Destino (telenovela)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados de Destino, veja Destino (desambiguação).
Destino
Informação geral
Formato Telenovela
Criador(es) Raimundo Lopes e Crayton Sarzy
Baseado em Mundos Opuestos, de Marissa Garrido
País de origem Brasil
Idioma original português
Produção
Diretor(es) David Grinberg
Renato Petrauskas
Elenco ver elenco
Exibição
Emissora original SBT
Transmissão original 5 de abril – 7 de junho de 1982
Episódios 55
Cronologia
Programas relacionados Destino (versão mexicana)

Destino é uma telenovela brasileira produzida pelo SBT e exibida entre 5 de abril e 7 de junho de 1982, em 55 capítulos. Escrita por Raimundo Lopes e Crayton Sarzy, foi uma adaptação da trama mexicana homônima assinada por Marissa Garrido. Primeira produção dramatúrgica da emissora, teve direção de David Grinberg e Renato Petrauskas.[1]

Enredo[editar | editar código-fonte]

Fernando está casado há oito anos com Glória, em uma união feliz, ao lado dos filhos Rafael e João. A chegada de Lorena, sua ex-noiva, hoje uma importante modelo, acaba por influir na felicidade do casal.

Ao decorrer da história, João desaparece. Anos depois, a família se reconstrói ao lado de Rafael, agora adulto, e encontra o filho desaparecido usando o nome Luisinho.[1]

Produção[editar | editar código-fonte]

Inaugurado em agosto de 1981, o SBT ingressaria a partir do ano seguinte na produção de obras dramatúrgicas. Waldemar de Moraes era o supervisor do departamento de novelas. A trama mexicana Destino, de Marissa Garrido, seria a primeira da emissora, contaria com tradução e adaptação de Raimundo Lopes, e direção de David Grimberg e Renato Petrauskas.[2] Então consultor da emissora, Ricky Medeiros foi ao México para negociar a compra de textos dramatúrgicos, que, segundo ele, "se davam bem no mundo inteiro e poderiam funcionar por aqui [no Brasil]". Assim, o canal continuaria realizando adaptações durante parte da década de 1980.[1]

As gravações da novela começaram em fevereiro de 1982, e a previsão era de que sua duração fosse curta, tendo 55 capítulos. A proposta da história era centralizar a ação em poucos personagens, excluindo tramas paralelas. Silvio Santos, proprietário do SBT, não permitia que alterações fossem feitas no script original. Foram adquiridas fitas VHS dos capítulos da produção mexicana para que marcações técnicas, como posicionamento de câmeras e detalhes de cenários, se igualassem. Os custos de Destino chegavam a Cr$ 10 milhões por mês.[2][1]

Exibição[editar | editar código-fonte]

Destino foi exibida entre 5 de abril e 7 de junho de 1982. Os capítulos inéditos eram veiculados às 18h30 e reprisados às 20h15.[3]

Foi reprisada pela emissora duas vezes: na primeira, entre 22 de agosto e 18 de novembro de 1983, em 65 capítulos, às 14h30, e na segunda, entre 4 de abril e 11 de maio de 1991, às 15h30, sucedendo A Justiça de Deus e antecedendo Acorrentada na faixa Novelas da Tarde.[3]

Elenco[editar | editar código-fonte]

Ator/Atriz Personagem[1]
Ana Rosa Glória
Flávio Galvão Fernando Lascorain
Tânia Regina Lorena
Denis Derkian Rafael
Ricardo Blat Luisinho (João)
Amilton Monteiro Dr. Alberto Moreno
Guy Loup Margarida
Ruthinéia de Moraes Tia Mira (Delmira)
Annamaria Dias Lúcia
Marta Volpiani Mônica
Percy Aires Dr. Silveira
José Parisi
Clenira Michel
Valter Santos Seu Apolônio
Marcelo Coutinho Guilherme
Josmar Martins Manuel
Eleu Salvador Pedro
Wendel Bezerra Rafael (criança)
Ulisses Bezerra João (criança)

Referências

  1. a b c d e Nilson Xavier. «Destino». Teledramaturgia. Consultado em 30 de maio de 2021 
  2. a b Fernanda Torres (8 de fevereiro de 1982). «O que há de novo no mundo das novelas». Jornal do Brasil. TV-Pesquisa 
  3. a b André Santana (29 de maio de 2017). «Há 35 anos terminava Destino, primeira novela produzida pelo SBT». Observatório da TV. Consultado em 30 de maio de 2021