Declaração de Restabelecimento do Estado da Lituânia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ato de Restabelecimento do Estado da Lituânia com assinaturas dos delegados

A Declaração de Restabelecimento do Estado da Lituânia ou Declaração de 11 de Março, assinada pelos membros do Conselho Supremo da República da Lituânia, proclamou o restabelecimento da independência da Lituânia em 11 de março de 1990.

História[editar | editar código-fonte]

Moeda comemorativa de 50 litas dedicada ao décimo aniversário da independência.

Assinada por todos os membros[1] do Supremo Conselho da República da Lituânia liderado por Sąjūdis. O ato enfatizou a restauração e a continuidade legal da Lituânia do período entre guerras, que foi ocupada pela União Soviética e perdeu a independência em junho de 1940. Foi a primeira república soviética das 15 repúblicas soviéticas para declarar independência da União Soviética. As outras 14 repúblicas soviéticas mais tarde declarariam sua independência. Esses eventos causariam a dissolução da União Soviética em 1991.[2][3]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. «LR AT AKTO Dėl Lietuvos nepriklausomos valstybės atstatymo signatarai». Lietuvos Respublikos Seimas 
  2. «Supreme Council - Reconstituent Seimas 1990 - 1992». www3.lrs.lt. Consultado em 11 de março de 2022 
  3. The Baltic Revolution; Estonia, Latvia, Lithuania and The Path to Independence, Anatol Lieven, 1993