Diocese de Jales

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Diocese de Jales
Diœcesis Ialespolitana
Localização
País Brasil
Arquidiocese Metropolitana Arquidiocese de Ribeirão Preto
Estatísticas
Área 12788 km²
Informação
Rito Romano
Criação da Diocese 12 de dezembro de 1959 (59 anos)
Catedral Catedral de Nossa Senhora da Assunção
Padroeiro(a) Nossa Senhora da Assunção
Governo da Diocese
Bispo José Reginaldo Andrietta
Jurisdição diocese
Página oficial www.diocesedejales.org.br
dados em catholic-hierarchy.org

A Diocese de Jales é uma circunscrição eclesiástica da Igreja Católica no Brasil. Sua sede é o município de Jales, no estado de São Paulo.

História[editar | editar código-fonte]

Foi criada pelo Papa João XXIII no dia 12 de dezembro de 1959 por meio da bula Ecclesia Sancta, sendo instalada a 15 de agosto de 1960. Foi desmembrada da diocese de Rio Preto e pertence à Província Eclesiástica de Ribeirão Preto.

Dados sociológicos[editar | editar código-fonte]

Ao ser criada a Diocese, fazia só 18 anos que a cidade de Jales tinha sido fundada. (Fundada em 1941, constituída em sede de município em 1948).

A criação da diocese significou claramente uma aposta no futuro, pois a Igreja estava apenas implantando suas estruturas na região. Quanto se encaminhou o processo de criação da diocese só existiam as paróquias de Pereira Barreto, General Salgado, Cardoso, Fernandópolis, Estrela d'Oeste e Jales. Em vista da nova diocese foram criadas doze paróquias no mesmo dia, a 19 de março de 1958: Meridiano, Macedônia, Brasitânia, Indiaporã, Ouroeste, Populina, Santa Albertina, Santa Clara, Três Fronteiras, Palmeira, Urânia e Santa Fé.

A região compreendida pela diocese (12.800 quilômetros quadrados) é das mais novas do estado de São Paulo, tendo iniciado sua colonização no início da década de 40, com a abertura da estrada de ferro até Santa Fé do Sul.

A população da região atingiu seu pique em 1970, com 389.000 habitantes.( Em 1960: 337.000; em 1980: 333.000; em 1991: 330.000). Depois foi se verificando um rápido êxodo rural, em direção às cidades da região, mas sobretudo em direção dos centros industriais do estado, e das novas fronteiras agrícolas do país.

Jubileu[editar | editar código-fonte]

No ano de 2009 a Diocese de Jales completou 50 anos de criação. As festas começaram nas romarias diocesanas de 2009 e de 2010.

Padroeira[editar | editar código-fonte]

Assunção de Maria. Tiziano Vecellio, século XVI.

A padroeira da diocese é Nossa Senhora da Assunção.

Municípios e Paróquias[editar | editar código-fonte]

O território da diocese compreende 45 municípios da região noroeste do estado de São Paulo, sendo 34 da região administrativa de São José do Rio Preto e 11 da região administrativa de Araçatuba. Ao todo são 27 paróquias sediadas em 20 municípios.

Cidade Padroeiro Paróquia
1 Aparecida d'Oeste Nossa Senhora Aparecida Paróquia Nossa Senhora Aparecida
2 Aspásia São José
3 Auriflama Nossa Senhora Aparecida Paróquia Nossa Senhora Aparecida
4 Dirce Reis Nossa Senhora das Graças
5 Dolcinópolis Santo Antônio
6 Estrela d'Oeste Nossa Senhora da Penha Paróquia Nossa Senhora da Penha
7 Fernandópolis Santa Rita de Cássia Paróquia Santa Rita de Cássia

Paróquia São Luiz Gonzaga

Paróquia Senhor Bom Jesus

Paróquia São Pedro

Paróquia Santo Expedito

Paróquia São Bernardo

8 General Salgado Nossa Senhora das Dores Paróquia Nossa Senhora das Dores
9 Guarani d'Oeste Santo Antônio
10 Guzolândia Nossa Senhora Aparecida
11 Ilha Solteira São Francisco de Assis Paróquia Cristo Luz do Mundo
12 Indiaporã São João Batista Paróquia São João Batista
13 Itapura Nossa Senhora da Imaculada Conceição
14 Jales Santo Expedito Paróquia Nossa Senhora da Assunção

Paróquia São José Operário

Paróquia Santo Antônio

15 Macedônia Santo Antônio Paróquia Santo Antônio de Pádua
16 Marinópolis Santo Antônio de Pádua
17 Meridiano Nossa Senhora Aparecida Paróquia São José
18 Mesópolis Senhor Bom Jesus
19 Mira Estrela São Bom Jesus
20 Nova Canaã Paulista São Pedro
21 Nova Castilho São José
22 Ouroeste São João Batista Paróquia São João Batista
23 Palmeira d'Oeste Santa Luzia Paróquia Santa Luzia
24 Paranapuã São Judas Tadeu
25 Pedranópolis Bom Jesus
26 Pereira Barreto São Francisco Xavier Paróquia São Francisco Xavier
27 Pontalinda Nossa Senhora Aparecida
28 Populina São João Batista Paróquia São João Batista
29 Rubinéia Santa Terezinha
30 Santa Albertina São Francisco de Assis Paróquia São Francisco de Assis
31 Santa Clara d'Oeste Santa Clara Paróquia Nossa Senhora Aparecida
32 Santa Fé do Sul São João Batista Paróquia São João Batista
33 Santa Rita d'Oeste Santa Rita de Cássia
34 Santa Salete Nossa Senhora de Salete
35 Santana da Ponte Pensa Nossa Senhora Sant’Ana
36 Santo Antônio do Aracanguá Santo Antônio

Nossa Senhora do Carmo

37 Sao Francisco São Francisco de Assis
38 São João das Duas Pontes São João Batista
39 São João de Iracema São João Batista
40 Sud Mennucci Nossa Senhora Aparecida Paróquia Nossa Senhora Aparecida
41 Suzanápolis Santo Antônio
42 Três Fronteiras Nossa Senhora Aparecida Paróquia Nossa Senhora Aparecida
43 Turmalina São Bom Jesus
44 Urânia São Benedito Paróquia São Benedito
45 Vitória Brasil São José

Nossa Senhora Aparecida

Algumas constatações importantes[editar | editar código-fonte]

A Virgem Maria e seu filho Jesus.

- Ao ser criada, a Diocese de Jales só tinha um padre diocesano, idoso, em Cardoso. Em Pereira Barreto estavam os frades capuchinhos, em General Salgado o padre Victorino, e os outros eram todos padres assuncionistas holandeses, a quem propriamente foi confiada a nova Diocese, escolhendo-se dentre eles o primeiro bispo diocesano, Dom Arturo Gerrit João Hermanus Maria Horsthuis.

- A Diocese iniciou seus trabalhos no clima de renovação do Concílio Vaticano II.[1] Este clima de renovação foi facilitado pela realidade da região, com pouca tradição local, com a diversidade de procedências e de culturas das pessoas, com a presença de padres vindos da Europa, ainda mais da Holanda, no tempo a pioneira em mudanças na Igreja.

- Como expressão maior da renovação pastoral implantada a partir das idéias do Concílio, foram fundadas as "Comunidades de Culto", com a formação dos "Dirigentes de Culto", uma figura que continua ainda presente no imaginário de muitas comunidades.

- Com a doença de D. Arthur, e com a saída de diversos padres assuncionistas, se produziu um impasse na continuidade do projeto inicial da diocese, simbolizado pelo longo tempo que a diocese passou entre a doença de D. Arthur (1968), e a nomeação de D. Luis Eugênio (1970).

- Durante o período de D. Luiz Eugênio Perez foi construída a Catedral de Jales, foi dado impulso à organização administrativa da diocese, à participação dos leigos especialmente pelo movimento do Cursilho, e à ação pastoral com a chegada dos padres espiritanos portugueses, e com a reorganização do Seminário Provincial em Ribeirão Preto.

- Dos vinte e quatro padres existentes na diocese em 1982, só três eram diocesanos. Havia ainda sete assuncionistas, estavam presentes 7 espiritanos portugueses, três capuchinhos, dois padres italianos, e dois padres espanhóis.

- Com a chegada de Dom Demétrio Valentini, em 1982, a Diocese entrou num processo pastoral participativo, cadenciado por assembléias periódicas, em sintonia com as Diretrizes Pastorais da CNBB, através do qual a Diocese vai definindo sua caminhada pastoral, que vai continuando até hoje.

- Em 1985 a Diocese celebrou o seu jubileu de prata, marcado especialmente pela reimplantação do cruzeiro na praça da catedral, como gesto de reencontro com sua história e com a religiosidade popular. Com isto teve início a Romaria Diocesana, que continua todos os anos no mês de agosto.

- Em 1985 iniciou também a Escola Diocesana de Animadores de Comunidade, para concretizar uma das prioridades apontadas na Assembléia de 1983, a formação de pessoas para a animação das comunidades.

- Na Assembléia de 1995 foram assumidas outras duas prioridades pastorais: a abertura missionária, e a presença de serviço na sociedade.

- Em 2016, o município de Cardoso, bem como sua paróquia, passaram a pertencer a Diocese de Votuporanga[2].

Bispos[editar | editar código-fonte]

Nome Período Notas
Bispos
Dom José Reginaldo Andrietta 2015 - atual
Dom Luis Demétrio Valentini 1982-2015 Renunciou por idade[3]
Dom Luis Eugênio Perez 1970-1981
Dom Arturo Gerrit João Hermanus Maria Horsthuis, AA 1960-1968

Referências

  1. VALENTINI, Demétrio. «Vaticano II: referência indispensável». ADITAL. Consultado em 21 de agosto de 2011 
  2. «Papa cria Diocese de Votuporanga». 20 de julho de 2016. Consultado em 23 de julho de 2016 
  3. «Papa Francisco nomeia novo bispo de Jales». Consultado em 23 de julho de 2016 


Bandeira do Vaticano Circunscrições eclesiásticas católicas do BrasilRegional Sul I (São Paulo) Bandeira de São Paulo

Província Eclesiástica de São Paulo
Campo Limpo | Eparquia de Nª. Srª do Líbano | Eparquia de Nª. Srª do Paraíso | Guarulhos | Mogi das Cruzes | Osasco | Santo Amaro | Santo André | Santos | São Miguel Paulista

Província Eclesiástica de Botucatu
Araçatuba | Assis | Bauru | Lins | Marília | Ourinhos | Presidente Prudente

Província Eclesiástica de Campinas
Amparo | Bragança Paulista | Limeira | Piracicaba | São Carlos

Província Eclesiástica de Ribeirão Preto
Barretos | Catanduva | Franca | Jaboticabal | Jales | São João da Boa Vista | São José do Rio Preto | Votuporanga

Província Eclesiástica de Aparecida
Caraguatatuba | Lorena | São José dos Campos | Taubaté

Província Eclesiástica de Sorocaba
Itapetininga | Itapeva | Jundiaí | Registro