Discovery Island (Bay Lake)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


Discovery Island (Bay Lake)
The Wreck Of The Walrus no Discovery Land
Localização Walt Disney World Resort, Bay Lake, Flórida, Estados Unidos
Coordenadas 28° 24′ 52″ N, 81° 34′ 01″ O
Aberto em 8 de abril de 1974
Fechado em 8 de abril de 1999
Antigos nomes Treasure Island, Riles Island, Idle Bay Isle, Raz Island
Área 11,5 acres (4.7 ha)

Discovery Island é uma ilha de 11,5 acres (4.7 ha) em Bay Lake, Flórida. Está localizada na propriedade do Walt Disney World, na cidade de Bay Lake. Entre 1974 e 1999, foi uma atração aberta aos visitantes, que puderam observar suas diversas espécies de animais e pássaros. A Disney originalmente o nomeou Treasure Island, e mais tarde o nomeou Discovery Island. Atualmente, está abandonado, mas pode ser visto por qualquer embarcação em Bay Lake. Discovery Island agora é o nome de uma das áreas do Disney's Animal Kingdom.

História[editar | editar código-fonte]

Origens[editar | editar código-fonte]

No início de 1900, a ilha era conhecida por Raz Island, nomeada depois da família que viveu por lá. Em meados de 1930 foi comprada por $800 por um homem chamado Delmar 'Radio Nick' Nicholson que a renomeou para Idle Bay Isle, vivendo por lá por vinte anos com sua esposa e sua garça de estimação. Sua contribuição para a ilha consistiu no cultivo de plantas exóticas.[1] Mais tarde foi vendida e renomeada de Riles Island sendo usada como um retiro de caça. Em 1965 a Disney comprou como parte de sua aquisição estratégica de propriedades — antes de construir o Walt Disney World Resort[2][3].

Abertura[editar | editar código-fonte]

A ilha abriu como Treasure Island em 8 de abril de 1974, como um local para observar a vida selvagem, e mais tarde foi renomeada para Discovery Island quando foi reconhecida como um parque zoológico. O custo de admissão em 1995 era US $10,60 para adultos e US$ 5,83 para crianças de três a nove anos[4]. O Discovery Island também continha uma praia na qual não era permitido nadar devido aos jacarés, mas era permitido brincar e caminhar na areia.

As instalações da ilha abrigavam a última espécie da andorinha Ammodramus maritimus nigrescens, antes de morrer em julho de 1987[5]. A subespécie foi declarada presumivelmente extinta em 1990.

Fechamento[editar | editar código-fonte]

O Discovery Island fechou ao público em 8 de abril de 1999, mas continuou a operar até 9 de julho de 1999, quando todos os seus animais foram realocados para o Disney's Animal Kingdom (cuja área central do Safari Village foi renomeada Discovery Island) e outros zoológicos. Embora a Disney nunca tenha declarado oficialmente suas razões para fechar o parque, a baixa participação e os altos custos de manutenção, combinados com o novo e maior Disney's Animal Kingdom, que foi aberto um ano antes, são as causas mais prováveis.

Desde o seu fechamento, a ilha permaneceu praticamente abandonada, sem sinais de desenvolvimento. Em 2020, suas construções originais e atrações permanecem na área, embora várias edificações terem sofrido danos por furacões e decadência natural.

A certa altura, a Disney considerou se unir com o criadores do videogame Myst, Cyan, para criar uma experiência interativa chamada de Myst Island. Os clientes explorariam locações incomuns e desvendariam o mistério sobre os antigos habitantes da ilha. O desenvolvimento dessa atração nunca foi para além do estágio de concepção.[6]

Hoje, a ilha pode ser facilmente vista a partir do Walt Disney World Monorail (trem interno da Disney que leva os hóspedes até as instalações do complexo), do Disney's Wilderness Lodge, do Disney's Contemporary Resort e do Disney's Fort Wilderness Resort Campground, além de passeios de barco entre eles. É adjacente ao Disney's River Country, que foi fechado em novembro de 2001.

Visitas não autorizadas[editar | editar código-fonte]

Em entrevista para a BBC, o fotojornalista estadunidense Seph Lawless contou que foi banido de acessar as instalações da Disney por conta de suas fotos do parque nas quais ele se dedica mostrar tanto a beleza do local quanto chamar atenção à negligência com o espaço[7].

Em 30 de abril de 2020, um homem chamado Richard McGuire, de Mobile, Alabama, foi preso por acampar na Discovery Island durante a pandemia de coronavírus 2019-2020. Posteriormente, ele foi removido da ilha e banido da Walt Disney Property. Ele chamou a ilha de "paraíso tropical" e disse que não sabia que a área estava fora do alcance do público[8].

Antigas atrações[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

Referências

Links externos[editar | editar código-fonte]