Diocese de Quilon

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Diocese de Quilon
Diœcesis Quilonensis
Localização
País  Índia
Arquidiocese metropolitana Arquidiocese Metropolitana Latina de Trivandrum
Estatísticas
População 5 893 560
203 610 católicos
Área 1 950 km²
Paróquias 104
Sacerdotes 152
Informação
Rito romano
Criação 9 de agosto de 1329
- Restauração em 12 de maio de 1845
Catedral Catedral do Menino Jesus
Governo da diocese
Bispo Paul Antony Mullassery
Bispo emérito Stanley Roman
Joseph Gabriel Fernandez
Jurisdição Diocese
Página oficial www.quilondiocese.com
dados em catholic-hierarchy.org

A Diocese de Quilon (Diœcesis Quilonensis) é uma circunscrição eclesiástica da Igreja Católica situada em Coulão, Índia. Seu atual bispo é Paul Antony Mullassery. Sua é a Catedral do Menino Jesus de Coulão.

Possui 104 paróquias servidas por 152 padres, contando com 5.893.560 habitantes, com 3,5% da população jurisdicionada batizada (203.610 católicos[1].

História[editar | editar código-fonte]

A Diocese de Quilon é a mais antiga diocese de Índia[2]. Foi erigida pela primeira vez pelo Papa João XXII em 9 de agosto de 1329 com a bula Romanus pontifex, sufragânea da Arquidiocese de Soltania[3] na Pérsia. Com o posterior breve de 21 de agosto nomeou como primeiro bispo o dominicano franco-espanhol Jordano de Sévérac, que já trabalhava no sul da Índia como missionário entre os nestorianos desde 1323; ali ele construiu uma igreja dedicada a São Jorge. Essa primeira tentativa teve vida curta, porque nenhum outro bispo é conhecido para essa Sé. Em 1346, em sua viagem de volta da China, o franciscano João de Marignolli desembarcou em Coulão, acolhido pela comunidade católica e celebrou uma missa na igreja fundada por Jordano.[4] Por fim, essa Diocese foi suprimida em 31 de janeiro de 1533, com o estabelecimento da Diocese de Goa, que passava a incorporar todo o Oriente. Seu território seria partilhado entre Goa e a Diocese de Cochim.

Apenas em 15 de março de 1853 foi erigido o Vicariato Apostólico de Quilon com o breve Ex debito do Papa Pio IX,[5] recebendo o território do Vicariato de Verapoly (hoje arquidiocese). Esta decisão formalizou uma divisão de fato do vicariato de Verapoly, que estava em operação desde 1845.[6]

Em 1 de setembro de 1886 o Vicariato Apostólico foi elevado a diocese com a carta apostólica Humanæ salutis do Papa Leão XIII.[7] Em 7 de junho do ano seguinte, com o breve Post initam, foi instituída a província eclesiástica da Arquidiocese de Verapoly, da qual Quilon seria sufragânea.[8]

Posteriormente, cedeu porções do seu território várias vezes a favor da ereção de novas dioceses: a Diocese de Kottar em 26 de maio de 1930; a Diocese de Trivandrum (atualmente arquidiocese) em 1 de julho de 1937; e a Diocese de Punalur em 21 de dezembro de 1985.

Em 29 de abril de 1955, ele cedeu a jurisdição sobre os fiéis do rito siríaco oriental que residiam em seu território à eparquia de Changanacherry.

Em 3 de junho de 2004 passa a fazer parte da província eclesiástica da Arquidiocese de Trivandrum.

Prelados[editar | editar código-fonte]

  • Jordano de Sévérac, O.P. (1329 - 1336)
    • Supressão em 1533
    • Giuseppe (Bernardino de Santa Teresa) Baccinelli, O.C.D. † (1847[9] - 1853) (pro-vigário apostólico)
    • Filippo (Bernardino de Santa Inês) Pontanova, O.C.D. † (1853[10]) (bispo eleito póstumo)
  • Emanuele (Carlos Jacinto de Santo Elias) Valerga, O.C.D. † (1854 - 1864)
  • Maria Efrem Garrelon, O.C.D. † (1868[11] - 1870)
  • Ildefonso di San Giovanni Battista Borgna, O.C.D. † (1871 - 1883)
  • Giovanni Battista (Ferdinando de Santa Maria) Ossi, O.C.D. † (1883 - 1905)
  • Adelrich (Alois von der heiligen Maria) Benziger, O.C.D. † (1905 - 1931)
  • Vincent Victor Dereere, O.C.D. † (1936 - 1937)
  • Jerome M. Fernandez † (1937 - 1978)
  • Joseph Gabriel Fernandez (1978 - 2001)
  • Stanley Roman (2001 - 2018)
  • Paul Antony Mullassery (desde 2018)

Referências

  1. Dados de 2017
  2. Ainda que a Sé de Goa seja a mais antiga em atividade em tempo contínuo no Oriente
  3. Referente à hodierna cidade de Soltaniyeh
  4. Kerala Directory Arquivado em 2010-07-04 no Wayback Machine.. Cfr. anche Storia della Chiesa, diretta da Hubert Jedin, volume V/2, seconda edizione, 1993, p. 132.
  5. Analecta Ordinis Carmelitarum discalceatorum, vol. 15-16, 1940, p. 250.
  6. Do site da diocese.
  7. Carta apostólica Humanae salutis, ASS 19 (1886-87), pp. 176-184 (em latim)
  8. Breve Post initam, in Adrien Launay, Histoire des missions de l'Inde, Pondichéry, Maïssour, Coïmbatour, vol. IV, Paris 1898, pp. 567-569 (em latim)
  9. Era pro-vigário desde 1845. Cfr. Eubel, vol. 8, p. 303. (em latim)
  10. Eubel, vol. 7, p. 358. (em latim)
  11. Era pro-vigário desde 1866. Cfr. Eubel, vol. 8, p. 406. (em latim)

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Diocese de Quilon