Desvio para o vermelho gravitacional

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

O Desvio Gravitacional para o vermelho é um ligeiro deslocamento para o vermelho, mostrando as riscas do espectro solar, que é devido ao campo gravitacional de algumas estrelas como o Sol.

Com a Teoria da Relatividade Geral, Einstein previu que um raio de luz poderia mudar de cor com a atuação de um campo gravitacional.

Este efeito é devido que para a luz para sair de uma estrela, deve ceder um pouco de energia para vencer o campo gravitacional intenso.

A luz ainda pode desviar para frequências ultravioleta, infravermelhas, raios gama, ondas de rádio ou microondas.

O efeito foi observado na década de 1920, e se percebeu que a luz do Sol desviava para o vermelho.

Mas o efeito só foi comprovado no início da década de 1960.

O experimento[editar | editar código-fonte]

Os físicos Robert Pound e Glen Rebka, da Universidade de Havard construíram uma torre de 22,5 metros do Laboratório de Jefferson, e perceberam que a o Desvio Gravitacional para o vermelho era válido.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Portal A Wikipédia possui o
Portal de Física.

Fontes[editar | editar código-fonte]

  • CURY, Fernanda. O grande gênio: Albert Eintein. Rio de Janeiro: Minuano Cultural, pg.65-66, 2005.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre física é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.