Discografia de Sodom

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Discografia de Sodom
Álbuns de estúdio 14
Álbuns ao vivo 3
Álbuns de compilação 2
Álbuns de vídeo 4
Extended plays (EP) 2
Singles 3
Demos 2

O Sodom surgiu no início da década oitentista, criado por Frank Testegen, como Aggressor (Guitarra, vocal), Christian Dudeck, como Witchhunter (Bateria), Thomas Such, como Tom Angelripper (Baixo e vocal), jovens músicos alemães que reuniam a inspiração de bandas como Motörhead, Tank, Raven e Venom para criar as suas primeiras composições. A estreia foi o EP "In The Sign Of Evil", de 1984, que já contava com Grave Violator no lugar de Aggressor que deixara a banda. Na sequência, o trio lançou "Obsessed by Cruelty" (1986) com Michael Wulf (Destructor) sendo o guitarrista. Para o lugar deste veio, mais tarde, Frank Gosdzik (Blackfire).

Com o thrash metal vivendo seu período áureo, o Sodom não diminuía o ritmo de produção, lançando um disco após outro. Logo em 1987 saiu "Persecution Mania", que manteve as letras voltadas para temas relativos à guerra e artes negras. Produzido por Harris Jhons, o álbum trouxe um som poderoso e viria a se tornar um dos maiores êxitos comerciais do Sodom, além de ser considerado um clássico do gênero.

A banda viajou por toda a Europa com o Whiplash e, desta tour, surgiu "Mortal Way Of Life" (1988), o primeiro álbum duplo ao vivo da história do thrash metal mundial. No ano seguinte, "Agent Orange" deu mais um impulso na carreira do Sodom. O single "Ausgebombt", fez do trio o primeiro grupo thrash a entrar nas paradas musicais da Alemanha. Durante a tour de "Agent Orange", o Sodom teve o brasileiro Sepultura como suporte, em uma excursão que entrou para a história com vários conflitos entre os integrantes das duas bandas.

Ainda em 1990, a banda lançou "Better Off Dead". "Tapping The Vein'" (1992) marcou a entrada do guitarrista Andy Brings, mas também o término do ciclo do baterista Chris Witchhunter, que se afastou da banda. Seu substituto, Atomic Steif (ex-Living Death), entrou para gravar o EP "Aber Bitte Mit Sahne", que chegou às lojas em 1993. Steif permaneceria no cargo por mais dois anos, tendo participado dos álbuns "Marooned Live" (1994) e "Masquerade In Blood" (1995), que contou ainda com Strahli nas guitarras, substituindo Brings, que saiu do Sodom após "Marooned Live".

Em 1996, é lançado "Ten Black Years", coletânea com os maiores sucessos do trio. Um novo trabalho inédito somente em 1997, com "'Til Death Do Us Unite". Seu sucessor foi "Code Red", de 1999, seguido por "M-16", gravado em 2001 por Tom Angelripper, Bobby Schottkowski (bateria) e Bernemann (guitarra). Este disco marcou o retorno do Sodom em alto estilo, novamente abordando a temática de guerras, e tornando-se assim, um dos melhores lançamentos em termos de thrash metal do ano de 2001. O álbum ao vivo duplo "One Night In Bangkok" é lançado em 2003.

O lançamento conseguinte, auto-intitulado (de 2006), é aclamado por seus fãs. Faixas como "Blood On Your Lips" e "City of God" se destacam.

Em 2007, Tom chama Grave Violator e Witchhunter para uma reunião, e gravam o CD "The Final Sign of Evil" (2007, SPV). Esse disco contém a regravação do primeiro EP, "In The Sign of Evil", além de faixas inéditas, criadas por eles em 1984, mas que não haviam sido já gravadas por causa da gravadora da época.

Em 2010, após muito tempo sem novas músicas, sai "In War and Pieces".

Em 2013 a banda lança Epitome of Torture, seu décimo quarto álbum de estudio. Aclamado pela maioria da crítica, o disco mescla clássica a pegada old-school do grupo com canções mais cadenciadas, apesar de não ter muito êxito ao tentar fazer canções tão melódicas quanto "Trace the Victim".[1]

Já no ano seguinte a banda anuncia o terceiro EP de sua carreira: Sacred Warpath. Foi lançado oficialmente na Europa no dia 28 de Novembro de 2014, e nos Estados Unidos no dia 20 de Janeiro de 2015. O disco conta com uma faixa inédita (que dá nome ao álbum) e três faixas gravadas ao vivo, sendo, respectivamente: "The Saw Is the Law", "City of God", e "Stigmatized".

Álbums de estúdio[editar | editar código-fonte]

Ano Detalhes Posições nas paradas musicais Notas
Alemanha ALE[2]
1986 Obsessed by Cruelty
  • Lançamento: Maio de 1986
  • Gravadora: Steamhammer
  • Formato: LP, CD, K7
Duas versões de Obsessed by Cruelty foram lançadas num curto espaço de tempo. A mixagem original foi gravada, mas não foi satisfatória, de modo que o álbum inteiro foi remixado. [3]
1987 Persecution Mania
  • Lançamento: Dezembro de 1987
  • Gravadora: Steamhammer
"Aqui o estilo da banda foi mudado, tornando o álbum mais pesado e mais veloz. Também é considerado o melhor álbum da banda."[4]
1989 Agent Orange
  • Lançamento: Junho de 1989
  • Gravadora: Steamhammer
36
1990 Better Off Dead
  • Lançamento: Outubro de 1990
  • Gravadora: Steamhammer
1992 Tapping the Vein
  • Lançamento: Agosto de 1992
  • Gravadora: Steamhammer
56 "Neste álbum, o Sodom buscou fazer uma transição do thrash metal para o death metal."[5]
1994 Get What You Deserve
  • Lançamento: Janeiro de 1994
  • Gravadora: Steamhammer
45
1995 Masquerade in Blood
  • Lançamento: Junho de 1995
  • Gravadora: Steamhammer
76
1997 'Til Death Do Us Unite
  • Lançamento: 24 de Fevereiro de 1997
  • Gravadora: Steamhammer
1999 Code Red
  • Lançamento: 31 de Maio de 1999
  • Gravadora: Drakkar
2001 M-16
  • Lançamento: 22 de Outubro de 2001
  • Gravadora: Steamhammer
88
2006 Sodom
  • Lançamento: 21 de Abril de 2006
  • Gravadora: Steamhammer
64 "Após uma série de lançamentos sem brilho e um hiato de cinco anos, o seu álbum auto-intitulado reacende toda a fúria, agressividade sonora, e poder elementar que lhes trouxeram tantos seguidores na década de 1980."[6]
2007 The Final Sign of Evil
  • Lançamento: 28 de Setembro de 2007
  • Gravadora: Steamhammer
The Final Sign of Evil contém uma completa regravação do EP de 1984 In the Sign of Evil e mais 7 músicas inéditas.
2010 In War and Pieces
  • Lançamento: 19 de Novembro de 2010 (Alemanha)
  • Gravadora: Steamhammer
64
2013 Epitome of Torture
  • Lançamento: 26 de Abril de 2013 (Alemanha)
  • Gravadora: Steamhammer
32
2016 Decision Day
  • Lançamento:26 de agosto de 2016
  • Gravadora: Steamhammer
7

Demos[editar | editar código-fonte]

Ano Detalhes Notas
1982 Witching Metal
  • Lançamento: 1982
  • Gravadora:
  • Formato: K7
Integrantes:

Frank Testegen (como Aggressor): Guitarra, vocal
Christian Dudeck (como Witchhunter): Bateria
Thomas Such (como Tom Angelripper) - Baixo, vocal

1984 Victims of Death
  • Lançamento: 1984
  • Tipo: Demo
  • Formato: K7
"Satan's Conjuration" é a antiga versão da canção "Conjuration" do Persecution Mania.

O riff principal de "Witching Metal" neste demo é um pouco diferente da versão de "In the Sign of Evil". [3]

Álbuns ao Vivo[editar | editar código-fonte]

Ano Detalhes Notas
1988 Mortal Way of Live
  • Lançamento: Outubro de 1988
  • Gravadora: Steamhammer
Gravaram este álbum durante a excursão pela Europa em 1988 com o Whiplash, intitulado o "Primeira álbum em dobro de thrash metal".[7]
1994 Marooned Live
  • Lançamento: Setembro de 1994
  • Gravadora: Steamhammer
2003 One Night in Bangkok
  • Lançamento: 28 de julho de 2003
  • Gravadora: Steamhammer

Álbuns de Compilação[editar | editar código-fonte]

Ano Detalhes Notas
1996 Ten Black Years
  • Lançamento: 2 de dezembro de 1996
  • Gravadora: Steamhammer
"Devido a carreira da banda, este não é o tipo de coleção que pode apreciar-se facilmente quando ouvido do início ao fim. "[8]
2012 30 Years Sodomized: 1982-2012
  • Lançamento: 25 de Junho de 2012
  • Gravadora: Steamhammer
Compilado pelo próprio Angelripper, o álbum triplo reúne as principais música da carreira da banda, sendo o primeiro deles apenas de gravações ao vivo e em estúdio dos dez primeiros anos, em homenagem a Witchhunter, baterista original da banda que morreu em 2008.

Extended Plays[editar | editar código-fonte]

Ano Detalhes Notas
1984 In the Sign of Evil
  • Lançamento: Julho 1984
  • Gravadora: Steamhammer
  • Formato: EP, CD, K7
Re-Lançamento em 1988 (e em 2001) com Obsessed by Cruelty no mesmo disco de SPV.[3]
1987 Expurse of Sodomy
  • Lançamento: Outubro de 1987
  • Gravadora: Steamhammer
  • Formato: LP, K7
Integrantes:

Frank Godsdzik (como "Blackfire"): Guitarra
Christian Dudeck (como "Witchhunter"): Bateria
Thomas Such (como "Angelripper"): Baixo, vocal [3]

2014 Sacred Warpath
  • Lançamento: Novembro de 2014
  • Gravadora: SPV
  • Formato: EP, CD
Integrantes:

Tom Angelripper (Tomas Such): Baixo, vocal
Bernemann (Bernd Kost): Guitarra
Makka (Markus Freiwald): Bateria

Singles[editar | editar código-fonte]

Ano Detalhes Notas
1989 "Ausgebombt"
  • Lançamento: 11 de setembro de 1989
  • Gravadora: Steamhammer
1991 "The Saw Is the Law"
  • Lançamento: Janeiro de 1991
  • Gravadora: Steamhammer
1993 "Aber Bitte mit Sahne"
  • Lançamento: Outubro de 1993
  • Gravadora: Steamhammer

Álbuns de Vídeos[editar | editar código-fonte]

Ano Detalhes Notas
1988 Mortal Way of Live
  • Gravadora: Sound & Vision
  • Formato: VHS
1994 Live in der Zeche Carl
  • Lançamento: Dezembro de 1994
  • Gravadora: Steamhammer
  • Formato: VHS
2005 Lords of Depravity I
  • Lançamento: 18 de Novembro de 2005
  • Gravadora: Steamhammer
  • Formato: DVD
"Como um misto entre biografia e shows ao vivo, Lords of Depravity documenta a carreira da banda entre 1982 e 1995."[9]
2010 Lords Of Depravity II
  • Lançamento: 28 June 2010
  • Gravadora: Steamhammer
  • Formato: DVD
"O Disco 1 é um documentário da banda, com foco entre 1995 e 2009. O Disco 2 possui 3 horas de duração e inclui uma montagem de shows ao vivo, video clipes e cenas deletadas."[10]

Referências

  1. http://whiplash.net/materias/cds/178421-sodom.html
  2. British Single Chart
  3. a b c d «Biography of Sodom». MusicMight. Consultado em 2 de agosto de 2009 [ligação inativa] 
  4. Rivadavia, Eduardo. «Review of Persecution Mania». Allmusic. Macrovision. Consultado em 2 de agosto de 2009 
  5. Rivadavia, Eduardo. «Review of Tapping the Vein». Allmusic. Macrovision. Consultado em 2 de agosto de 2009 
  6. O'Connor, Rob (fevereiro de 2007). «In the Rear, Reviews». Future US. Revolver (53). 108 páginas. ISSN 1527-408X. Consultado em 2 de agosto de 2009 [ligação inativa] 
  7. Larkin, Colin (1995). The Guinness Encyclopedia of Popular Music. [S.l.]: Guinness Publishing. p. 3864. ISBN 1-56159-176-9 
  8. Rivadavia, Eduardo. «Review of Ten Black Years: The Best of Sodom». Allmusic. Macrovision. Consultado em 2 de agosto de 2009 
  9. Wiebe Taylor, Laura (março de 2006). «Music DVD Reviews». Exclaim!. Consultado em 2 de agosto de 2009 
  10. «Sodom Announces New DVD»