Dibucaína

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Estrutura química de Dibucaína
Dibucaína
Star of life caution.svg Aviso médico
Nome IUPAC (sistemática)
2-butoxy-N-[2-(diethylamino)ethyl]quinoline-4-carboxamide
Identificadores
CAS 85-79-0
ATC C05AD04 D04AB02 N01BB06 S01HA06
PubChem 3025
DrugBank APRD00915
ChemSpider 2917
Informação química
Fórmula molecular C20H29N3O2 
Massa molar 343.463 g/mol
Sinónimos Cinchocaína, cinchocaina HCL, dermacaína, dibucaína base, dibucaína hydrochloride.
Dados físicos
Solubilidade em água 42 mg/mL (20 °C)
Farmacocinética
Biodisponibilidade ?
Metabolismo Hepático e renal
Meia-vida ?
Excreção ?
Considerações terapêuticas
Administração Tópica, intravenoso (eutanásia em equinos).
DL50 ?

A dibucaína ou cinchocaína é um fármaco utilizado pela medicina como anestésico local. É indicado em inflamações retais, como hemorróidas. Utiliza-se também no alívio da dor, prurido, inflamação de queimaduras pequenas, cortes, picadas de inseto e dermatites de contato. Por inibir a atividade da enzima colinesterase plasmática in vitro, é utilizada como reagente no diagnóstico de indivíduos com colinesterase anormal.[1][2]

Mecanismo de ação[editar | editar código-fonte]

Bloqueio de condução nervosa, por diminuir a permeabilidade da membrana neuronal para íons de sódio reversivelmente. O potencial de propagação torna-se insuficiente e ocorre o bloqueio da condução.

Em pomadas, o início de ação é de cerca de 15 minutos e tem duração de 2 a 4 horas.

Precauções[editar | editar código-fonte]

A utilização da dibucaína durante a gravidez não foi estudada na espécie humana nem em qualquer espécie animal. Porém, não é conhecido qualquer tipo de reação adversa nesses casos, muito menos para a lactação.

Nomes comerciais[editar | editar código-fonte]

  • Nupercainal®

Referências

  1. P.R. Vade-mécum ABIMIP 2006/2007
  2. «Dicionário Digital de Termos Médicos 2007 - Dibucaína». Consultado em 22 de fevereiro de 2009.