Diana, Regina delle Streghe

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Stregheria ou Diana, Regina delle Streghe são termos usados para a antiga Bruxaria italiana, como também para se referir a um movimento moderno neopagão surgido na Itália e nos Estados Unidos a fim de resgatá-la. Diana, sincretizada com a deusa grega Ártemis, é a deusa da caça, da noite, da magia e da feitiçaria. É a principal divindade para alguns grupos e praticantes de tradições da stregoneria, prática neopagã que atribui suas raízes históricas no folclore e nas supostas reminiscências de cultos pagãos da Itália.

Também é chamada, pelo folclorista Charles Godfrey Leland, de Tana e Jana. Segundo registros do mesmo autor na obra Aradia - O Evangelho das Bruxas (Aradia - The Gospel of The Witches), a deusa é irmã e consorte de Lúcifer (identificado, por outras fontes, como Dianus Lucifero) e mãe de Aradia, uma bruxa mítica que teria nascido na Itália e ensinado servos e mulheres a praticar a bruxaria e o culto à sua mãe.

O movimento teve influências não só da obra de Leland, mas também de autores neopagãos, como Gerald Gardner (que é tido como fundador da Wicca).

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]