Dia da Independência dos Estados Unidos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Dia da Independência
Celebração de 4 de julho em frente ao monumento a Washington, 1986.
Nome oficial Independence Day
Outro(s) nome(s) The Fourth of July
Seguido por Cidadãos estadunidenses
Tipo histórico/cultural
Data 4 de julho
Observações Celebra a oficialização da Declaração de Independência pelo Congresso Continental.
Fogos de artifício usados na comemoração do 4 de Julho na cidade de Miami.

O Dia da Independência dos Estados Unidos (em inglês: Independence Day of The Fourth of July) é um feriado nacional que celebra o dia 4 de julho nos Estados Unidos. Esse dia marca a Declaração de Independência de 1776, ano em que as Treze Colônias declararam a separação formal do Império Britânico.[1] O Dia da Independência é o feriado mais festejado dos Estados Unidos e têm forte influência sobre a cultura americana em geral, tendo sido retratado nos mais diversos veículos de mídia.[1] O Dia da Independência é igualmente o dia nacional dos Estados Unidos.[2][3][4]

Antecedentes[editar | editar código-fonte]

Durante a Revolução Americana, a separação legal das Treze Colônias do Reino Unido da Grã-Bretanha ocorreu em 2 de julho de 1776, quando o Segundo Congresso Continental aprovou uma resolução de independência proposta por Richard Henry Lee, da Virgínia, declarando a independência dos Estados Unidos do domínio britânico.[5] Após votar pela independência das colônias, o Congresso passou a elaborar uma Declaração de Independência, de forma a conceder um documento legal expondo a decisão e o voto do órgão. O Congresso debateu e revisou a Declaração e a aprovou em 4 de julho. No dia anterior, John Adams havia escrito a sua esposa, Abigail:

O segundo dia de Julho de 1776 será o mais memorável da história da América. Eu estou a ponto de crer que será celebrado nas gerações vindouras como o maior festival comemorativo. Esta data deveria ser comemorada como o dia da libertação, através de atos solenes de devoção ao Deus Todo-Poderoso. Esta data deveria ser solenizada com pompa e paradas, com demonstrações, jogos, esportes, salvas, sinos, fogareiros e fogos, de um lado a outro deste continente, de agora para sempre.[6]

Adams equivocou-se por dias. Desde a independência, os Estados Unidos celebram o dia nacional em 4 de julho, a data da publicação da Declaração de Independência; em detrimento de 2 de julho, a data em que a resolução foi aprovada pelo Congresso.[7]

Estudiosos do assunto têm debatido sobre a publicação da Declaração de Independência, apesar de Thomas Jefferson, John Adams e Benjamin Fraklin terem escrito posteriormente sobre a data original. A maioria dos historiadores concluem e aceita que a Declaração teria sido assinada cerca de um mês após sua aprovação, em 2 de agosto de 1776, e não em 4 de julho como comumente creditado.[8]

Referências

  1. a b «What is Independence Day in USA?». Tech Notes. 2 de julho de 2015. Consultado em 6 de setembro de 2015 
  2. «National Days of Countries». Ministério de Relações Exteriores e Comércio da Nova Zelândia 
  3. «National Holiday». The World Factbook 
  4. «National Holiday of Member States». Nações Unidas 
  5. «How Declaration was drafted». The New York Times. 1 de julho de 1917 
  6. «Letter from John Adams to Abigail Adams, 3 July 1776, 'Had a Declaration…'». Adams Family Papers 
  7. Maier, Pauline (7 de agosto de 1997). «Making sense of the Fourth of July». American Heritage 
  8. «Top 5 Myths About the Fourth of July!». History News Network. 30 de junho de 2001