Diane Keaton

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Diane Keaton
Diane Keaton em 2012.
Nome completo Diane Hall
Nascimento 5 de janeiro de 1946 (75 anos)
Santa Ana, CA
Nacionalidade norte-americana
Ocupação Atriz, produtora e diretora
Atividade 1968–atualidade
Cônjuge Woody Allen (1970–71)
Oscares da Academia
Melhor Atriz
1978 - Annie Hall
Globos de Ouro
Melhor Atriz - Comédia ou Musical
1978 - Annie Hall
2004 - Something's Gotta Give
Prémios BAFTA
Melhor Atriz
1978 - Annie Hall
Prémios National Board of Review
Melhor Atriz Coadjuvante
1977 - Annie Hall
Melhor Atriz
2003 - Something's Gotta Give
Melhor Elenco
1996 - The First Wives Club
Outros prêmios
Satellite Award - Melhor Atriz (Musical ou Comédia)
2003 - Something's Gotta Give

Diane Keaton, nome artístico de Diane Hall (Santa Ana, 5 de janeiro de 1946)[1] é uma atriz, produtora e diretora estadunidense. Ela já recebeu um Oscar, um BAFTA[2] e dois Globos de Ouro.[3]

Keaton começou sua carreira no teatro e fez sua estreia no cinema como figurante em As Mil Faces do Amor (1970). Ela ganhou destaque por seu papel como Kay Adams-Corleone em O Poderoso Chefão (1972), papel que ela reprisou nas sequências O Poderoso Chefão Parte II (1974) e O Poderoso Chefão Parte III (1990).[4] Os filmes que mais moldaram sua carreira foram aqueles com o diretor e co-protagonista Woody Allen, começando com Sonhos de um Sedutor (1972). Seus próximos dois filmes com Allen, O Dorminhoco (1973) e A Última Noite de Boris Grushenko (1975), estabeleceram-na como uma atriz cômica. Pela comédia romântica Noivo Neurótico, Noiva Nervosa (1977), ela ganhou o Oscar de melhor atriz.[5]

Keaton também interpretou papeis dramáticos, como em À Procura de Mr. Goodbar (1977) e Interiores (1978), e recebeu mais três indicações ao Oscar por interpretar a ativista feminista Louise Bryant em Reds (1981), uma mulher com leucemia em As Filhas de Marvin (1996) e uma dramaturga em Alguém Tem que Ceder (2003).[6]

Outros filmes populares dela incluem Manhattan (1979), Presente de Grego (1987), Pai da Noiva Parte I (1991) e Parte II (1995), Um Misterioso Assassinato em Manhattan (1993), O Clube das Desquitadas (1996), Tudo em Família (2005), Loucas por Amor, Viciadas em Dinheiro (2008), Uma Manhã Gloriosa (2010), Procurando Dory[7] (2016) e Do Jeito que Elas Querem (2018).

Biografia[editar | editar código-fonte]

Diane fez o curso de artes dramáticas no Santa Ana College antes de estudar teatro em Nova Iorque. Depois de aparecer em ação no verão durante vários meses, Diane conseguiu entrar para o círculo principal de espetáculos da Broadway, participando do famoso musical de rock Hair (1968). Como atriz substituta, ganhou a atenção sem precisar tirar nenhuma peça de roupa em cena.

Em 1970 Woody Allen a fez aparecer novamente na Broadway, na peça Play It Again, Sam, que teve uma temporada de êxito. Foi nessa época que ela iniciou o duradouro relacionamento amoroso-profissional com Allen e apareceu em vários filmes dele. O primeiro foi a adaptação cinematográfica de Play It Again, Sam (1972). Naquele mesmo ano Francis Ford Coppola a escolheu para o papel de Kay no filme premiado com Oscar, The Godfather (1972), o que a colocou definitivamente a caminho do estrelato. Ela repetiu o papel na sequência, The Godfather: Part II (1974). Com Allen ela estrelou Sleeper (1973) e Love and Death (1975).

Em 1977 Diane mudou de estilo e apareceu num papel dramático no filme Looking for Mr. Goodbar (1977), ganhando uma nomeação ao Globo de Ouro. Era o mesmo ano em que ela teria o seu melhor desempenho nas telas, no papel-título de Annie Hall (1977), escrito por Allen especificamente para ela (marcado com asterisco nos créditos, com o nome real dela Diane Hall e o apelido Annie). Ganhou o Oscar e o prêmio britânico para Melhor Atriz e Allen ganhou o Prémio de Diretor do DGA.

Diane iniciou uma tendência com as roupas unissex usadas por ela, e era a imagem da garota ideal para muitos homens. As manias dela e a fala desajeitada se tornaram quase uma moda entre os americanos. Entretanto, muitos ainda se faziam a pergunta, Se ela seria só uma boa atriz representado a si mesma ou haveria mais profundidade em sua personalidade?. Quando Diane se separou de Allen, ela logo se envolveu com Warren Beatty, aparecendo juntos no filme dirigido por ele chamado Reds (1981). Foi a boêmia jornalista Louise Bryant. Pelo desempenho recebeu nomeações ao Oscar e ao Globo de Ouro. Durante os anos seguintes ela continuou sua carreira de sucesso, sendo indicado ao Oscar em mais três ocasiões.

Diane tentou uma nova virada na carreira ao assumir o papel de uma mulher confusa, um pouco ingênua, que se torna a ferramenta de terroristas do Oriente-Médio em The Little Drummer Girl (filme) (1984). Com a diminuição das ofertas de trabalho para atriz, ela tentou a direção. Dirigiu o documentário Heaven (1987), como também alguns vídeos de música. Para televisão ela dirigiu um episódio popular, mas estranho, da série Twin Peaks (1990).

Nos anos 1990 ela estava mais madura e repetiu o papel de Kay Corleone na terceira parte da trilogia de Coppola, The Godfather: Part III (1990). Voltou à comédia como a esposa de Steve Martin no remake Father of the Bride (br: O Pai da Noiva), de 1991. Com o sucesso da parceria, eles voltariam em Father of the Bride Part II (br: O Pai da Noiva: Parte II), de 1995. Em 1993 ela estrelou mais um filme de Woody Allen, Manhattan Murder Mystery (1993), que foi recebido com simpatia pelo público. Em 1995 recebeu elogios com Unstrung Heroes (1995), que cuidou da direção. Em As Filhas de Marvin (1997) brilhou ao lado de Leonardo DiCaprio e Meryl Streep, recebendo uma indicação ao Oscar de melhor atriz.

Do ano 2000 em diante investiu em filmes que retratavam sua veia de atriz cômica, em Alguém Tem Que Ceder (2003) brilhou ao lado de Keanu Reeves e Jack Nicholson, sendo novamente indicada ao Oscar de melhor atriz.

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Diane adotou três crianças, uma menina em 1996 e dois meninos em 2001.[carece de fontes?]. Ela não tem nenhum parentesco com Michael Keaton. Ela mudou seu último nome para o nome de solteira da mãe, como resultado do nome Diane Hall já estar aparecendo no sindicato dos atores. De acordo com ela, Michael Keaton teve um problema semelhante com o nome natural (Michael Douglas) ao entrar no sindicato, entretanto ele escolheu "Keaton" porque ele gostou do nome de Diane.[carece de fontes?]

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Cinema[editar | editar código-fonte]

Ano Título Personagem Notas
1970 Lovers and Other Strangers Joan Vecchio
1971 Men of Crisis: The Harvey Wallinger Story Renata Wallinger Curta-metragem
1972 Godfather, TheThe Godfather Kay Adams-Corleone
Play It Again, Sam Linda Christie
1973 Sleeper Luna Schlosser
1974 Godfather Part II, TheThe Godfather Part II Kay Adams Corleone
1975 Love and Death Sonja
1976 I Will, I Will... for Now Katie Bingham
Harry and Walter Go to New York Lissa Chestnut
1977 Annie Hall Annie Hall Óscar de Melhor Atriz
Looking for Mr. Goodbar Theresa Dunn
1978 Interiors[8] Renata
1979 Manhattan Mary Wilkie
1981 Wizard of Malta, TheThe Wizard of Malta Narrator
Reds Louise Bryant Indicada ao Óscar de Melhor Atriz
1982 Shoot the Moon Faith Dunlap
1984 The Little Drummer Girl Charlie
Mrs. Soffel Kate Soffel
1986 Crimes of the Heart Lenny Magrath
1987 Radio Days New Years Singer
Baby Boom J.C. Wiatt
1988 The Good Mother Anna Dunlop
1989 The Lemon Sisters Eloise Hamer
1990 Godfather Part III, TheThe Godfather Part III Kay Adams Michelson
1991 Father of the Bride Nina Banks
1993 Manhattan Murder Mystery Carol Lipton
Look Who's Talking Now Daphne Dublagem
1995 Father of the Bride Part II Nina Banks
1996 First Wives Club, TheThe First Wives Club Annie Paradis
Marvin's Room Bessie Wakefield Indicada ao Óscar de Melhor Atriz
1997 The Only Thrill Carol Fitzsimmons
1999 Other Sister, TheThe Other Sister Elizabeth Tate
2000 Hanging Up Georgia Mozell
2001 Town & Country Ellie Stoddard
Plan B Fran Varecchio
2003 Something's Gotta Give Erica Barry Indicada ao Óscar de Melhor Atriz
2005 Terminal Impact Narrator
Family Stone, TheThe Family Stone Sybil Stone
2007 Because I Said So Daphne Wilder
Mama's Boy Jan Mannus
2008 Mad Money Bridget Cardigan
Smother Marilyn Cooper
2010 Morning Glory Colleen Peck
2012 Darling Companion Beth Winter
2013 Big Wedding, TheThe Big Wedding Ellie Griffin
2014 And So It Goes Leah
5 Flights Up Ruth Carver
2015 Love the Coopers Charlotte Cooper
2016 Finding Dory Jenny Dublagem
2017 Hampstead Emily Walters
2018 Book Club Diane
2019 Poms Martha
2020 Father of the Bride, Part 3(ish) Nina Banks Curta-metragem
Love, Weddings & Other Disasters Sara

Televisão[editar | editar código-fonte]

Ano Título Personagem Notas
1970 Love, American Style Louise Episódio: "Love and Pen Pals"
Rod Serling's Night Gallery Nurse Frances Nevins Episódio: "Room with a View"
1978 The F.B.I. Diane Britt Episódio: "Death Watch"
Mannix Cindy Conrad Episodio: "The Color of Murder"
1977 The Godfather Saga Kay Adams Corleone 4 episódios
1992 Running Mates Aggie Snow Telefilme
1994 Amelia Earhart: The Final Flight Amelia Earhart
1997 Northern Lights Roberta Blumstein
2001 Sister Mary Explains It All Sister Mary Ignatius
2002 Crossed Over Beverly Lowry
2003 On Thin Ice Patsy McCartle
2006 Surrender, Dorothy Natalie Swerdlow
2011 Tilda Tilda Watski Episódio piloto
2016 The Young Pope Sister Mary 10 episódios
2019 Green Eggs and Ham Michellee Dublagem

Prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Ano Prêmio Categoria Trabalho Resultado Ref
1972 Faro Island Film Festival Melhor Atriz
Play It Again, Sam
Indicado
1975 Melhor Atriz
Love and Death
Venceu
1977 Kansas City Film Critics Circle Awards Melhor Atriz
Annie Hall
Venceu
New York Film Critics Circle Awards Melhor Atriz Venceu
National Society of Film Critics Awards Melhor Atriz Venceu
National Board of Review Awards Melhor Atriz Coadjuvante Venceu
1978 Academy Awards Óscar de Melhor Atriz Venceu
BAFTA Awards Melhor Atriz Venceu
Golden Globe Awards Melhor Atriz em Comédia ou Musical Venceu
Melhor Atriz em Filme Dramático
Looking for Mr. Goodbar
Indicado
1979 Fotogramas de Plata Melhor Atriz Estrangeira Venceu
Interiors
Jupiter Award Melhor Atriz Estrangeira Indicado
1980 BAFTA Awards Melhor Atriz
Manhattan
Indicado
National Society of Film Critics Awards Melhor Atriz Indicado
1981 Los Angeles Film Critics Association Awards Melhor Atriz
Reds
Indicado
New York Film Critics Circle Awards Melhor Atriz Indicado
1982 National Society of Film Critics Awards Melhor Atriz Indicado
David di Donatello Awards Melhor Atriz Estrangeira Venceu
1983 Academy Awards Óscar de Melhor Atriz Indicado
Golden Globe Awards Melhor Atriz em Filme Dramático Indicado
BAFTA Awards Melhor Atriz Indicado
Golden Globe Awards Melhor Atriz em Filme Dramático
Shoot The Moon
Indicado
National Society of Film Critics Awards Melhor Atriz Indicado
New York Film Critics Circle Awards Melhor Atriz Indicado
1985 Golden Globe Awards Melhor Atriz em Filme Dramático
Mrs. Soffel
Indicado
1988 Golden Globe Awards Melhor Atriz em Comédia ou Musical
Baby Boom
Indicado
American Comedy Awards Melhor Atriz Cômica Indicado
National Society of Film Critics Awards Melhor Atriz Indicado
1990 Daytime Emmy Awards Melhor Direção Especial (The Girl with The Crazy Brother)
CBS Schoolbreak Special
Indicado
1991 Hasty Pudding Theatricals Mulher do Ano Venceu
1994 Golden Globe Awards Melhor Atriz em Comédia ou Musical
Manhattan Murder Mystery
Indicado
CableACE Awards Melhor Atriz em Minissérie ou Telefilme
Runing Mates
Indicado
1995 Primetime Emmy Awards Melhor Atriz em Minissérie ou Telefilme
Amelia Earhart: The Final Flight
Indicado
Golden Globe Awards Melhor Atriz em Minissérie ou Telefilme Indicado
Screen Actors Guild Awards Melhor Atriz em Minissérie ou Telefilme Indicado
CableACE Awards Melhor Atriz em Minissérie ou Telefilme Indicado
New York Women in Film & Television Troféu Musa Venceu
1996 Awards Circuit Community Awards Melhor Atriz
Marvin's Room
Indicado
1997 Academy Awards Óscar de Melhor Atriz Indicado
Prêmios Critics' Choice Movie Melhor Atriz Indicado
Screen Actors Guild Awards Melhor Atriz Principal Indicado
Melhor Elenco em Cinema Indicado
American Comedy Awards Melhor Atriz Cômica
The First Wives Club
Indicado
Women in Film Crystal Awards Troféu Cristal (com Goldie Hawn e Bette Midler) Venceu
Golden Apple Awards Melhor Artista Feminina Venceu
National Board of Review Awards Melhor Elenco Venceu
Prémio Online Film & Television Association Melhor Som Adaptado (com Goldie Hawn e Bette Midler) Indicado
1998 Elle Women in Hollywood Awards Ícone Award
Homenagem
Venceu
2001 Festival Internacional de Cinema de Santa Bárbara Melhor Atriz
Hanging Up
Venceu
Troféu Artista Moderna
Ela mesma
Venceu
2003 Southeastern Film Critics Association Awards Melhor Atriz
Something's Gotta Give
Venceu
National Board of Review Awards Melhor Atriz Venceu
2004 Academy Awards Óscar de Melhor Atriz Indicado
Golden Globe Awards Melhor Atriz em Comédia ou Musical Venceu
Screen Actors Guild Awards Melhor Atriz Principal Indicado
Prêmios Critics' Choice Movie Melhor Atriz Indicado
Iowa Film Critics Awards Melhor Atriz Venceu
AARP Movies for Grownups Awards Melhor Atriz Venceu
Melhor História de Amor Venceu
Satellite Awards Melhor Atriz em Comédia ou Musical Venceu
US Comedy Arts Festival Troféu AFI Venceu
Dallas-Fort Worth Film Critics Association Awards Melhor Atriz Indicado
Phoenix Film Critics Society Awards Melhor Atriz Indicado
Prémio Online Film & Television Association Calçada da Fama OFTA Venceu
Prism Awards Melhor Minissérie ou Telefilme
On This Ice
Venceu
Melhor Atriz em Minissérie ou Telefilme Indicado
2005 New York Film Critics Circle Awards Melhor Atriz
The Family Stone
Indicado
2006 AARP Movies for Grownups Awards Melhor História de Amor Venceu
Satellite Awards Melhor Atriz Coadjuvante em Comédia ou Musical Indicado
2007 Film Society of Lincoln Center Troféu Gala Venceu
2008 Framboesa de Ouro Pior Atriz
Because I Said So
Indicado
2011 AARP Movies for Grownups Awards Melhor Atriz Coadjuvante
Morning Glory
Indicado
2014 Festival Internacional de Cinema de Zurique Troféu Ícone de Ouro Venceu
2016 AARP Movies for Grownups Awards Melhor História de Amor
5 Flights Up
Venceu
Behind the Voice Actors Awards Melhor Dublagem em Filme
Procurando Dory
Indicado
2017 Monte-Carlo TV Festival Melhor Atriz em Série Dramática
The Young Pope
Indicado
Prémio Online Film & Television Association Melhor Atriz Coadjuvante em Minissérie ou Telefilme Indicado
American Film Institute Homenagem
Carreira
Venceu
2018 David di Donatello Awards Prêmio Especial Venceu
2020 Alliance of Women Film Journalists Atriz Que Precisa de um Novo Agente
Poms
Indicado

Referências

  1. «Diane Keaton - Biography» (em inglês). IMDb. Consultado em 17 de julho de 2019 
  2. «Diane Keaton faz 75 anos: A carreira e o estilo da eterna Annie Hall». Observador. Consultado em 5 de março de 2021 
  3. «Diane Keaton». Hollywood Foreign Press Assocation (em inglês). Consultado em 5 de março de 2021 
  4. «Diane Keaton chama nova versão de O Poderoso Chefão 3 de "sonho que virou realidade"». Terra. Consultado em 5 de março de 2021 
  5. «Diane Keaton – Oscar for "Annie Hall"». Variety (em inglês). Consultado em 5 de março de 2021 
  6. «Diane Keaton and Keanu Reeves give us the Something's Gotta Give ending we deserved at Oscars». Entertainment Weekly (em inglês). Consultado em 5 de março de 2021 
  7. «"Procurando Dory": Não é nenhum "Nemo", mas dá para o gasto». Gazeta do Povo. 23 de junho de 2016. Consultado em 5 de março de 2021 
  8. WLASCHIN, Ken, The World's Great Movie Stars and Their Films, Londres: Peerage Books, 1985 (em inglês)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Diane Keaton

Precedida por
Faye Dunaway
por Network
Óscar de Melhor Atriz Principal
por Annie Hall

1978
Sucedida por
Jane Fonda
por Coming Home
Precedida por
Barbra Streisand
por A Star Is Born
Golden Globe Award de Melhor Atriz (Comédia/Musical) no Cinema
por Annie Hall

1978
Sucedida por
Ellen Burstyn por Same Time, Next Year
e Maggie Smith por California Suite
Precedida por
Renée Zellweger
por Chicago
Golden Globe Award de Melhor Atriz (Comédia/Musical) no Cinema
por Something's Gotta Give

2004
Sucedida por
Annette Bening
por Being Julia
Precedida por
Julianne Moore
por Far from Heaven
National Board of Review de Melhor Atriz
por Something's Gotta Give

2004
Sucedida por
Annette Bening
por Being Julia
Precedida por
Jennifer Westfeldt
por Kissing Jessica Stein
Satellite Award de Melhor Atriz (Comédia/Musical) no Cinema
por Something's Gotta Give

2004
Sucedida por
Annette Bening
por Being Julia
Precedida por
Louise Fletcher
por One Flew Over the Cuckoo's Nest
BAFTA de Melhor Atriz Principal
por Annie Hall

1978
Sucedida por
Jane Fonda
por Julia