Defesa Budapeste

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Este artigo usa a notação algébrica para descrever os movimentos do xadrez.


Começo de um tabuleiro de xadrez. a b c d e f g h
8 torre preta em a8 cavalo preto em b8 bispo preto em c8 dama preta em d8 rei preto em e8 bispo preto em f8 torre preta em h8 8
7 peão preto em a7 peão preto em b7 peão preto em c7 peão preto em d7 peão preto em f7 peão preto em g7 peão preto em h7 7
6 cavalo preto em f6 6
5 peão preto em e5 5
4 peão branco em c4 peão branco em d4 4
3 3
2 peão branco em a2 peão branco em b2 peão branco em e2 peão branco em f2 peão branco em g2 peão branco em h2 2
1 torre branca em a1 cavalo branco em b1 bispo branco em c1 dama branca em d1 rei branco em e1 bispo branco em f1 cavalo branco em g1 torre branca em h1 1
a b c d e f g h Fim do tabuleiro de xadrez.
Defesa Budapeste

A Defesa Budapeste (também conhecida como Gambito Budapeste) é uma defesa de xadrez contra a Abertura do peão da dama, que se produz após os lances:

1.d4 Cf6 2.c4 e5

As pretas sacrificam, ao menos temporariamente, um peão em troca da iniciativa do jogo. Após a aceitação das brancas em capturar o peão, as pretas novamente movem seu cavalo (Ce4 ou Cg4) originando variações interessantes da abertura.

As brancas normalmente desenvolvem as suas peças com a esperança das pretas se atrasarem tentando recuperar seu peão. A Defesa Budapeste raramente é jogada em níveis altos no xadrez mas ocasionalmente é utilizada em níveis amadores.

Principais Variações[editar | editar código-fonte]

A Defesa Budapeste possui dois códigos na ECO: A51 e A52 sendo total de 12 variações mais conhecidas.

  • Variação Fajarowicz


Começo de um tabuleiro de xadrez. a b c d e f g h
8 torre preta em a8 cavalo preto em b8 bispo preto em c8 dama preta em d8 rei preto em e8 bispo preto em f8 torre preta em h8 8
7 peão preto em a7 peão preto em b7 peão preto em c7 peão preto em d7 peão preto em f7 peão preto em g7 peão preto em h7 7
6 6
5 peão branco em e5 5
4 peão branco em c4 cavalo preto em e4 4
3 peão branco em a3 3
2 peão branco em b2 peão branco em e2 peão branco em f2 peão branco em g2 peão branco em h2 2
1 torre branca em a1 cavalo branco em b1 bispo branco em c1 dama branca em d1 rei branco em e1 bispo branco em f1 cavalo branco em g1 torre branca em h1 1
a b c d e f g h Fim do tabuleiro de xadrez.
Variação Bonsdorf

Após as brancas aceitarem 3.dxe5 as pretas movem seu cavalo para Ce4, tendo têm agora uma peça importante apoiando f2 (a casa mais fraca das brancas pois só é apoiada pelo rei) e qualquer erro por parte das brancas pode significar um avassalador ataque na ala do rei (4.f3 Bb4+ 5.Bd2 Dh4+ 6.g3 Cxg3 com 7.hxg3 Dxg3# ou 7.Bxb4 Cxh1+). O melhor movimento considerado é 4.a3 (Variação Bonsdorf) mas jogar 4.Dc2 (Variação Steiner) também é considerada como opção.

  • Variação Rubinstein

As variações desta jogada começam após as pretas moverem seu cavalo para Cg4. Nesta situação, mover o bispo para Bb4+ já não é tão vantajoso pois com a jogada natural das brancas Bd2 o bispo do rei preto torna-se uma peça avançada sem apoio eficiente. A sequência de Rubinstein é 4.bf4, onde pode se seguir a Variação de Kornl Richter: C6 5.Cf3 Bb4+ 6.Cc3 Bxc3+

  • Variação Alekhine ou Variação da Jogada Central

Nesta variação as brancas jogam 4.e4 dando a chance as pretas recuperarem o peão sacrificado com Cxe5 ou atacarem o peão e5 com 4.d6 (Variação Balogh ou Tartakower). No caso das pretas aceitarem recuperar seu peão com 4Cxe5, mais três variações são conhecidas a saber: Gambito Barmina com 5.f4 Bc5, Gambito Wikstrom com 5.f4 Cbc6 ou Gambito Abonyi com 5.f4 Cec6.

A Armadilha Kieninger[editar | editar código-fonte]

Começo de um tabuleiro de xadrez. a b c d e f g h
8 torre preta em a8 bispo preto em c8 rei preto em e8 torre preta em h8 8
7 peão preto em a7 peão preto em b7 peão preto em c7 peão preto em d7 dama preta em e7 peão preto em f7 peão preto em g7 peão preto em h7 7
6 cavalo preto em c6 6
5 cavalo preto em e5 5
4 bispo preto em b4 peão branco em c4 bispo branco em f4 4
3 peão branco em a3 cavalo branco em f3 3
2 peão branco em b2 cavalo branco em d2 peão branco em e2 peão branco em f2 peão branco em g2 peão branco em h2 2
1 torre branca em a1 dama branca em d1 rei branco em e1 bispo branco em f1 torre branca em h1 1
a b c d e f g h Fim do tabuleiro de xadrez.
Armadilha Kieninger

Após os movimentos iniciais 1.d4 Cf6 2.c4 e5 3.dxe5 Cg4 4.Bf4 Cc6 5.Cf3 Bb4+ 6.Cbd2 Qe7 7.a3 nós chegamos a posição inicial desta variação. O Bispo em Bb4 é atacado mas não precisa se mover no momento e invés disso joga 7...Cgxe5 para recuperar o peão gambitado de volta. Caso as brancas joguem 8.axb4?? as pretas ganham com 8.Cd3 xeque mate: A Armadilha Kieninger. Alguns especialistas consideram a Armadilha Kieninger "o único motivo razoável para jogar a Defesa Budapeste".

A Wikipédia possui o
Portal de Enxadrismo
Ícone de esboço Este artigo sobre enxadrismo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.