Disco epifisário

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde julho de 2011). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Os discos intervertebrais são estruturas anatômicas localizadas entre os corpus das vértebras e unidos a elas por ligamentos.

Cada disco intervertebral é formado por dois componentes: O anel fibroso e uma parte central, derivada da notocorda do embrião, o núcleo pulposo. O anel fibroso possui uma porção periférica de tecido conjuntivo denso, porém em sua maior extensão é constituído por fibrocartilagem, com o avançar da idade. Na parte central do anel existe um tecido formado por células arredondadas, dispersas num líquido viscoso rico em ácido hialurônico e contendo pequena quantidade de colágeno tipo II. Esse tecido constitiu o núcleo pulposo. No jovem, o núcleo pulposo é relativamente maior, sendo gradual e parcialmente substituído por fibrocartilagem com o avançar da idade. Os discos intervertebrais funcionam como coxins lubrificados que previnem o desgaste do osso das vértebras durante os movimentos da coluna vertebral.

Ícone de esboço Este artigo sobre Anatomia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.

Referências Bibliográficas • JUNQUEIRA, L. C.; CARNEIRO, J. Histologia Básica. Texto / Atlas. 11o Ed., Guanabara Koogan, Rio de Janeiro, 2008. 524p