Diocese de Mondovì

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Diocese de Mondovì
Dioecesis Montis Regalis in Pedemonte ou Montis Vici
Localização
País Itália
Arquidiocese metropolitana Arquidiocese de Turim
Estatísticas
Área 2.189 km²
Informação
Rito Romano
Criação 8 de junho 1388
Padroeiro(a) São Donato de Arezzo
Governo da diocese
Bispo Egidio Miragoli
Jurisdição diocese
Página oficial diocesimondovi.it

A Diocese de Mondovì (Dioecesis Montis Regalis in Pedemonte ou Montis Vici) é uma circunscrição eclesiástica da Igreja Católica na Itália, pertencente à Província Eclesiástica do Piemonte[1] e à Conferenza Episcopale Italiana, sendo sufragânea da Arquidiocese de Turim.[1]

A episcopal está no Duomo de Mondovì, na província de Cuneo.

Território[editar | editar código-fonte]

Em 2016 contava 115 mil batizados, numa população de 126 mil habitantes.[1] As paróquias da diocese são 192.[1]

História[editar | editar código-fonte]

A diocese de Mondovì foi erguida por papa Urbano VI com a bula Salvator Noster dada em Perugia em 8 de junho de 1388, na sequência de uma petição apresentada ao papa pela cidade através do marquês Teodoro II de Monferrato.

Em 1560 foi bispo desta dicoese dom Antonio Michele Ghislieri, que em 1566 teria sido eleito papa com o nome de Pio V.

Administração[editar | editar código-fonte]

Cronologia dos bispos do século XX:[1]

Referências

  1. a b c d e Cheney, David M. (2019). «Diocese of Mondovi». The Hierarchy of the Catholic Church. Consultado em 1 de agosto de 2019. Cópia arquivada em 30 de março de 2019 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]