Tenkū no Escaflowne

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Dilandau Albatou)
Ir para: navegação, pesquisa
Translation Latin Alphabet.svg
Este artigo ou seção está a ser traduzido. Ajude e colabore com a tradução.
The Vision of Escaflowne
天空のエスカフローネ
(Tenkū no Esukafurōne)
Gênero Aventura, Mecha, Romance, Fantasia
Mangá
The Vision Of Escaflowe
Escrito por Katsu Aki
Editora(s) Kadokawa Shoten
Revista(s) Shōnen Ace
Público-alvo Shōnen
Data de publicação 24 de outubro de 1994 – 26 de novembro de 1997
Volumes 8
Mangá
Messiah Knight — The Vision of Escaflowne
Escrito por Yuzuru Yashiro
Editora(s) Kadokawa Shoten
Revista(s) Asuka Fantasy DX
Público-alvo Shōjo
Data de publicação 8 de abril de 1996 – 18 de janeiro de 1997
Volumes 2
Mangá
Escaflowne — Energist's Memories
Escrito por Vários
Editora(s) Kadokawa Shoten
Público-alvo Shōjo
Data de publicação Janeiro de 2007 – Janeiro de 2007
Volumes 1
Light novel
Autor(es) Yumiko Tsukamoto
Hajime Yatate
Shoji Kawamori
Ilustrador(es) Nobutoshi Yuuki
Hirotoshi Sano
Data de publicação Junho de 1996 – Agosto de 1997
Volumes 6
Anime
The Vision Of Escaflowne
Direção Kazuki Akane
Estúdio Sunrise
Emissoras lusófonas Brasil Rede Globo
Portugal SIC Radical e Canal Panda
Exibição original 2 de abril de 1996 – 24 de setembro de 1996
Episódios 26
Wikipe-tan face.svg Portal Animangá

The Vision of Escaflowne (天空のエスカフローネ , Tenkū no Esukafurōne?) é um anime de 26 episódios criado pela Sunrise, o mesmo estúdio da série Sweet M. Gundam, dirigido por Kazuki Akane., que estreou no Japão em 2 de Abril de 1996 pela TV Tokyo, sendo o último episódio exibido em 24 de setembro de 1996. A série mistura elementos dos gêneros shōnen e shōjo, e conta a história de Hitomi, uma estudante do colegial que se vê transportada da Terra para o planeta Gaea, um lugar onde se é possível ver, no céu, a Terra ao lado da Lua. Em Gaea, ela descobre estar no meio de uma guerra em que o Império Zaibach tenta assumir o comando do planeta. Ela conhece Van, rei de um pequeno país chamado Fanelia, que possui um raro guymelef (mecha) de combate chamado Escaflowne. Van, com a ajuda de Allen (um cavaleiro de Asturia), comanda Escaflowne para combater o Império Zaibach.

Enquanto o anime estava sendo produzido, foram lançadas duas adaptações para mangá, cada uma com uma história diferente: uma versão shōnen intitulada The Vision of Escaflowne e uma versão shōjo intitulada Hitomi—The Vision of Escaflowne. Além disso, foi lançada uma segunda adaptação shōjo chamada Escaflowne—Energist's Memories, publicada em volume único em 1997. A história também foi romantizada em uma série de light novels de seis volumes, por Yumiko Tsukamoto, Hajime Yatate, e Shoji Kawamori. Um filme foi lançado em 24 de junho de 2000, mas com poucas semelhanças em relação à série. Em Portugal o anime foi emitido pela SIC Radical e mais tarde pelo Canal Panda, já no Brasil o anime chegou a ser adquirido pela Rede Globo sob o nome de Visões da Imaginação, porém nunca chegou a exibir a série.[1]

História[editar | editar código-fonte]

A história gira em torno de Hitomi Kanzaki, uma estudante comum, que tem uma queda por seu colega do clube de atletismo, Amano Susumu e gosta de ler tarô para suas amigas, quase sempre acertando em suas previsões, que é transportada para outro planeta, Gaia, onde a Lua e a Terra, que lá chamada de Lua Mística, são vistas no céu, depois de ter uma estranha visão envolvendo um rapaz, Van, que está no meio de uma caçada a um dragão. Em Gaia, os poderes psíquicos de Hitomi se fortalecem e ela é envolvida nos conflitos entre o Império Zaibach, que busca adquirir o lendário poder da antiga cidade de Atlântida, e diversos países. Em meio a esses conflitos, muitos passados ​​e motivações dos personagens, bem como a história da Atlântida e da verdadeira natureza do planeta Gaia, são revelados.

Produção[editar | editar código-fonte]

Shoji Kawamori propôs pela primeira vez a série depois de uma viagem ao Nepal, durante a qual visitou a nebulosa região de montanha e imaginou um mundo oculto onde um épico enfocando tanto o destino e adivinhação poderia ser definido. Quando ele voltou, ele propôs da série a Bandai Visual e Sunrise. De acordo com Kawamori, seu discurso para a série era simples: "se Macross era sobre mecha e canções de amor, por que não uma história sobre mecha e poderes divinatórios?"

Ele trabalhou com o produtor da Bandai Minoru Takanashi para terminar  de consubstanciar a ideia original. Eles pesquisaram vários mistérios em busca de inspiração, especialmente histórias centradas em torno da terra mítica de Atlântida e do Triângulo das Bermudas. Conforme a série começava a tomar forma, eles mudaram o protagonista de um personagem masculino, a regra para uma série de ação-mecha, para uma garota do ensino médio como o personagem principal. Nobuteru Yuki foi contratado como designer de personagens, e encarregado de elaborar um projeto para Hitomi e o resto do elenco. Ele viria a afirmar que Hitomi era seu personagem favorito, porque foi a primeira que projetara do zero ao invés de simplesmente ser adaptada a partir de um meio existente. Inicialmente, Folken e Dilandau seriam um único comandante inimigo, mas conforme a história foi sendo concretizada, os criadores sentiram que a série seria mais interessante se houvesse dois com personalidades muito diferentes.


Inicialmente, a série foi planejada em trinta e nove episódios, com Yasuhiro Imagawa sendo trazido a bordo para dirigir. Ele leva o crédito por inventar a palavra "escaflowne", um derivado de origem latina da palavra "escalada", que seria usado no título. Imagawa viu a série como sendo uma típica série shonen que era predominantemente orientada para um público masculino e com uma heroína bem torneada e batalhas dramáticas. No entanto, ele deixou o projeto antes da efetiva produção começar para dirigir Mobile Fighter G Gundam. Sem um diretor, a série foi colocada em espera e Kawamori saiu para trabalhar em outros projetos. Depois de dois anos na prateleira, a Sunrise revisitou o projeto e trouxe o relativamente recém-chegado Kazuki Akane como o novo diretor. A fim de ampliar o público potencial, Akane decidiu acrescentar mais elementos shojo, ou orientada a meninas, para a série. Os elementos sugestivos foram removidos, vários dos personagens masculinos ganharam aparências mais bishōnen -"garoto bonito"-, e o elemento da trama em torno das cartas de tarô foram adicionados. Akane também deu ao personagem de Hitomi uma remodelação completa, levando-a de ser uma menina cabeça de vento, de cabelos compridos com curvas e óculos à menina atlética, de cabelos curtos e mais inteligente e confiante vista na série final.

Com o design dos personagens da série finalizados e a história arranjada, Yoko Kanno foi selecionada para compor as músicas para a série, incluindo as músicas de fundo que ela co-escreveu com Hajime Mizoguchi. Inicialmente, eles acharam difícil compor para a série porque a trama em si ainda estava sendo reformulada em torno do novo conceito, mas as mudanças de enredo foram concluídas em tempo para eles para prepararem e darem ao filme o final desejado "toque épico". Maaya Sakamoto, dezesseis anos, fresca de um pequeno papel na adaptação do anime Mizuiro Jidai, foi escolhida não só como a voz de Hitomi, mas também para cantar a música tema de Escaflowne. Kanno é conhecida por ter dito que Sakamoto é uma intérprete ideal do seu trabalho. Após este projeto, elas continuaram a colaborar em muitas outras obras e alguns consideram seu trabalho em The Vision of Escaflowne como o ponto de partida da carreira de Sakamoto.

Enquanto a série entrava em produção, o orçamento necessário foi cortado para vinte e seis episódios antes do trabalho começar nos roteiros finais e a animação começar. Não querendo cortar qualquer um dos personagens ou as já elaboradas linhas de enredo planejadas, a série foi forçada a se encaixar no comprimento mais curto e cobrir mais da história em cada episódio que o originalmente planejado. Um pouco disso pode ser visto no primeiro episódio, onde nos créditos foram cortados em favor de adicionar mais explicação. Na versão japonesa de vídeo, algumas das cenas deletadas foram restauradas para os primeiros sete episódios.

Mídia[editar | editar código-fonte]

Anime[editar | editar código-fonte]

The Vison of Escaflowne estreou no Japão na TV Tóquio em 2 de abril de 1996, onde foi ao ar semanalmente até completar seus vinte e seis episódios, em 24 de setembro de 1996.

Mangá[editar | editar código-fonte]

Três versões alternativas de The Vision of Escaflowne foram lançadas em forma de mangá, com duas primeiras séries de mangá desenvolvidas ao mesmo tempo que o anime. Devido às mudanças radicais na série de anime durante a produção, estas duas séries do manga são muito diferentes da série original do anime e entre si. A primeira série, também intitulada The Vision of Escaflowne foi uma das primeiras séries de mangá a aparecer na então nova revista Shounen Ace da Kadokawa Shoten. Apesar da série de anime estar em espera, a Sunrise deu ao artista Katsu Aki a produção existente e character designs, resultando na primeira série de manga com a sensação de shōnen pesado e a Hitomi curvilínea que foi originalmente planejado para a série de anime. Dada a liberdade para mudar a história como ele quisesse, a versão de Aki é uma saga violenta focada principalmente na luta e Hitomi se transforma em uma "ninfa curvilínea", que é a fonte de energia do mecha Escaflowne. A série estreou na primeira edição de Shōnen Ace em 24 de outubro de 1994 e correu até 26 de novembro de 1997. Os trinta e oito capítulos foram coletados e publicados pela Kadokawa em oito volumes tankōbon. Foi licenciado para lançado na América do Norte pela Tokyopop com o primeiro volume lançado em 10 de julho de 2003. As edições em inglês da Tokyopop também foram importadas para distribuição na Austrália pela Madman Entertainment.

Em 1996, com a estréia da série de anime, Messiah Knight - A Visão de Escaflowne foi criado. Esta adaptação de orientada shōjo foi escrita por Yuzuru Yashiro e serializada na Asuka Fantasy DX de 8 de abril de 1996 a 18 de janeiro de 1997.

Personagens[editar | editar código-fonte]

Hitomi Kanzaki 
É a personagem principal. É uma atleta, inicialmente não muito segura de si e sobre seus sentimentos. De sua avó materna, ela herdou um estranho pingente e um conjunto de cartas de Tarô.
Van Slanzar de Fanel 
Rei de Fanelia, devido à sua ascendência, é apto a pilotar o Guymelef Escaflowne, com quem ele fez um pacto de sangue.
Allen Crusade Schezar 
É um cavaleiro do reino de Asturia e comandante de um posto avançado na fronteira do reino. Ele é amigo e protetor de Hitomi. Com exceção de suas roupas e seu cabelo loiro na altura da cintura, ele é a imagem do colega de Hitomi, Amano. Ele é um guerreiro sábio e forte, valente e bonito e tem a reputação de ser um mulherengo. Ele ajuda a Van em proteger o planeta Gaia junto com seu Guymelef Sherazade. Rival de Van tanto em habilidades de combate quando em sua disputa por Hitomi.
Princesa Millerna Sarah Aston
A mais nova das três filha do rei de Astúria, apaixonada por Allen, ela começou a estudar medicina e por pressão da família ela parou.
Merle 
Um menina gata. É órfã, foi adotada pela família Fanel e cresceu com Van. Ela é sempre muito empolgada e às vezes irritante. Ela está com ciúmes de Hitomi, desde que apareceu em Gaia e sempre procura estar com Van em toda situação.
Dornkirk 
É o imperador de Zaibach. Seu corpo está em uma enorme máquina móvel que o mantém vivo. Seu objetivo é utilizar o poder de Atlântida pra mudar o destino de Gaia.
Dilandau Albatou
É um guerreiro piromaníaco insano e sanguinário, comandante da força especial conhecida como Dragon Slayers, cujo objetivo é capturar Van e Ecaflowne para que estes não sejam impedimentos para o plano de Dornkirk.
Folken Lacour de Fanel
É o estrategista do império Zaibach e a mão direita do Imperador, que se revela ser o irmão mais velho de Van. Ele fracassou em uma luta contra um dragão, num rito para se tornar Rei de Fanelia, e perdeu seu braço. Encontrado e cuidado por Zaibach, ele originalmente segue a Dornkirk, acreditando em seus ideais.
Nariya e Eriya 
São irmãs gêmeas, elas são mulheres leopardo, guerreiras formidáveis, inteiramente dedicadas a Folken que as salvou da morte certa quando eram crianças. Nariya tem pelagem prateada e Eriya tem o pelagem em tons dourados.
Balgus Ganesha
Um dos "três mestres espadachins de Gaia", é mestre de armas e protetor de Van, ele morre na destruição do Reino de Fanelia por Zaibach.
Yukari Uchida
Melhor amiga de Hitomi e apoiadora de seu esforços no atletismo e no seu romance com Amano, testemunha do desaparecimento milagroso de sua amiga.
Amano Susumu
Um grande amigo de Hitomi e atleta campeão, uma das duas únicas testemunhas do desaparecimento surpreendente de Hitomi.
Jajuka 
É um homem-cão e uma espécie de salvaguarda para Dilandau.

Países e lugares[editar | editar código-fonte]

Fanelia[editar | editar código-fonte]

Um pequeno país em Gaia, governado pela família Fanel dos quais Van é atualmente o rei. Para se tornar rei, Van tem que matar um dragão. Folken, irmão de Van, não alcançou os objetivos dando assim o lugar a Van. Mas seu reino é destruído nos primeiros episódios por Zaibach.

Zaibach[editar | editar código-fonte]

Um poderoso império, liderado por Dornkirk, possuindo tecnologias avançadas. Era muito pequeno e desolado. Seus habitantes enfrentaram a fome, a pobreza e sempre recebiam ataques de reinos vizinhos, vivendo num constante medo. Usando seu conhecimento, Dornkirk reconstruiu todo o reino, tornando-se um dos mais respeitados e temidos reinos de Gaia. Toda a gente de Zaibach têm dedicado suas vidas para a visão de mundo de Dornkirk, tentando criar uma nova era de paz, tomando posse de todo o planeta.

Astúria[editar | editar código-fonte]

O maior reino de Gaia, inicialmente aliado Zaibach antes dos dois reinos entrarem em guerra. Astúria é uma monarquia, e possui um grupo especial de guerreiros são conhecidos como "Cavaleiros do Céu."

Freid[editar | editar código-fonte]

Um ducado de Gaia, governado pela família Freid. Freid está na posse de um artefato antigo de Atlântida, necessário para Dornkirk para completar seu plano de reviver o poder de Atlântida. Por esta razão Zaibach quer invadir e roubar o artefato. Sabiamente, o duque de Freid quer impedir que o objeto possa cair em mãos erradas.

Dublagem[editar | editar código-fonte]

Personagens Japones Português
Hitomi Kanzaki Maaya Sakamoto Bárbara Lourenço
Van Fanel Tomokazu Seki
Allen Schezar, Susumu Amano (series only) Shinichirou Miki
Folken Strategos Jouji Nakata
Merle Ikue Ohtani
Dilandau Albatau Minami Takayama
Millerna Aston Mayumi Iizuka
Dryden Fassa Juurouta Kosugi
Naria Yuri Amano
Eriya Narumi Hidaka
Mole Man Chafurin
Dornkirk Masato Yamanouchi
Yukari Uchida Mayumi Iizuka
Sora (movie only) Mayumi Iizuka

Música[editar | editar código-fonte]

Alguns dos álbuns lançados sobre Escaflowne :

Vision of Escaflowne Original Soundtrack(A Visão de Escaflowne Trilha Sonora Original)
# Música Cantor Duração
01 Promises Not Necessary Yoko Kanno 3:32
02 Flying Dragon Yoko Kanno 2:37
03 Dance of Curse Yoko Kanno 4:06
04 Murder Yoko Kanno 4:01
05 Escaflowne Yoko Kanno 2:06
06 Angel Yoko Kanno 2:18
07 Cubic Yoko Kanno 2:06
08 Romance Yoko Kanno 5:43
09 Ne Zu Mi Yoko Kanno 3:24
10 Wings Yoko Kanno 3:34
11 Gloria Yoko Kanno 6:58
12 Eyes Yoko Kanno 2:57
13 Empty the Pocket Yoko Kanno 4:01
14 White Dove Yoko Kanno 5:36
15 Mystic Eyes Hiroki Wada 4:16
16 Deja Blue Yoko Kanno 1:16
Vision of Escaflowne Original Soundtrack 2(A Visão de Escaflowne Trilha Sonora Origina 2)
# Música Cantor Duração
01 Vision of Escaflowne 4:17 Yoko Kanno
02 Fanelia Yoko Kanno 2:14
03 Ask the Owl Yoko Kanno 2:05
04 Charm Yoko Kanno 1:53
05 Country Man Yoko Kanno 1:35
06 A Mole Man Yoko Kanno 3:06
07 Cradle Song Yoko Kanno 1:28
08 Machine Soldier Yoko Kanno 2:29
09 Shadow of Doubt Hajime Mizoguchi 4:42
10 A Far Cry Hajime Mizoguchi 5:39
11 Market Place Yoko Kanno 2:53
12 Medicine Eater Yoko Kanno 2:53
13 Gods Drunk Yoko Kanno 2:31
14 Cat's Delicacy Yoko Kanno 3:19
15 Love Yoko Kanno 5:01
16 Hitomi's Theme Hajime Mizoguchi 4:27
17 If You Yoko Kanno 4:42
Vision of Escaflowne Original Soundtrack 3(A Visão de Escaflowne Trilha Sonora Original 3)
# Música Cantor Duração
01 Short Notice Yoko Kanno 0:43
02 Arcadia Yoko Kanno 5:14
03 Epistle Yoko Kanno 3:24
04 Farewell Yoko Kanno 2:50
05 Blue Eyes Yoko Kanno 3:14
06 Perfect World Hajime Mizoguchi 4:40
07 I Recommend Instincts Yoko Kanno 4:44
08 Scrappy Yoko Kanno 1:42
09 Shrilly Yoko Kanno 2:11
10 Revenge Yoko Kanno 4:08
11 Illusion Yoko Kanno 1:37
12 Blaze Yoko Kanno 4:22
13 Fatal Yoko Kanno 1:11
14 Into the Light Yoko Kanno 4:38
15 Again Yoko Kanno 3:41
Vision of Escaflowne: Lovers Only(A Visão de Escaflowne: Somente Amantes)
# Música Cantor Duração
01 Promises Not Necessary (TV Edit) Yoko Kanno 2:12
02 The Vision of Escaflowne (Take 2) Yoko Kanno 4:19
03 Memory of Fanelia Yoko Kanno 3:11
04 Dance of Curse Yoko Kanno 4:06
05 Zaibach Yoko Kanno 2:12
06 Flying Dragon Yoko Kanno 2:37
07 Cradle Song Yoko Kanno 1:28
08 My Best Friend Yoko Kanno 3:42
09 Bird Cage Hajime Mizoguchi 2:39
10 Chain Yoko Kanno 4:06
11 Epistle Yoko Kanno 3:24
12 Perfect World Hajime Mizoguchi 4:40
13 Blaze (Take 2) Yoko Kanno 4:25
14 Hitomi's Theme Hajime Mizoguchi 4:27
15 Angel Yoko Kanno 2:18
16 Cat's Feelings Yoko Kanno 3:52
17 Arcadia Yoko Kanno 5:14
18 The Day the Wind Blows Yoko Kanno 5:56
19 Mystic Eyes (TV Edit) Hiroki Wada 1:13
20 The Story of Escaflowne ~End Title Yoko Kanno 4:52
Escaflowne The Movie Soundtrack(Escaflowne-O Filme Trilha Sonora)
# Música Cantor Duração
01 Ring Yoko Kanno 3:34
02 First Vision Yoko Kanno 4:10
03 Colors Hajime Mizoguchi 3:06
04 Into Gaea Yoko Kanno 2:39
05 Enter The Dragon Slayers Yoko Kanno 2:00
06 Horse Ride Yoko Kanno 1:38
07 Gaean Sheep Hajime Mizoguchi 0:47
08 Regret Hajime Mizoguchi 4:02
09 Bird Song Yoko Kanno 0:58
10 Sora Yoko Kanno 2:23
11 Revival of Alseides Hajime Mizoguchi 2:19
12 The Hurt Hajime Mizoguchi 2:35
13 Take My Hands Yoko Kanno 1:11
14 Organ Pub Yoko Kanno 1:23
15 What'cha Gonna Do? Yoko Kanno 3:16
16 Sora's Folktale Yoko Kanno 1:35
17 Invasion of Torushina Hajime Mizoguchi 1:05
18 Dance of Curse II Yoko Kanno 1:48
19 Black Escaflowne Yoko Kanno 2:57
20 Tree of Hearts Hajime Mizoguchi 1:46
21 We're Flying Yoko Kanno 2:39
22 Who Will Save Hajime Mizoguchi 1:55
23 Final Vision Yoko Kanno 1:33
24 Drinking Song Yoko Kanno 0:38
25 You're Not Alone (English) Yoko Kanno 3:34
26 You're Not Alone (Single) Yoko Kanno 4:09
Call Your Name Yoko Kanno 3:41
  • Escaflowne Prologue 1: Earth
  • Escaflowne Prologue 2: Gaea

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. [1] "(...) a Globo havia adquirido da Sony (Columbia Tristar) os animes Samurai X e Visões da Imaginação. Os nomes imbecis se referiam a nada mais nada menos que Rurouni Kenshin e Visions of Escaflowne. (sic)"

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre mangá e anime é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.