Dimetrodon

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde janeiro de 2016). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)


Como ler uma infocaixa de taxonomiaDimetrodon
Ocorrência: Permiano
Esqueleto de um Dimetrodon sp.
Esqueleto de um Dimetrodon sp.
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Synapsida
Família: Sphenacodontidae
Género: Dimetrodon
Cope, 1878
Espécies
ver texto
Sinónimos
Embolophorus Cope, 1878

Theropleura Cope, 1878 in partium Bathyglyptus Case, 1911
Eosyodon Olson, 1962

Dimetrodon (que significa "duas medidas de dentes") era um gênero de predadores sinápsideos (um grupo de animais que inclui mamíferos e certos parentes extintos) que floresceu durante o período Permiano, vivendo entre 280-265 milhões de anos atrás. Foi mais estritamente relacionada aos mamíferos do que aos répteis, como os lagartos.

O dimetrodonte não era um dinossauro, apesar de ser popularmente agrupado com eles. Pelo contrário, é classificada como um sinapsídeo, assim como os mamíferos. Fósseis de dimetrodontes foram encontrados na América do Norte e Europa, bem como uma importante descoberta de pegadas de dimetrodonte no sul do Novo México, por Jerry MacDonald.

O nome "Dimetrodon[te]" remete á sua peculiaridade e reafirma sua ligação com os mamíferos modernos. De fato os lagartos possuem pouca diferenciação na sua dentição, sendo que seus dentes variam mesmo no tamanho e no volume. Já o dimetrodonte possui dentes de dois tamanhos diferentes, especializados, um tipo para dilacerar e outro para moer, característica compartilhada com os mamíferos. Outro fato que salta aos olhos é a posição dos seus membros, nota-se pela imagem que o dimetrodonte já deixava sua postura reptiliana (com membros embaixo do corpo) para adotar uma postura reconhecidamente mamífera (com os membros dos lados do corpo).

Mas talvez a maior ligação entre esse sinapsídeo e os mamíferos modernos esteja ligada com essa estranha vela em suas costas. Répteis são pecilotermos ("temperatura de peixe") e seu calor corporal depende de sua exposição ao meio ambiente: Ambientes frios tendem á deixar o réptil mais inativo e letárgico. Ambientes quentes aumentam a temperatura do corpo do animal e o deixam mais ativo. Nos répteis a temperatura do corpo do animal depende de sua exposição ao sol. O dimetrodonte possuía essa vela, que agilizava o processo: perpendicularmente aos raios do sol, o animal absorvia muito mais calor e estaria em atividade na metade do tempo dos demais predadores - obedecendo a regra de que "o pássaro madrugador captura a minhoca" - enquanto os demais ainda estariam ao sol. Em paralelo aos feixes de luz, essa mesma vela serviria como um radiador, eliminando o excesso de calor do corpo do animal.

Dessa forma o dimetrodonte conseguia manipular a temperatura do seu corpo e esta já não dependia tanto de fatores estritamente ambientais. Essa capacidade de estabelecer e manter (mesmo que com limitações) a temperatura interna de seu corpo é o princípio da homeotermia, onde a temperatura do corpo não varia ou varia pouco. E essa característica está presente apenas em certos arcossauros (incluindo as aves) e nos mamíferos. Daí esta tendência á aproximar o dimetrodonte aos mamíferos modernos e, de fato, segundo pesquisas arqueológicas apresentadas nos documentários mais conhecidos, este animal seria o protótipo e parente dos ancestrais de todos os mamíferos modernos, o braço que deu origem aos mamíferos atuais, ou pelo menos aos homeotermos em geral.

Espécies[editar | editar código-fonte]

Espécie Autoridade Local Status Sinónimos Imagens
Dimetrodon angelensis Olson, 1962 Texas Válido Dimetrodon angelensisDB.jpg
Dimetrodon borealis Leidy, 1854 Ilha do Príncipe Eduardo Válido Bathygnathus borealis Bathygnathus head1DB.jpg
Dimetrodon booneorum Romer, 1937 Texas Válido
Dimetrodon dollovianus Case, 1907 Texas Válido Embolophorus dollovianus Cope, 1888
Dimetrodon gigahomogenes Case, 1907 Texas Válido Dimetrodon gigashomog DB.jpg
Dimetrodon grandis Romer & Price, 1940 Oklahoma

Texas

Válido Clepsydrops gigas Cope, 1878
Dimetrodon gigas Cope, 1878
Theropleura grandis Case, 1907
Bathyglyptus theodori Case, 1911
Dimetrodon maximus Romer 1936
Dimetrodon grandis.jpg
Dimetrodon kempae Romer, 1937 Texas Possível nomen dubium
Dimetrodon limbatus Romer & Price, 1940 Oklahoma
Texas
Válido Clepsydrops limbatus Cope, 1877
Dimetrodon incisivus Cope, 1878
Dimetrodon rectiformis Cope, 1878
Dimetrodon semiradicatus Cope, 1881
Dimetrodon loomisi Romer, 1937 Texas
Oklahoma
Válido Dimetrodon loomisi.jpg
Dimetrodon macrospondylus Case, 1907 Texas Válido Clepsydrops macrospondylus Cope, 1884
Dimetrodon platycentrus Case, 1907
Dimetrodon milleri Romer, 1937 Texas Válido Dimetrodon milleri.jpg
Dimetrodon natalis Romer, 1936 Texas Válido Clepsydrops natalis Cope, 1878 D natalisDB.jpg
Dimetrodon occidentalis Berman, 1977 Arizona
Novo México
Utah
Válido
Dimetrodon teutonis Berman et al., 2001 Alemanha Válido
Ícone de esboço Este artigo sobre sinapsídeos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.