Dia da Independência dos Estados Unidos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Dia da Independência
Celebração de 4 de julho em frente ao monumento a Washington, 1986.
Nome oficial Independence Day
Outro(s) nome(s) The Fourth of July
Tipo histórico/cultural
Seguido por Cidadãos estadunidenses
Data 4 de julho
Observações Celebra a oficialização da Declaração de Independência pelo Congresso Continental.
Fogos de artifício usados na comemoração do 4 de Julho na cidade de Miami.

O Dia da Independência dos Estados Unidos (em inglês: Independence Day of The Fourth of July) é um feriado nacional que celebra o dia 4 de julho nos Estados Unidos. Esse dia marca a Declaração de Independência de 1776, ano em que as Treze Colônias declararam a separação formal do Império Britânico.[1] O Dia da Independência é o feriado mais festejado dos Estados Unidos e têm forte influência sobre a cultura americana em geral, tendo sido retratado nos mais diversos veículos de mídia.[1] O Dia da Independência é igualmente o dia nacional dos Estados Unidos.[2][3][4]

Antecedentes[editar | editar código-fonte]

Durante a Revolução Americana, a separação legal das Treze Colônias do Reino Unido da Grã-Bretanha ocorreu em 2 de julho de 1776, quando o Segundo Congresso Continental aprovou uma resolução de independência proposta por Richard Henry Lee, da Virgínia, declarando a independência dos Estados Unidos do domínio britânico.[5] Após votar pela independência das colônias, o Congresso passou a elaborar uma Declaração de Independência, de forma a conceder um documento legal expondo a decisão e o voto do órgão. O Congresso debateu e revisou a Declaração e a aprovou em 4 de julho. No dia anterior, John Adams havia escrito a sua esposa, Abigail:

O segundo dia de Julho de 1776 será o mais memorável da história da América. Eu estou a ponto de crer que será celebrado nas gerações vindouras como o maior festival comemorativo. Esta data deveria ser comemorada como o dia da libertação, através de atos solenes de devoção ao Deus Todo-Poderoso. Esta data deveria ser solenizada com pompa e paradas, com demonstrações, jogos, esportes, salvas, sinos, fogareiros e fogos, de um lado a outro deste continente, de agora para sempre.[6]


Adams equivocou-se por dias. Desde a independência, os Estados Unidos celebram o dia nacional em 4 de julho, a data da publicação da Declaração de Independência; em detrimento de 2 de julho, a data em que a resolução foi aprovada pelo Congresso.[7]

Estudiosos do assunto têm debatido sobre a publicação da Declaração de Independência, apesar de Thomas Jefferson, John Adams e Benjamin Fraklin terem escrito posteriormente sobre a data original. A maioria dos historiadores concluem e aceita que a Declaração teria sido assinada cerca de um mês após sua aprovação, em 2 de agosto de 1776, e não em 4 de julho como comumente creditado.[8]

Referências

  1. a b «What is Independence Day in USA?». Tech Notes. 2015-07-02. Consultado em 6 de setembro de 2015. 
  2. «National Days of Countries». Ministério de Relações Exteriores e Comércio da Nova Zelândia. 
  3. «National Holiday». The World Factbook. 
  4. «National Holiday of Member States». Nações Unidas. 
  5. «How Declaration was drafted». The New York Times. 01 de julho de 1917. 
  6. «Letter from John Adams to Abigail Adams, 3 July 1776, 'Had a Declaration…'». Adams Family Papers. 
  7. Maier, Pauline (07 de agosto de 1997). «Making sense of the Fourth of July». American Heritage. 
  8. «Top 5 Myths About the Fourth of July!». History News Network. 30 de junho de 2001.