Demarato de Corinto

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados de Demarato, veja Demarato (desambiguação).

Demarato foi um homem de Corinto cujos descendentes se tornaram reis de Roma.

Demarato era da família dos baquíadas, e se tornou muito rico fazendo o comércio entre Corinto e as cidades do mar Tirreno.[1] Quando Cípselo tornou-se tirano, derrubando os baquíadas, Demarato achou que não era seguro viver sob uma tirania sendo rico, principalmente por ele pertencer a oligarquia.[2] Ele juntou suas posses e fugiu de Corinto,[2] indo para a Tarquinia, onde ele tinha amigos, e se casou com uma mulher local de família nobre.[3]

Ele teve dois filhos, Arruns e Lucumo, a quem ele deu nomes tarquínios e casou com mulheres tarquínias de famílias nobres, mas os instruiu na cultura da Grécia e do Tirreno.[3]

Depois que Arruns morreu, seguido poucos dias depois da morte de Demarato, Lucumo herdou a fortuna do pai.[4] Lucumo tinha pretensões de se tornar um cidadão importante,[4] mas sendo excluído por não ser considerado nativo, e ouvindo que os romanos recebiam bem qualquer estrangeiro, mudou-se para Roma com sua família e seus amigos.[5] Em Roma, ele adotou o nome Lúcio Tarquínio,[6] e sucedeu a Anco Márcio como rei de Roma.[7]

Referências

  1. Dionísio de Halicarnasso, Das antiguidades romanas, Livro III, 46.3
  2. a b Dionísio de Halicarnasso, Das antiguidades romanas, Livro III, 46.4
  3. a b Dionísio de Halicarnasso, Das antiguidades romanas, Livro III, 46.5
  4. a b Dionísio de Halicarnasso, Das antiguidades romanas, Livro III, 47.1
  5. Dionísio de Halicarnasso, Das antiguidades romanas, Livro III, 47.2
  6. Dionísio de Halicarnasso, Das antiguidades romanas, Livro III, 48.2
  7. Dionísio de Halicarnasso, Das antiguidades romanas, Livro III, 49.1