Dio (Grand Chase)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Dio
Dio.png
Dio
Informações gerais
Série de jogos Grand Chase
Temporadas
  • Season 3
  • Chaos
  • Rebirth of Heroes
Informações pessoais
Terra natal Elyos/Outra Dimensão
Primeira aparição Fortaleza de Victor

Dio é o 11º personagem fictício do jogo para computador Grand Chase.[1][2][3] O personagem foi anunciado durante o Level Up! Live, que ocorreu em 29 de junho.[4]

Seu nome - Dio - significa Deus na língua italiana. Ele também traz uma novidade de combate chamada AP (Actions Points, pt: Pontos de ação), que utiliza os comandos A, S, D, F e G no teclado para usar os poderes especiais (do mesmo mesmo modo usado no jogo Elsword, da mesma produtora), ao contrário dos outros personagens que usam o sistema de MP (Magic points, em português, Pontos de magia).

“Alfred, leva esse lixo pra fora.”

— Dio provocando o adversário.

História[editar | editar código-fonte]

Dio é um habitante de outra dimensão, desconhecida por quase todos os humanos, e dominada por criaturas demoníacas e energias arcanas, Membro da raça conhecida como asmodiana, seu povo é dividido entre várias Tribos Demoníacas que disputam o poder.[1] Seu comportamento pode parecer rude e egoísta, ou até mesmo um pouco selvagem para algumas pessoas, mas deve se levar em conta que é muito difícil compreendê-lo se usados os valores humanos como base de comparação, já que os atos e moral de sua raça são bem diferentes.[1]

Séculos atrás, quando sua dimensão ainda era ligada ao mundo dos mortais através de vários portais, as Tribos Demoníacas invadiram a dimensão dos humanos e travaram uma gigantesca batalha contra o reino de Calnat, o mais tecnologicamente avançado de sua época.[1] Como resultado desta guerra, que ficou conhecida como a 1ª Guerra Mágica, os asmodianos perderam e viram os portais que ligavam sua dimensão ao mundo dos mortais serem selados, aprisionando-os definitivamente em sua dimensão.[1] Dio fazia parte do grupo de rebeldes que se opôs ao ataque de seu povo contra Calnat, e no passado lutara para impedir a guerra.[1] Graças ao seu temperamento arrogante e orgulhoso, Dio nunca aceitou seu fracasso, e impôs a si mesmo o fardo de vigiar tais portais para garantir que uma nova guerra nunca corresse o risco de acontecer.[1]

Classes[editar | editar código-fonte]

Profano[editar | editar código-fonte]

O Profano é a primeira classe do Dio.[5] Ele utiliza uma Foice.[5]

Em sua dimensão, o frágil equilíbrio dos mundos era mantido com rigor pelos líderes das Tribos Demoníacas, que impuseram regras rígidas para este fim, e as mantinham mesmo que isso custasse o extermínio de raças inteiras.[5] Isso se mostrou claro quando na dimensão dos mortais, Calnat, o principal reino de Arquimídia se destacou.[5] Seus avanços mágicos e tecnológicos eram tão surpreendentes que trouxeram um poder sem precedentes aos humanos, despertando ao mesmo tempo a desconfiança e a cobiça dos asmodianos.[5] Não demorou muito para surgir entre as Tribos Demoníacas a vertente que propunha a invasão de Calnat e total extermínio de seu povo.[5] Dio fazia parte do grupo que era contra esse tipo de pensamento.[5] Quando a maioria das Tribos Demoníacas decidiu invadir a dimensão humana e destruir Calnat, esses rebeldes declararam guerra contra seu próprio povo, profanando a frágil união que por séculos manteve as tribos unidas.[5]

Buscando impedir o genocídio e devastação dos humanos, Dio teve que se virar contra seu próprio povo.[5] Enfrentando duas frentes de batalha, lutando ao mesmo tempo contra os humanos e contra os rebeldes, as Tribos Demoníacas acabaram derrotadas.[5] Como resultado, os portais que ligavam os dois mundos foram selados, cortando para sempre o contato que a dimensão tinha com as energias mágicas da dimensão dos humanos e afetando assim o seu equilíbrio.[5] Marcado como Profano por ter se virado contra sua própria raça, Dio nunca abdicou de seu orgulho, e manteve sua vigília nos portais dimensionais.[5] Ao perceber que algo estava errado, ele selou grande parte de seus poderes para conseguir atravessar entre as dimensões, já que a barreira entre as dimensões servia justamente para impedir a passagem de grandes quantidades de poder sombrio.[5] Armado com sua Foice e acompanhado de seu mordomo, Alfred, e seu serviçal, Sebastian, Dio acabou se deparando com os heróis da Grand Chase quando veio investigar o que estava acontecendo na dimensão dos mortais que poderia novamente ameaçar os dois mundos.[5]

Drakar[editar | editar código-fonte]

O Drakar é a segunda classe do Dio.[6][7] Ele continua a usar a Foice,[6] mas com novos e versáteis ataques.

Na outra dimensão, o termo Drakar é utilizado para se referir aos guerreiros de elite que permanecem na linha de frente, sendo os primeiros a enfrentar as tropas inimigas com muita selvageria.[6] Enquanto estava na dimensão mortal ao lado da Grand Chase, Dio testemunhou que a energia sinistra que enfraquecia a barreira entre as dimensões aumentava cada vez mais, permitindo inclusive a abertura do portal que guardava a Fornalha Infernal, e libertando Vulcanus, o Comandante do Fogo do Inferno.[6]

Dio então percebeu que precisava tomar providências maiores para deter o total enfraquecimento da barreira entre as dimensões.[6] Diante deste sentimento de urgência, ele liberou parte dos selos que lacravam seus poderes, finalmente se tornando capaz de manipular mais forças sinistras.[6] Fortalecendo o poder da sua Foice arcana e aumentando ainda mais suas habilidades, Dio se tornou tão selvagem quanto poderia ser um Drakar.[6]

Leviatã[editar | editar código-fonte]

O Leviatã é a terceira classe do Dio.[8][9] Enquanto lutava para destruir o Portal Dimensional que foi aberto entre Ernas e Elyos no antigo reino esquecido de Calnat, Dio finalmente encontrou a Grand Chase, que o ajudou a vencer essa batalha.[8] Os guerreiros convenceram-no a se unir ao seu grupo, pois assim poderiam deter mais facilmente a invasão das Tribos Demoníacas.[8] Assim, começaram a viajar pelo continente de Arquimídia, destruindo todos os Portais Dimensionais que encontravam abertos para o outro mundo.[8] Só que, a cada portal destruído, outros apareciam em outras regiões.[8] Finalmente, a Grand Chase e Dio perceberam que seria impossível lacrar todos os Portais Dimensionais espalhados pelo mundo.[8]

A solução seria cuidar diretamente daquele responsável por reabrir os Portais: o vilão Astaroth em pessoa.[8] Dio então focou toda a sua fúria em encontrar o vilão e detê-lo a todo custo.[8] Ao mesmo tempo, à medida que mais portais foram se abrindo e mais energia mágica de Elyos passou a entrar no mundo de Ernas, Dio viu os selos que também prendiam seus poderes se enfraquecerem cada vez mais.[8] Faltando pouco para recuperar toda a sua força.[8] O jovem finalmente alcançou a habilidade de um Leviatã, um dos mais poderosos guerreiros das casas nobres de Elyos, associado em sua terra natal com a Inveja, uma das Sete Virtudes Capitais.[8] Com sua Deathstar ainda mais forte, e capaz de ativar sua técnica especial através dos Orbes Demoníacos, Dio agora teria que optar entre usar sua Força Maligna ou focar seus poderes em seu Arsenal Demoníaco para seguir em sua evolução.[8]

Referências

  1. a b c d e f g «Dio - Introdução». games.levelupgames.uol.com.br. Consultado em 8 de abril de 2011 
  2. «Dio». Consultado em 15 de setembro de 2010 
  3. «Dio, o 11º personagem». Consultado em 8 de setembro de 2010 
  4. «Level Up! Live». Consultado em 30 de julho de 2010 
  5. a b c d e f g h i j k l m n «Profano - Descrição». games.levelupgames.uol.com.br. Consultado em 8 de abril de 2011 
  6. a b c d e f g «Drakar - Descrição». games.levelupgames.uol.com.br. Consultado em 8 de abril de 2011 
  7. Level Up! Games (27 de novembro de 2010). «Drakar». Consultado em 27 de novembro de 2010 
  8. a b c d e f g h i j k l «Drakar - Descrição». games.levelupgames.uol.com.br. Consultado em 1º de abril de 2012 
  9. Level Up! Games (6 de março de 2012). «Leviatã». Consultado em 1º de abril de 2012