Declan Hill

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Declan Hill
Declan Hill
Nacionalidade Canadense
Página oficial
http://www.declanhill.com

Declan Hill é um jornalista, académico e consultor. Ele é um dos maiores especialistas do mundo em viciação de resultados e corrupção no desporto internacional. [1] [2] [3] [4]

Bolsista do Programa Chevening em 2008, obteve o seu doutoramento em Sociologia na Universidade de Oxford. [5] [6] [7] Publicou o livro ‘The Fix: Organized Crime and Soccer’, o qual se encontra traduzido em quinze idiomas. [8] Ele descreve os novos perigos colocados pela globalização no desporto internacional, o mercado de apostas, incluindo a possibilidade de viciação de resultados ao mais alto nível do futebol profissional. Ele é crítico para a Global Integrity[9]e sondou o impacto da máfia russa no hóquei no gelo profissional.[10]

Primeiros Anos[editar | editar código-fonte]

Formado na Escola de Teatro Nacional do Canadá, Trinity College (Toronto) e Universidade de Oxford.[11] [12] [13] Hill representou papéis menores no Festival de Shaw e outros teatros canadenses, tendo participado na série de televisão Doordshan 'Bhaarat ek Khoj na India. [14] Por causa de suas experiências numa clínica de rua de Calcutá ele gradualmente se afastou do teatro e do jornalismo. [15] Hill trabalhou para a Canadian Broadcasting Corporation (CBC), primeiro como jornalista investigador na «herança da quinta" o programa ‘the fifth estate’, de seguida como repórter coordenador para a Newsworld Internacional. [16] [17] Os seus programas e artigos, também apareceram na BBC Radio World Service , BBC Radio 4, The Guardian e no jornal The Sunday Telegraph (Londres), assim como em várias novas media. [18] [19] [20]

Trabalho actual[editar | editar código-fonte]

Antes da publicação do "The Fix", Hill completou documentários sobre os assassinatos generalizados de jornalistas filipinos, o assassinato do chefe da máfia canadense, feudos de sangue no Kosovo, a limpeza étnica no Iraque, as religiões pagãs na Bolívia e os crimes de honra na Turquia. [21] [22] [23] [24]

Também deu palestras para várias organizações, incluindo o Comité Olímpico Internacional (COI), o Conselho da Europa, Associação Holandesa de Futebol (KNVB) e Sports Lawyers Association da Austrália e Nova Zelândia. [25] [26] Hill também é o vencedor do prémio da Associação Canadense de Jornalistas para melhor documentário de investigação de rádio em 2007 e vencedor do prémio dos Media da Amnistia Internacional Canadá em 2003. [6] Em 2009 venceu o Prémio Play the Game, como “o indivíduo que o melhor reforçou os valores éticos básicos do desporto." [27] [28] [29] [30] [31]

No seu tempo livre, Hill pratica boxe amador e organiza grupos recreativos e competitivos de lutadores para treinar em Havana, Cuba.[32]

References[editar | editar código-fonte]

  1. [1]
  2. «Cópia arquivada». Consultado em 27 de maio de 2011. Arquivado do original em 25 de junho de 2011 
  3. [2]
  4. ["Declan Hill "The Fix" match fixing interview". SoccerPro.com. Retrieved 2009-01-30]
  5. «Cópia arquivada». Consultado em 27 de maio de 2011. Arquivado do original em 30 de setembro de 2011 
  6. «Cópia arquivada» (PDF). Consultado em 27 de maio de 2011. Arquivado do original (PDF) em 10 de outubro de 2012 
  7. «Cópia arquivada». Consultado em 27 de maio de 2011. Arquivado do original em 30 de setembro de 2011 
  8. «Cópia arquivada». Consultado em 27 de maio de 2011. Arquivado do original em 16 de março de 2012 
  9. [3]
  10. [4]
  11. [5][ligação inativa]
  12. [6]
  13. «Cópia arquivada». Consultado em 27 de maio de 2011. Arquivado do original em 30 de setembro de 2011 
  14. [7]
  15. [8]
  16. «Cópia arquivada». Consultado em 30 de janeiro de 2009. Cópia arquivada em 30 de janeiro de 2009 
  17. [9]
  18. [10]
  19. [11]
  20. [12]
  21. [13]
  22. [14]
  23. [15]
  24. [16]
  25. [17]
  26. [18]
  27. [19]
  28. «Cópia arquivada». Consultado em 27 de maio de 2011. Arquivado do original em 14 de dezembro de 2005 
  29. «Cópia arquivada». Consultado em 27 de maio de 2011. Arquivado do original em 23 de julho de 2011 
  30. [20]
  31. [21]
  32. «Cópia arquivada». Consultado em 27 de maio de 2011. Arquivado do original em 16 de agosto de 2011 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]