Diário de Coimbra

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Diário de Coimbra
Periodicidade Diário
Preço 0,80 euros
Fundação 24 de maio de 1930 (86 anos)
Fundador(es) Adriano Lucas
Diretor Adriano Callé Lucas
Idioma Português
Circulação Portugal - Distrito de Coimbra
Página oficial www.diariocoimbra.pt/

O grupo Diário de Coimbra, que inclui também o Diário de Aveiro, o Diário de Leiria e o Diário de Viseu, é o principal grupo português de imprensa diária regional e lidera os índices de leitura da imprensa escrita no espaço geográfico que serve prioritariamente - a Região Centro de Portugal (Beiras).

Fundado em 24 de maio de 1930, por Adriano Lucas (1883 - 17 de dezembro de 1950),[1] o Diário de Coimbra é o mais antigo diário em Portugal que se mantém na propriedade da família do seu fundador e um dos mais antigos da Europa, onde muitos jornais fecharam, ou mudaram de mãos, com a devastação da II Guerra Mundial.

O filho do fundador, também chamado Adriano Lucas (14 de dezembro de 1925, Coimbra - 21 de março de 2011, Lisboa),[2] assumiu a liderança do grupo em 1950. O período mais complicado na história do grupo ficou marcado com a resistência à censura imposta durante a ditadura em Portugal. A sua publicação chegou a ser suspensa pelo período de um ano.

Hoje o grupo Diário de Coimbra é um grupo de referência na imprensa regional portuguesa.

Referências

  1. «Estatuto Editorial». Diário de Coimbra. Consultado em 13 de junho de 2015. 
  2. . Diariocoimbra.pt http://www.diariocoimbra.pt/index.php?option=com_content&task=view&id=11911&Itemid=111.  Falta o |titulo= (Ajuda)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Diário de Coimbra
Ícone de esboço Este artigo sobre meios de comunicação ou jornalismo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.