Desfontainia spinosa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Como ler uma infocaixa de taxonomiaDesfontainia
Desfontainia spinosa[1]
Desfontainia spinosa[1]
Classificação científica
Reino: Plantae
Clado: angiospérmicas
Clado: eudicotiledôneas
Clado: asterídeas
Clado: euasterídeas II
Família: Desfontainiaceae
Gênero: Desfontainia
Espécie-tipo
Desfontainia spinosa

D. spinosa ('Chilean holly', trad. livre: Azevinho Chileno), é uma planta nativa das florestas tropicais e terrenos montanhosos na região sul da América Central e América do Sul, se estendendo da Costa Rica a norte, até às ilhas da Terra do Fogo (Chile e a Argentina) no extremo sul, estando presente no Panamá, Colômbia, Venezuela, Peru, Bolivia e Equador.[2]

Usos incluem medicinal, alucinógeno, um corante natural, além do seu ornamental como sempre-viva. Durante o cultivo, ela crescerá vagarosamente (de 10 a 20 anos) cerca de 2,5 metros de largura e altura, porém, na natureza, ela pode desenvolver o formato de uma árvore, atingindo os 4 metros.

Usos[editar | editar código-fonte]

A Desfontainia spinosa foi duas vezes comprovada como alucinógeno etno-botânico da Colômbia por Richard Evans Schultes: a primeira vez em 1942 a partir do "Paramo de Tambillo" e a segunda do "Paramo de San Antonio" em 1953.

Xamãs do Sibundoy na Colômbia fazem um chá das folhas 'quando querem sonhar' ou 'ter visões e diagnosticar doenças'. Um relatório afirma que o chá é tão poderoso que faz com que os xamãs enlouqueçam. Ele não é usado com freqüência, em parte por causa de sua potência, em parte porque a planta em si não é cultivada e devem ser coletadas da natureza selvagem da remota paramos[desambiguação necessária] [carece de fontes?]. O nome do colombiano da Desfontainia Spinosa é 'Borrachero de Paramo'.

Uma variedade conhecida como Hookeri da 'Desfontainia spinosa' foi classificada como narcótico e é utilizada pelos povos Mapuche do Chile, segundo Carlos Mariani Ramirez, que também equipara a amargura da planta ao de genciana e mencionava seu uso como um corante amarelo [3]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. 1854 Ilustração de William Jackson Hooker (1785-1865) - Curtis's botanical magazine vol. 80 ser. 3 nr. 10 tabl. 4781 (http://www.botanicus.org/page/467611)
  2. RHS A-Z encyclopedia of garden plants. London: Dorling Kindersley. 2008. p. 1136. ISBN 1-4053-3296-4 
  3. Bello, Andrés, ed. (1965). Témas de Hipnosis pps. 262-263. Santiago, Chile: [s.n.] 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Desfontainia spinosa