Imigração japonesa
Decasséguis   |   Decasséguis brasileiros

Centenário da imigração japonesa ao Brasil

Nipo-brasileiros

População: cerca de 1.500.000 (0.7% da população brasileira).[1]
Religião: católica,[2] budista, xintoísta.[3]
Idiomas: Português e Japonês (minoria).
Brasileiros no Japão: cerca de 300 mil.[4]

Artigos sobre Nipo-brasileiros
Nikkei   |   Categoria:Nipo-brasileiros


Decasségui (出稼ぎ, dekasegi?) é um termo formado pela união dos verbetes na língua japonesa 出る (deru, sair) e ぐ (kasegu, para trabalhar, ganhar dinheiro trabalhando), tendo como significado literário "trabalhando distante de casa" e designando qualquer pessoa que deixa sua terra natal para trabalhar temporariamente em outra região ou país.

Assim são igualmente denominados os nipo-brasileiros, nipo-peruanos e todos que emigram para o Japão, que tenham ascendência japonesa.

Os japoneses de Hokkaido que migram para os grandes centros a trabalho - como Tóquio e Osaka - também são chamados de dekasegi.

A partir do fim dos anos 80, ocorreu uma inversão do fluxo migratório entre o Brasil e o Japão. Os brasileiros descendentes ou cônjuges de japoneses passaram a emigrar para o Japão à procura de melhores oportunidades de trabalho. Surgiu então a comunidade dos decasséguis brasileiros no Japão.

Referências

  1. "MOFA: Japan-Brazil Relations" (em inglês). MOFA. Consult. 06/09/09. 
  2. "Adital - Brasileiros no Japão" (em português). Adital. Arquivado desde o original em 6 de março de 2008. Consult. 2 de setembro de 2008. 
  3. "U.S. State Department - International Religious Freedom Report, 2007" (em inglês). U.S. State Department. Consult. 02/09/08. 
  4. "Asahi Newspaper. Editorial: Brazilian immigration" (em inglês). Consult. 02/09/08. 

Ver também[editar | editar código-fonte]