Delta Crucis

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
δ Crucis
Dados observacionais (J2000)
Constelação Crux
Asc. reta 12h 15m 08,7s[1]
Declinação -58° 44′ 56,1″[1]
Magnitude aparente 2,775[1]
Características
Tipo espectral B2 IV[1]
Cor (U-B) –0,921[2]
Cor (B-V) –0,235[2]
Variabilidade β Cephei[3]
Astrometria
Velocidade radial +22,2 km/s[1]
Mov. próprio (AR) -35,81 mas/a[1]
Mov. próprio (DEC) -10,36 mas/a[1]
Paralaxe 9,45 ± 0,15 mas[1]
Distância 345 ± 5 anos-luz
106 ± 2 pc
Magnitude absoluta –3,2[4]
Detalhes
Massa 8,9 ± 0,1[5] M
Raio 4,9[6] R
Gravidade superficial 3,88 cgs (log g)[4]
Luminosidade 10 000[4] L
Temperatura 22 570 ± 1 840[7] K
Rotação 210 km/s[8]
Idade 18,1 ± 3,2 milhões[5] de anos
Outras denominações
CD-58 4466, FK5 455, HR 4656, HD 106490, HIP 59747, SAO 239791.[1]
Delta Crucis
Crux constellation map.svg

Delta Crucis (δ Cru, δ Crux), também conhecida como Pálida, é uma estrela na constelação de Crux. Com uma magnitude aparente de 2,78, é a menos brilhante das quatro principais estrelas que compõem o proeminente asterismo do Cruzeiro do Sul.[6] De acordo com medições de paralaxe, está a aproximadamente 345 anos-luz (106 parsecs) da Terra. É uma estrela massiva, quente e de rotação rápida que está evoluindo para uma gigante.

Propriedades[editar | editar código-fonte]

Delta Crucis tem um tipo espectral de B2 IV,[1] o que significa que é uma estrela subgigante que já passou pelo estágio de sequência principal. Agora está se desenvolvendo para uma gigante vermelha e vai um dia acabar como uma anã branca. Atualmente irradia cerca de 10 000 vezes a luminosidade do Sol[4] a uma temperatura efetiva de 22 570 K,[7] causando a estrela brilhar com um tom azul-branco.[9] É uma estrela massiva, com massa de 8,9 massas solares[5] e raio de 4,9 raios solares.[6] Delta Crucis é também uma variável Beta Cephei, variando a magnitude em alguns centésimos ao longo de um período de 3,7 horas.[3] [6] Sua rotação é muito rápida, com uma velocidade de rotação projetada de 210 km/s.[8] Não possui estrelas companheiras conhecidas.[10]

Delta Crucis é membro do subgrupo Centaurus-Crux Inferior da Associação Scorpius-Centaurus, uma associação OB de estrelas massivas que têm uma origem e movimento pelo espaço parecidos.[4] Esta é a associação OB mais próxima do Sol, com o subgrupo Centaurus-Crux Inferior tendo uma idade na faixa de 16–20 milhões de anos.[11]

Na cultura[editar | editar código-fonte]

Em chinês, 十字架 (Shí Zì Jià), significando Cruz, refere-se a um asterismo consistindo de δ Crucis, γ Crucis, α Crucis e β Crucis.[12] δ Crucis em si é conhecida como 十字架四 (Shí Zì Jià sì, a Quarta Estrela da Cruz).[13]

δ Cru é representada nas bandeiras da Austrália, Nova Zelândia e Papua-Nova Guiné como uma das cinco estrelas que compõem o Cruzeiro do Sul. Também aparece na bandeira do Brasil, representando o estado de Minas Gerais.[14]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c d e f g h i j «SIMBAD query result - del Cru». SIMBAD. Centre de Données astronomiques de Strasbourg. Consultado em 24 de abril de 2014. 
  2. a b Gutierrez-Moreno, Adelina; Moreno, Hugo (junho de 1968), "A photometric investigation of the Scorpio-Centaurus association", Astrophysical Journal Supplement 15: 459, doi:10.1086/190168, Bibcode1968ApJS...15..459G 
  3. a b Telting, J. H. et al. (junho de 2006), "A high-resolution spectroscopy survey of β Cephei pulsations in bright stars", Astronomy and Astrophysics 452 (3): 945–953, doi:10.1051/0004-6361:20054730, Bibcode2006A&A...452..945T 
  4. a b c d e de Geus, P. T.; de Zeeuw; Lub, J. (junho de 1989), "Physical parameters of stars in the Scorpio-Centaurus OB association", Astronomy and Astrophysics 216 (1-2): 44–61, Bibcode1989A&A...216...44D 
  5. a b c Tetzlaff, N.; Neuhäuser, R.; Hohle, M. M. (janeiro de 2011), "A catalogue of young runaway Hipparcos stars within 3 kpc from the Sun", Monthly Notices of the Royal Astronomical Society 410 (1): 190–200, doi:10.1111/j.1365-2966.2010.17434.x, Bibcode2011MNRAS.410..190T 
  6. a b c d Kaler, James B. «DELTA CRU (Delta Crucis)». Stars. Consultado em 24 de abril de 2014. 
  7. a b Sokolov, N. A. (maio de 1995), "The determination of T_eff_ of B, A and F main sequence stars from the continuum between 3200 A and 3600 A", Astronomy and Astrophysics Supplement 110: 553, Bibcode1995A&AS..110..553S 
  8. a b Bernacca, P. L.; Perinotto, M (1970). «A catalogue of stellar rotational velocities». Contributi Osservatorio Astronomico di Padova in Asiago [S.l.: s.n.] 239 (1). Bibcode:1970CoAsi.239....1B. 
  9. "The Colour of Stars", Australia Telescope, Outreach and Education (Commonwealth Scientific and Industrial Research Organisation), 21 de dezembro de 2004, http://outreach.atnf.csiro.au/education/senior/astrophysics/photometry_colour.html, visitado em 24 de abril de 2014 
  10. Eggleton, P. P.; Tokovinin, A. A. (setembro de 2008), "A catalogue of multiplicity among bright stellar systems", Monthly Notices of the Royal Astronomical Society 389 (2): 869–879, doi:10.1111/j.1365-2966.2008.13596.x, Bibcode2008MNRAS.389..869E. 
  11. Jilinski, E. et al. (março de 2006), "Radial velocity measurements of B stars in the Scorpius-Centaurus association", Astronomy and Astrophysics 448 (3): 1001–1006, doi:10.1051/0004-6361:20041614, Bibcode2006A&A...448.1001J 
  12. (chinês) 中國星座神話, escrito por 陳久金. Publicado por 台灣書房出版有限公司, 2005, ISBN 978-986-7332-25-7.
  13. (chinês) AEEA (Activities of Exhibition and Education in Astronomy) 天文教育資訊網 2006 年 7 月 29 日
  14. «Astronomy of the Brazilian Flag». FOTW Flags Of The World website. Consultado em 24 de abril de 2014. 
Ícone de esboço Este artigo sobre Estrelas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.