Dirk Willems

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Dirk Willems resgata seu perseguidor e o salva do afogamento. Ilustração de Jan Luyken em O Espelho Dos Mártires

Dirk Willems (Asperen, Holanda, 16 de maio de 1569) foi um mártir anabatista, notável por após fugir, retornar para resgatar seu perseguidor que havia caído em um buraco no gelo, e depois de salvá-lo, foi capturado, torturado e executado.[1]

Vida[editar | editar código-fonte]

Nascido em Asperen. Foi batizado quando jovem, rejeitando assim o batismo infantil praticado na época por católicos e por protestantes na Holanda. Esta ação, mais sua contínua devoção à sua nova fé e o batismo de várias outras pessoas em sua casa, levou à sua condenação pela Igreja Católica Romana, e subsequente detenção. Dirk escapou da prisão com uma corda feita de pedaços de pano atado. No entanto, um guarda notou sua fuga, e o seguiu, em sua captura, caiu no gelo. Gritou por ajuda enquanto se afogava na água gelada, Willems, voltou para salvar a vida do seu perseguidor, assim sendo recapturado e e preso, até ser executado na fogueira nos arredores de sua cidade.[2]

Memória[editar | editar código-fonte]

Atualmente, Dirk é um dos mártires mais lembrados pelos menonitas e pelos amish. É também lembrado como um herói popular pelos habitantes de Asperen, que não são anabatistas. Um drama baseado em sua vida - Dirk's Exodus - foi escrito em 1990 por James C. Juhnke.[3]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Juhnke, James C. (1989). Dirk's Exodus: A Historical Drama. [S.l.: s.n.] 
  2. Braght, Thieleman J. van (1660) Martyrs Myrror: 741-742. Translated by Joseph F. Sohm (1886). Scottdale, PA: Harald Press, 21st printing 1999.
  3. Bethel College (setembro de 2012). «A Story of Faith and the Flag: A Study of Mennonite Fantasy Rhetoric». Mennonite Life. Consultado em 14 de agosto de 2018 
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço relacionado ao Projeto Biografias. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.