Dianne Reeves

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Dianne Reeves
Dianne Reeves, em 2010.
Informação geral
Nome completo Dianne Elizabeth Reeves
Nascimento 23 de outubro de 1956 (64 anos)
Local de nascimento Detroit, Michigan
 Estados Unidos
Nacionalidade norte-americana
Gênero(s) Jazz
Instrumento(s) Vocal
Período em atividade 1976-presente
Gravadora(s) Blue Note (1982-2011)
Concord (2014-)
Afiliação(ões)

Dianne Reeves (Detroit, 23 de Outubro de 1956) é uma cantora de jazz norte-americana.[1]

Foi descoberta pelo trompetista Clark Terry em 1976, quando a viu cantar numa banda da Universidade do Colorado, onde estudava. Despontou nos anos 80 e em pouco tempo conquistou uma grande reputação como cantora de jazz nos Estados Unidos. É considerada a herdeira direta das divas do jazz Sarah Vaughan e Ella Fitzgerald.

Fez turnês com Sergio Mendes (1981) e Harry Belafonte (1984) e inicou sua carreira solo em 1982.

Reeves gravou e se apresentou com Wynton Marsalis e a Lincoln Center Jazz Orchestra. Também gravou com a Orquestra Sinfônica de Chicago dirigida por Daniel Barenboim e foi solista com Sir Simon Rattle e a Filarmônica de Berlim.

Dianne apresentou-se na cerimónia de encerramento dos Jogos Olímpicos de Inverno em Salt Lake City, recebeu o Prémio Ella Fitzgerald no Festival Internacional de Jazz de Montreal e foi nomeada Creative Chair for Jazz da Filarmónica de Los Angeles.

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. «Dianne Reeves». Biblioteca Nacional da Alemanha (em alemão). Consultado em 16 de maio de 2020 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um músico é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.