Deocleciano Pires Teixeira

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Under construction icon-yellow.svg
Este artigo carece de caixa informativa ou a usada não é a mais adequada. Foi sugerido que adicionasse esta.
Deocleciano, quando estudante de medicina, em 1865.

Deocleciano Pires Teixeira (Ituaçu, 11 de outubro de 1844 - Caetité, 9 de dezembro de 1930), foi um médico e chefe político brasileiro, pai do educador Anísio Teixeira.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Nasceu em Nossa Senhora do Alívio do Brejo Grande, atual Ituaçu, filho de Antônio José Teixeira e de d. Maria Madalena da Silva.[1]

Cursou medicina, tendo antes de se formar servido no corpo médico durante a Guerra do Paraguai, diplomando-se em 1870.[1]

Mudou-se para Caetité, onde casou-se com três irmãs, sucessivamente, da família Spínola, tradicional e de prestígio no Estado da Bahia, com todas elas tendo filhos; a última delas Anna de Souza Spínola, veio a ser a genitora de Anísio Teixeira.[2]

Exerceu a chefia política de importante grupo sertanejo, em oposição ao dr. Rodrigues Lima.

Faleceu em Caetité, em 1930, ainda exercendo o poder, que transferiu a Ovídio Teixeira.[3]

Referências

  1. a b SOBRINHO, Bulcão. Políticos do Passado: Deocleciano Teixeira, in: jornal A Tarde, edição de 17 de abril de 1955
  2. SANTOS, Helena Lima. Caetité, pequenina e ilustre. Tribuna do Sertão, Brumado, 1996
  3. KOENHE, André. Caderno de Cultura Caetiteense, vol. 9, Caetité, 2003
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.