Dermeval Saviani

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Dermeval Saviani
Foto:Elza Fiúza/ABr
Nascimento 25 de dezembro de 1943 (72 anos)
Santo Antônio de Posse, SP
Ocupação Filósofo, professor

Dermeval Saviani (Santo Antônio de Posse, 25 de dezembro de 1943) é um filósofo e pedagogo brasileiro. Nasceu em Santo Antônio de Posse –SP, em 03/02/44 (de direito, pois de fato nasceu em 25/12/43), sendo neto de imigrantes italianos e filho de trabalhadores rurais que, em 1948 se transferiram para a cidade de São Paulo, transformando-se em operários industriais. Concluiu o Curso primário, em 1954, em São Paulo e em 1959, o Curso ginasial no Seminário Nossa Senhora da Conceição, em Cuiabá. Em 1960 estudou o 5º ano do Seminário Menor (1º ano do Curso Colegial, hoje Ensino Médio) no Seminário do Coração Eucarístico de Campo Grande, então uma próspera cidade do Sul de Mato Grosso, hoje capital de Mato Grosso do Sul. Retornando ao Seminário de Nossa Senhora da Conceição de Cuiabá concluiu, em 1961, os estudos do Seminário Menor. Em 1962 iniciou seus estudos filosóficos no Seminário Maior de Aparecida, em SP. No início de 1963, no âmbito do Acordo celebrado entre o Seminário Menor de Aparecida e a Faculdade Salesiana de Filosofia de Lorena, foi aprovado no Concurso Vestibular prosseguindo em seus estudos filosóficos, ainda no seminário, mas agora como aluno do 1º ano do Curso de Graduação em Filosofia da Faculdade de Filosofia de Lorena, em SP. Em dezembro de 1963 deixou o seminário e retornou à cidade de São Paulo onde vivia sua família, transferindo-se para a Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras da PUC/SP na qual concluiu, em 1966, o curso de graduação, formando-se bacharel e licenciado em Filosofia. Sendo de uma família de operários necessitava trabalhar para cursar a faculdade. Nessa condição, ingressou no Banco Bandeirantes do Comércio transferindo-se, em 2 de dezembro de 1965, mediante aprovação em concurso público, para o Banco do Estado de São Paulo. Em 1967 atuou como professor do Curso de Pedagogia da PUC/SP e lecionou filosofia e história da arte num Colégio Estadual e História e Filosofia da Educação na Escola Normal do Colégio Sion. Em 1968 demitiu-se do Banespa para se dedicar inteiramente ao magistério. Tendo concluído o Doutorado na área de Ciências Humanas: Filosofia da Educação, na Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de São Bento, da PUC/SP, ajudou a criar o Programa de Mestrado em Filosofia da Educação nessa Instituição.

Saviani fez seus estudos superiores e iniciou sua carreira docente numa época de crise e profundas mudanças na sociedade brasileira por ele vivenciadas intensamente. Devido à renúncia de Jânio Quadros em agosto de 1961, a posse do vice-presidente João Goulart, como Presidente da República, deu-se com a instalação do regime parlamentarista. Em 6 de janeiro de 1963, mediante plebiscito, restaurou-se o presidencialismo e Jango recuperou os poderes presidenciais, mas foi derrubado, em 1º de abril de 1964, por um golpe que instaurou uma ditadura militar que durou 21 anos.

Em 1975 foi lecionar na recém criada Universidade Federal de São Carlos onde ajudou a implantar, em 1976, o Mestrado em Educação, em convênio com a Fundação Carlos Chagas. Em 1978 retornou como professor da PUC/SP e ajudou a consolidar o Doutorado em Educação nesta Instituição. Em 1979 participou da fundação da ANDE –Associação Nacional de Educação tendo sido, também, sócio fundador da ANPED - Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação, criada em 1977 e do CEDES - Centro de Estudos Educação e Sociedade, articulado em 1978 e oficializado em março de 1979. Em 1986 concluiu a Livre Docência na área de História da Educação na Faculdade de Educação da UNICAMP. Também em 1986 criou o Grupo de Estudos e Pesquisas "História, Sociedade e Educação no Brasil" que se consolidou como um Grupo Nacional com grupos de trabalho na maioria dos estados brasileiros. Em 1988 participou da elaboração de um anteprojeto da LDB ­ Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Entre 1989 e 1992 coordenou o Programa de Pós-­Graduação em Educação da UNICAMP. Considerado filósofo da educação e/ou pedagogo lato sensu, é fundador de uma pedagogia dialética, que denominou Pedagogia Histórico-Crítica.[1]

Dermeval Saviani é grande educador que vivenciou um período de mudanças no nosso país, como a transição na educação durante a consolidação do período democrático que vivemos na atualidade, acompanhando as transformações sociais, as transformações na história da educação brasileira e acentuando os pontos positivos e negativos que as modificações no processo educacional refletiram no dia-a-dia. Tem uma visão progressista sobre a educação. Ele é o fomentador da teoria histórico-crítica que tem como objetivo principal a transmissão de conhecimentos significativos que contribuam para a formação de indivíduos críticos e emancipados assegurando a inclusão social dos educandos.

Premiações[editar | editar código-fonte]

  • Medalha do mérito educacional do Ministério da Educação.
  • Prêmio Zeferino Vaz de produção científica.
  • Prêmio Jabuti de 2008, 1º lugar na categoria Educação, Psicologia e Psicanálise com História das Idéias Pedagógicas no Brasil.
  • Prêmio Jabuti de 2014, 2º lugar na categoria Educação, com Aberturas para a História da Educação.

Obras[editar | editar código-fonte]

  • Educação brasileira: estrutura e sistema, São Paulo, Saraiva, 1973
  • Escola e Democracia, São Paulo: Cortez Autores Associados, 1983
  • Educação - Do Senso Comum a Consciência Filosófica, São Paulo: Cortez Autores Associados, 1980.
  • Ensino Público e Algumas Falas sobre Universidade, São Paulo: Cortez Autores Associados, 1984.
  • Sobre a Concepção de Politécnica Rio de Janeiro: Fundação Oswaldo Cruz, 1989.
  • A Nova Lei da Educação-Trajetória, Limites e Perspectivas, Campinas: Autores Associados, 1997
  • Pedagogia Histórico-Crítica, primeira aproximações, Campinas: Autores Associados, 1991.
  • Educação e questões da atualidade, São Paulo, Cortez/Livros do Tatu, 1991.
  • Educación: temas de actualidad, Buenos Aires, Libros del Quirquincho, 1991.
  • Política e Educação no Brasil-O Papel do Congresso Nacional na Legislação do Ensino, São Paulo, Cortez, 1987
  • Da Nova LDB ao Novo Plano Nacional de Educação-Por Uma Outra Política Educacional, Campinas, Autores Associados, 1998
  • Da Nova LDB ao FUNDEB, Campinas, Autores Associados, 2007.
  • História das ideias pedagógicas no Brasil, Campinas, Autores Associados, 2007.
  • A pedagogia no Brasil: história e teoria, Campinas, Autores Associados, 2008.
  • Interlocuções pedagógicas: conversa com Paulo Freire e Adriano Nogueira e 30 entrevistas sobre educação. Campinas, Autores Associados, 2010.
  • Educação em diálogo, Campinas, Autores Associados, 2011.
  • Pedagogia histórico-crítica e luta de classes na educação escolar (em co-autoria co Newton Duarte), Campinas, Autores Associados, 2012.
  • Aberturas para a história da educação, Campinas, Autores Associados, 2013.
  • O Lunar de Sepé: paixão, dilemas e perspectivas na educação, Campinas, Autores Associados, 2014
  • Sistema Nacional de Educação e Plano Nacional de Educação: significado, controvérsias e perspectivas, Campinas, Autores Associados, 2014.
  • História do tempo e tempo da história. Campinas, Autores Associados, 2015.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências