Diógenes de Apolônia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book.svg
Este artigo ou secção não cita fontes confiáveis e independentes (desde janeiro de 2013). Ajude a inserir referências.
O conteúdo não verificável pode ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Disambig grey.svg Nota: Para outras pessoas de mesmo nome, veja Diógenes.
Diógenes de Apolônia
Pré-socráticos
Data de nascimento: fl. 425 a.C.
Local: Apolónia (hoje Sozopol), Trácia
Principais interesses: Filosofia natural
Influências: Anaxágoras, Escola jônica

Diógenes de Apolónia (pt) ou Apolônia (pt-BR) (em grego antigo: Διογένης ὁ Ἀπολλωνιάτης; 499 a.C.428 a.C.) foi um filósofo grego de Apolônia, na Trácia. Praticamente nada se sabe sobre sua vida, apenas que seu pai era um banqueiro e que ele foi exilado de sua cidade natal por falsificar moedas, na verdade fugiu antes mesmo de ser exilado. Foi contemporâneo de Anaxágoras de Clazômenas e pode ser considerado o último filósofo pré-socrático. Do ponto de vista doutrinário, sua filosofia é uma espécie de retorno ao modo de pensar jônio. Diógenes assumiu um único princípio primordial - o ar - e pretendeu explicar os mais variados fenômenos a partir dele. Ao mesmo tempo, também encontrou espaço para o nous de Anaxágoras em seu sistema filosófico e isso revela um caráter eclético em seu pensamento.

Sabe-se que escreveu uma Meteorologia, um livro chamado Da natureza do homem e outro chamado Sobre a ciência natural. Todos os fragmentos que chegaram até nós derivam desta última obra.

Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Diógenes de Apolônia

( Diógenes Laércio atribui a Diógenes de Sinope possíveis eventos relacionados a falsificação de moedas )

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.