Baiano (futebolista)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Dermival de Almeida Lima)
Ir para: navegação, pesquisa
Baiano
Baiano
Informações pessoais
Nome completo Dermival de Almeida Lima
Data de nasc. 28 de junho de 1978 (38 anos)
Local de nasc. Capim Grosso, Bahia Bahia,  Brasil
Altura 1,77 m
Informações profissionais
Clube atual Brasil Brasília
Posição Lateral Direito
Clubes de juventude
Brasil Santos
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
19961999
1999
1999
2000
20002001
2002
20022003
20032004
20052006
2006
20062007
2007
2007
2008
2008
2009
2010
2010
2011
20112012
20122014
2015
2016
2016
Brasil Santos
Brasil Matonense
Brasil Vitória
Brasil Santos
Espanha Las Palmas
Brasil Atlético Mineiro
Espanha Las Palmas
Brasil Palmeiras
Argentina Boca Juniors
Brasil Palmeiras
Rússia Rubin
Brasil Náutico
Brasil Santos
Brasil Fortaleza
Brasil Vasco
Colômbia Atlético Nacional
Brasil Paulista
Brasil Guarani
Brasil Paulista
Brasil Red Bull Brasil
Brasil Brasiliense
Brasil Gama
Brasil Vila Nova
Brasil Brasília
Brasil Ceilândia


0025 0000(6)
Seleção nacional
1999-2000 Brasil Brasil 006 000(1)

Dermirval de Almeida Lima, mais conhecido como Baiano (Capim Grosso-BA, 28 de junho de 1978), é um futebolista brasileiro que atua como lateral direito. Atualmente, atua pelo Gama.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Baiano começou a carreira profissional no Santos, e lá ele ficou por 4 anos, tendo conquistado o Torneio Rio-São Paulo de 1997e a Copa Conmebol 1998 até ser emprestado ao Matonense e ao Vitória. No rubro-negro baiano, ajudou o time a chegar às semifinais do Campeonato Brasileiro de 1999, ganhando notoriedade nacional.

Início da carreira Internacional[editar | editar código-fonte]

Na sua volta ao Peixe passou por uma ótima fase e foi vendido ao modesto Las Palmas da Espanha.

Volta ao Brasil[editar | editar código-fonte]

Devido as dificuldades encontradas na equipe espanhola, ele foi emprestado ao Atlético-MG, onde fez uma boa temporada, mas com o fim do empréstimo, ele teve que voltar Las Palmas antes de sua reapresentação retornou a sua cidade natal Capim Grosso-BA palestrando sobre sua via para centenas de crianças e adolescentes entre esses adolescentes estava o hoje jogador profissional Esmael Bastos Soares o Neto Coruja revelação do E.C vitória .

Palmeiras[editar | editar código-fonte]

Sua boa passagem pelo Galo Mineiro, fez despertar nos dirigentes do Palmeiras a vontade de contar com o jogador para a Série B 2003. E isso aconteceu após a venda do lateral Alessandro ao Dínamo de Kiev, do qual herdou a camisa 2 alviverde.

Com o título da Série B 2003 assegurado, ele, graças as boas apresentações no Paulistão 2004, seguiu para o Boca Juniors da Argentina.

Volta ao Palmeiras[editar | editar código-fonte]

No clube argentino, apesar de ter conseguido rapidamente assegurar a vaga de titular, ele sofria com o fato de ser negro e de ser brasileiro. O que fez ele querer voltar ao Brasil.

Graças as boas atuações na equipe alviverde em 2003/04, ele acabou retornando.

Porém, dessa vez sua passagem não foi tão boa, ele retornou acima do peso, e não conseguiu mostrar o mesmo futebol de antes. Assim em 2006 ele acabou sendo vendido ao Rubin Kazan da Rússia.

Dificuldades[editar | editar código-fonte]

As dificuldades de adaptação na equipe russa, o fizeram voltar ao futebol brasileiro em 2007, primeiro no Náutico, e depois de volta ao Santos no segundo semestre.

Vasco da Gama[editar | editar código-fonte]

No ano de 2008, ele foi contratado pelo Fortaleza no primeiro semestre, e em seguida foi para o Vasco, para o Brasileirão 2008, mas a equipe cruzmaltina mas o time acabou sendo rebaixado à Série B.

Atlético Nacional[editar | editar código-fonte]

Em 2009 ele autou na equipe do Atlético Nacional da Colômbia, na qual, ele atuou com seu ex-companheiro de Palmeiras, o colombiano Muñoz.

Red Bull Brasil[editar | editar código-fonte]

Ao voltar da Colômobia, em 2010, teve breve passagens pelo Guarani e pelo Paulista até que, em 2011, foi contratado pelo Red Bull Brasil.[1]

Futebol Brasiliense

Em 2012 foi contratado pelo Brasiliense, onde jogou por dois anos, até seguir para o rival Gama.

Seleção Brasileira[editar | editar código-fonte]

Participou da Seleção Brasileira na categoria Sub 23. Quando foi titular do Torneio Pré-Olímpico Sul-Americano Sub-23 de 2000, disputado em Londrina em que o Brasil foi campeão. Assim como nas Olimpíadas daquele ano.

Vila Nova Futebol Clube[editar | editar código-fonte]

Pelo Vila Nova , chegou no clube em 2015 para o fim da primeira fase  e para o mata-mata da Série C do Campeonato Brasileiro. Baiano marcou um dos gols de pênalti nas disputas da semifinal entre Vila Nova x Grêmio Esportivo Brasil , que levou o clube a final da Serie C 2015

Títulos[editar | editar código-fonte]

Seleção Brasileira
Santos
Palmeiras
Brasiliense

Vila Nova

Campeonato Brasileiro Série C: 2015

Gama

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]