Dilma Lóes

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Dilma Lóes
Nascimento 22 de julho de 1950
Rio de Janeiro, RJ
Nacionalidade brasileira
Morte 31 de julho de 2020 (70 anos)
Flórida, Estados Unidos
Ocupação Atriz e cineasta
Progenitores Mãe: Lídia Mattos
Pai: Urbano Lóes
Cônjuge Fernando Leporace (1982-1985)
Victor di Mello (1970-1973)
Filho(s) Vanessa Lóes
Outros prêmios
VII Festival de Gramado (1979) - Kikito de Melhor Atriz Coadjuvante em A Volta do Filho Pródigo.[1]

Dilma Lóes (Rio de Janeiro, 22 de julho de 1950Flórida, 31 de julho de 2020) foi uma atriz e cineasta brasileira.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Filha do ator e radialista Urbano Lóes e da atriz Lídia Mattos, ela começou escrevendo e dirigindo suas próprias peças na escola.

Estreou no cinema em 1969 atuando nos filmes Meu Nome é Lampião e Parafernália, o Dia da Caça. Fez muitas pornochanchadas e estreou nas novelas em Tempo de Viver, da TV Rio, mas tornou-se mais conhecida em O Bem-Amado, na TV Globo.

Mãe da atriz Vanessa Lóes, que teve com o diretor Victor di Mello, ela também foi casada com Fernando Leporace, com quem também teve um filho.

Na década de 1990 ela morou nos Estados Unidos onde teve uma empresa de exportação e trabalhou para a HBO.

Morreu no dia 31 de julho de 2020 na Flórida, aos 70 anos, em decorrência de um câncer.[2]

Carreira[editar | editar código-fonte]

No cinema[editar | editar código-fonte]

Ano Título Papel
1969 Meu Nome É Lampião Rosinha
Rio dos Diamantes Amazona
1970 Parafernália, o Dia da Caça Glorinha
Vida e Glória de um Canalha Norma
Ascensão e Queda de um Paquera Claudia
Betão Ronca Ferro Cláudia[3]
1971 Quando as mulheres paqueram Meg
River of Mystery Cléo
1972 O Grande Gozador Helena
Revólveres não Cospem Flores' Ana
1974 Essa Gostosa Brincadeira a Dois Beth
1975 Com Um Grilo na Cama Marisa
1976 Os Maníacos Eróticos Atriz de TV
1978 Sombras de Um Verão
A Volta do Filho Pródigo Rita
1984 Se a Banana Prender, o Mamão Solta Crambola
1985 Nossas Vidas
1989 A Paz É Dourada Marta
2005 O Amigo Dunor
Cafuné Marina

Na televisão[editar | editar código-fonte]

Ano Título Papel
1982 Elas por Elas Dilma
1973 O Bem-Amado Anita Medrado
1972 Tempo de Viver Mira
1970 Pigmalião 70 Princesa Von Rolambach
1969 O Doce Mundo de Guida

Referências

  1. Liliana Alberti (3 de fevereiro de 1979). «A trajetória de uma atriz deslumbrada que afinal descobriu sua realidade». Jornal de Caxias, ano 6, edição 312, Caderno Panorama, página 2/republicado pela Biblioteca Nacional-Hemeroteca Digital Brasileira. Consultado em 16 de junho de 2022 
  2. «Dilma Lóes, atriz e cineasta, morre aos 70 anos». G1. 31 de julho de 2020. Consultado em 1 de agosto de 2020 
  3. Cinemateca Brasileira Betão Ronca Ferro [em linha]