Diagrama de Nolan

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
O Diagrama de Nolan, com o espectro linear tradicional na diagonal pontilhada

O Diagrama de Nolan ou Gráfico de Nolan é um diagrama político popularizado pelo libertário norte-americano David Nolan.

Ele o criou para ilustrar a alegação de que o libertarianismo defende tanto as liberdades econômicas quanto as liberdades individuais, num contraste visual tanto com a esquerda quanto com a direita. De acordo com Nolan, a esquerda defende apenas as liberdades individuais, enquanto a direita conservadora defende apenas as liberdades econômicas.

Diferentemente da separação tradicional esquerda/direita e outras taxonomias políticas, o Diagrama de Nolan na sua forma original tem duas dimensões, com um eixo X horizontal chamado de "liberdade econômica" e um eixo Y vertical chamado "liberdade individual". Ele lembra um quadrado dividido em quatro quadrantes, com cada amostra da população atribuída a um dos quadrantes. Algumas versões apresentam um quinto quadrante central, em forma de losango, para indicar uma posição centrista.

Muitas variações do Diagrama de Nolan foram criadas, com algumas girando o gráfico 45 graus no sentido anti-horário1 para fazer com que a representação tradicional de esquerda/direita fique numa linha horizontal, conforme o espectro político tradicional.

Desenvolvimento[editar | editar código-fonte]

David Nolan publicou a versão atual do diagrama num artigo chamado "The Case for a Libertarian Political Party" na edição de agosto de 1971 da revista The Individualist, publicação mensal da Sociedade Internacional para a Liberdade Individual International Society for Individual Liberty -( ISIL).2 Em dezembro de 1971 ele ajudou a iniciar o grupo que se tornaria o Partido Libertário dos EUA.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Diagrama de Nolan

Referências