Desempenho das Seleções Anfitriãs em Copas do Mundo FIFA

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Estes são os dados sobre o desempenho das Seleções anfitriãs em Copas do Mundo.

Estatísticas e curiosidades[editar | editar código-fonte]

  • Ao longo das histórias dos mundiais, apenas seis seleções mandantes (de dezesseis, incluindo 2018) foram campeãs em 20 edições disputadas, o que representa menos de um terço[1]
  • Apenas a África do Sul (em 2010) foi eliminada na primeira fase, enquanto as demais ao menos passaram da primeira fase[1]
  • Brasil e Espanha são as únicas seleções campeãs do mundo que nunca venceram uma Copa do Mundo em seus domínios. A Espanha teve uma chance (em 1982) e o Brasil duas (em 1950 e em 2014)[2] Das cinco seleções que foram sede duas vezes, o México e o Brasil não ganharam em nenhuma das duas oportunidades, com acréscimo que o México também não ganhou em outros solos. O Chile é a única seleção sul-americana ex-sede a não ganhar o torneio, bem como Suíça, Suécia e Russia são as únicas europeias.
  • Brasil, México, Itália, Alemanha e França são os únicos países que sediaram a Copa do Mundo mais de uma vez (em duas oportunidades), mas somente Itália, Alemanha e França venceram em casa
  • Inglaterra conquistou seu único título mundial jogando em casa
  • Nenhum anfitrião perdeu na estreia. Nas 21 Copas, ao total, os anfitriões têm bom desempenho: venceram 16 vezes na estreia e empataram outras seis (as 22 partidas se referem ao Mundial de 2002, que teve 2 anfitriões), sendo a maior vitória de todas a goleada aplicada pela Itália contra os Estados Unidos: 7–1, em 1934[3]
  • Maior vitória de um país anfitrião: Itália 7–1 Estados Unidos (1934); Brasil 7–1 Suécia (1950)
  • Pior derrota de um país anfitrião: Brasil 1–7 Alemanha (2014).[4] Única vez que o anfitrião recebeu a maior goleada de uma edição
  • Alemanha e Áustria marcaram mais gols em um jogo contra os donos da casa: 7–5 para a Áustria contra a Suíça (1954) e 7–1 para a Alemanha contra o Brasil (2014)
  • Em três edições o anfitrião conseguiu a maior goleada da Copa: 1930 (Uruguai 6–1 Iugoslávia), 1934 (Itália 7–1  Estados Unidos) e 1970 (México 4–0 El Salvador)
  • A Itália e a Rússia, em 1990 e 2018, respectivamente, perderam em disputa de pênaltis. Os italianos foram superados pela Argentina, na semifinal, já os russos pela Croácia, nas quartas[5]
  • O brasileiro Ademir de Menezes (1950), o chileno Leonel Sánchez (1962), o argentino Mario Kempes (1978), o italiano Salvatore Schillaci (1990) e o alemão Miroslav Klose (2006), conseguiram ser artilheiros nas Copas em que suas respectivas seleções eram anfitriãs. Destes, apenas Kempes foi campeão
  • Seleção que mais eliminou anfitriões em Copas:[6]
País Quantidade Edições Campeão
Bandeira da Alemanha Alemanha 4 vezes 1982 / 1986 / 2002 / 2014 2014
Brasil Brasil 3 vezes 1958 / 1962 / 1994 1958 / 1962 / 1994
Flag of Italy.svg Itália 3 vezes 1938 / 1970 / 2006 1938 / 2006

Desempenhos[editar | editar código-fonte]

Ano País-sede Desempenho/eliminação Gols sofridos (total)[7] Algoz(es) Campeão
1930 Uruguai Campeão 3 gols Flag of Uruguay.svg Uruguai
1934 Reino de Itália Itália Campeão 3 gols Reino de Itália Itália
1938  França Quartas de final 4 gols Reino de Itália Itália Reino de Itália Itália
1950  Brasil Vice-campeão 6 gols Flag of Uruguay.svg Uruguai Flag of Uruguay.svg Uruguai
1954 Suíça Quartas de final 11 gols Flag of Austria.svg Áustria Alemanha Alemanha Ocidental
1958  Suécia Vice-campeão 7 gols Brasil Brasil Brasil Brasil
1962  Chile 3º colocado 8 gols Brasil Brasil Brasil Brasil
1966  Inglaterra Campeão 3 gols Flag of England.svg Inglaterra
1970  México Quartas de final 4 gols Flag of Italy.svg Itália Brasil Brasil
1974  Alemanha Ocidental Campeão 4 gols  Alemanha Ocidental
1978  Argentina Campeão 4 gols Flag of Argentina.svg Argentina
1982 Flag of Spain.svg Espanha 2ª fase 5 gols  Alemanha Ocidental e Flag of England.svg Inglaterra Flag of Italy.svg Itália
1986  México Quartas de final 2 gols  Alemanha Ocidental Flag of Argentina.svg Argentina
1990  Itália 3º colocado 2 gols Flag of Argentina.svg Argentina  Alemanha Ocidental
1994  Estados Unidos Oitavas de final 4 gols Brasil Brasil Brasil Brasil
1998  França Campeão 2 gols Bandeira da França França
2002  Coreia do Sul 4º colocado 6 gols Bandeira da Alemanha Alemanha Brasil Brasil
 Japão Oitavas de final 3 gols Flag of Turkey.svg Turquia
2006  Alemanha 3º colocado 6 gols Flag of Italy.svg Itália Flag of Italy.svg Itália
2010 África do Sul 1ª fase 5 gols Flag of Uruguay.svg Uruguai e Flag of Mexico.svg México Flag of Spain.svg Espanha
2014  Brasil 4º colocado 14 gols Bandeira da Alemanha Alemanha Bandeira da Alemanha Alemanha
2018  Rússia Quartas de final 7 gols Bandeira da Croácia Croácia Bandeira da França França
2022  Catar
2026  Canadá
 Estados Unidos
 México
  • Legendas: Em negrito, caso tenha sido o melhor desempenho da Seleção em Copas. Em Itálico, se terminou invicto
  • Nota: A Rússia terminou em 4º lugar em 1966, como União Soviética

Quedas por rodada[editar | editar código-fonte]

Rodada Total
1ª fase (fase de grupos) 1
Oitavas de final/Segunda fase 3
Quartas de final 5
Semifinais 5
Final 2 (1950/1958)
Total 16

Referências

  1. a b boleirosdaarquibancada.com/ Os mandantes
  2. espn.uol.com.br/ Brasil se iguala ao México em bi negativo e segue em jejum ao lado da Espanha
  3. oglobo.globo.com/ Brasil tenta manter escrita de anfitrião: nunca perder na estreia da Copa
  4. esportes.estadao.com.br/ Seleção brasileira registra a pior derrota de uma equipe anfitriã
  5. foxsports.com.br/ Brasil vence 3ª em pênaltis e mantém tabu de anfitriões em Copas
  6. espn.uol.com.br/ Alemanha encara Brasil por título de maior carrasco de anfitriões da história das Copas
  7. esportes.r7.com/ Brasil de 2014 é o pior anfitrião da história das Copas

Ligações externas[editar | editar código-fonte]