Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
DIEESE
Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos
Tipo Instituição
Fundação 22 de dezembro de 1955 (60 anos)
Sede São Paulo, SP,  Brasil
Produtos Assessoria
Pesquisa
Educação
Significado
da sigla
Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos
Página oficial www.dieese.org.br

O Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (DIEESE) é uma instituição de pesquisa, assessoria e educação do movimento sindical brasileiro. [1]

Origem[editar | editar código-fonte]

A origem do DIEESE remonta a 22 de dezembro de 1955, quando 20 dirigentes sindicais de São Paulo decidem criar um órgão para assessoria técnica aos trabalhadores, além de desenvolver atividades de pesquisa e educação nos temas relacionados ao mundo do trabalho. [2]

Relação com Sindicatos[editar | editar código-fonte]

Os sindicatos são assistidos por economistas do DIEESE, Departamento que possui todas as informações sobre o mercado, acompanhando sua evolução e todas as Convenções Coletivas de Trabalho. O DIEESE possui uma memória importante de dados utilizados para apoiar as negociações de trabalho.

Pesquisas[editar | editar código-fonte]

Algumas pesquisas realizadas pelo DIEESE : [3]

Referências

  1. «Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos». Consultado em 24/05/2016. 
  2. «Memória do DIEESE». Consultado em 24/05/2016. 
  3. «Pesquisas». Consultado em 24/05/2016. 
  4. "Da Redação" ( "Rondoniagora - Jornalismo destemido e pioneiro" ). «Em Porto Velho, Dieese vê queda da cesta básica em abril em comparação com março». Arquivado desde o original em 22/05/2016. Consultado em 22 de maio de 2016. 
  5. "G1 PA". «Pesquisa do Dieese aponta redução de postos de trabalho no Pará». Arquivado desde o original em 30/04/2016. Consultado em 22 de maio de 2016. 
  6. «Meu salário». Consultado em 24/05/2016. 
  7. "Do UOL, em São Paulo". «Salário mínimo em abril deveria ser de R$ 3.716,77, segundo Dieese». Arquivado desde o original em 17/05/2016. Consultado em 22 de maio de 2016. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]