Discurso de Posen

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde maio de 2014). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Retrato do Reichsführer-SS Heinrich Himmler, em 1942.

O Discurso de Posen (em alemão: Posener Reden) são dois discursos secretos de 3 horas de duração feitos pelo Reichsführer-SS Heinrich Himmler em 4 de outubro de 1943 a 92 oficiais da Schutzstaffel (SS), no Salão de Ouro do Castelo de Posen.

O discurso foi gravado em fonógrafos e foi assim conservado na forma de documento. A cidade de Posen (atual Poznań) foi entre 1939 e 1945 a capital do distrito alemão de Wartheland, então uma parte da Polônia ocupada.

O discurso é o único documento de um alto estadista nazista onde o assassinato dos judeus europeus é abordado diretamente. Foi assim uma das principais provas contra os maiores criminosos de guerra nos Julgamentos de Nuremberg. O discurso é notável pelo fato de que nele fica clara toda a dimensão da perversidade da assim chamada "Solução final da questão judaica". Em seu discurso direcionado aos homens da SS, Himmler falou claramente do extermínio dos judeus inclusive mulheres e crianças. Himmler vai ainda além chamando em mente que todos os presentes saberiam o que é deparar-se com 500 ou 1000 cadáveres amontoados - ter passado por isso e não obstante "ter permanecido firme", seria "uma página que nunca deverá ser escrita" da SS.

No Cinema[editar | editar código-fonte]

O cineasta Romuald Karmakar reviveu este discurso no ano 2000 no filme "Das Himmler-Projekt". No filme o ator Manfred Zapatka narra o texto completo. Durante a performance ele não está usando uniforme e fala a uma parede cinza.

Na série de TV de Heinrich Breloer Speer und Er (Speer e ele) discute-se a questão de se o ministro para armamentos Albert Speer se encontrava entre os ouvintes do discurso de Himmler. Um indício favorável a esta tese é o fato de ele se encontrar em Posen neste mesmo dia.

Citações do Discurso[editar | editar código-fonte]

Sobre a evacuação dos judeus:

Sobre os russos:

É necessário quem assim se suceda, pois toda a Alemanha sofre com esse povo que ao longo de séculos espalhou o terror de seu sangue pelo mundo alegando ser a raça, o povo escolhido por Deus exonerando outros povos, incluindo nós, arianos, raíz da criação.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]