Discurso direto

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O discurso direto é a reprodução de maneira direta da fala das personagens, ou seja, a reprodução integral e literal, introduzida por travessão. Nessa estrutura, as falas são acompanhadas por um verbo declarativo, seguido de dois pontos e travessão. Sintaticamente, o conteúdo da fala funciona sempre como objeto direto do verbo declarativo. [1]

O discurso é direto quando são as personagens que falam. O narrador, interrompendo a narrativa, põe-nas em cena e cede-lhes a palavra. Exemplo:

"- Por que veio tão tarde? perguntou-lhe Sofia, logo que apareceu à porta do jardim, em Santa Teresa.

Estilos[editar | editar código-fonte]

Discurso Direto: Neste tipo de discurso as personagens ganham voz. É o que ocorre normalmente em diálogos. Isso permite que traços da fala e da personalidade das personagens sejam destacados e expostos no texto. O discurso direto reproduz fielmente as falas das personagens. Verbos como dizer, falar, perguntar, entre outros, servem para que as falas das personagens sejam introduzidas e elas ganhem vida, como em uma peça teatral.

Travessões, dois pontos, aspas e exclamações são muito comuns durante a reprodução das falas.

Referências

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre escrita é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.