Diagrama de Moody

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

O diagrama de Moody é a representação gráfica em escala duplamente logarítmica do fator de atrito em função do número de Reynolds e a rugosidade relativa de uma tubulação.

Na equação de Darcy-Weisbach aparece o termo que representa o fator de atrito de Darcy, conhecido também como coeficiente de atrito. O cálculo deste coeficiente não é imediato e não existe uma única fórmula para calculá-lo em todas as situações possíveis.

Pode-se distinguir duas situações diferentes, o caso em que o fluxo seja laminar e o caso em que o fluxo seja turbulento. No caso de fluxo laminar se usa uma das expressões da equação de Poiseuille; no caso de fluxo turbulento se usa a equação de Colebrook-White.

No caso de fluxo laminar o fator de atrito depende unicamente do número de Reynolds. Para fluxo turbulento, o fator de atrito depende tanto do número de Reynolds como da rugosidade relativa da tubulação, por isso neste caso é representado mediante uma família de curvas, uma para cada valor do parâmetro , onde k é o valor da rugosidade absoluta, ou seja, o comprimento (habitualmente em milímetros) da rugosidade diretamente medível na tubulação.

Na seguinte imagem pode-se observar o aspecto do diagrama de Moody.

Moody-es.png

Expressão matemática[editar | editar código-fonte]

Equação de Colebrook-White:

  • k/D = rugosidade relativa
  • Re = Número de Reynolds
  • λ = fator de fricção
  • D = diâmetro interno da tubulação

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]