Discussão:África do Sul

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Constituição[editar código-fonte]

Olá Heitor CJ: não quero uma "guerra das edições", mas tive que reverter a sua alteração por razões técnicas. Vejamos: a versão que você (re) estabeleceu foi constituição (ver no texto-fonte]]. Isto remetia, portanto, para um artigo da WP intitulado "Constituição da África do Sul". Ora, este artigo não existe, e portanto, não faz sentido fazer uma ligação para ele - que, logicamente, dá em vermelho. Em contrapartida, tirando "Constituição da África do Sul", e deixando apenas constituição (ver no texto-fonte), estabelece-se uma ligação para um artigo que existe - o pelo contexto a partir do qual se faz esta ligação fica evidente que se trata da constituição da África do Sul. Espero que me tenha explicado de maneira clara, mas se ainda tiver dúvidas, escreva-me! -- Aflis (discussão) 11h43min de 18 de agosto de 2011 (UTC)

Ligações vermelhas existem justamente para estimular a criação de novos artigos. Se fossemos seguir essa sua lógica teríamos então de eliminar todos os links vermelhos da Wikipédia?! Se existem verbetes para Constituição do Brasil, Constituição dos Estados Unidos, Constituição da Austrália, então porque não pode haver um para a Constituição da África do Sul? Me desculpe, mas a sua edição, e os seus argumentos, não têm o menor sentido. Heitor diz aí! 03h54min de 19 de agosto de 2011 (UTC)

Se não tivesse acrescentado a última frase, gratuita e polémica, a sua resposta teria sido uma contribuição perfeita para uma troca de argumentos. Claro que eu conhecia os seus; eu próprio já produzi duas dúzias de ligações vermelhas. Estas justificam-se sempre que há uma expectativa razoável de que alguém vai escrever o artigo correspondente. No caso da constituição da África do Sul, achei que não era razoável esperar que, na pt:WP, alguém o escrevesse - mas é evidente que posso estar enganado. De resto, como no texto aparece a vermelho apenas Constituição, e não Constituição da África do Sul, o apelo para escrever um texto sobre este último tema fica menos evidente. -- Aflis (discussão) 12h19min de 19 de agosto de 2011 (UTC)

Desculpe, não quis lhe ofender com a minha última frase. Só disse que, para mim, isso tudo não faz sentido. Se for o caso, eu crio o artigo! Heitor diz aí! 18h59min de 19 de agosto de 2011 (UTC)

Só agora vejo a sua última msg: ok, "está desculpado" como se dizia antigamente. E se quiser escrever o artigo "Constituição da África do Sul": óptimo! Entretanto, o início deste artigo ficou "em cacos"; nem sei se a culpa é minha ou não; de qualquer modo, lanço-lhe este SOS! -- Aflis (discussão) 15h50min de 24 de agosto de 2011 (UTC)

Nome do país[editar código-fonte]

Do código fonte constam do quadro também os nomes nas outras línguas oficiais, mas estas depois não aparecem no texto. Deve haver um problema técnico que não sei identificar. Alguém consegue resolver este problema? Aflis (discussão) 20h27min de 18 de abril de 2015 (UTC)

Estão compactados por razões estéticas devido ao seu grande número. Basta clicar em "Expandir" por cima de "Republic of South Africa". Gameiroestá lá? 20h59min de 18 de abril de 2015 (UTC)

Infobox sendo deslocada[editar código-fonte]

pela (página verificada) tentei corrigir mas não consegui. Que tal mudar para o lado esquerdo (página verificada) para não deslocar? JMGM (discussão) 23h13min de 20 de março de 2016 (UTC)

Forma de governo (presidencialista/parlamentarista)[editar código-fonte]

No quadro informativo do artigo em português, consta que a África do Sul é uma "república presidencialista", possivelmente porque não há um dualismo entre a chefia de governo e de Estado e porque tal chefe se chama "presidente".

Na Wikipedia em inglês, no entanto, o mesmo quadrinho informa (corretamente, a meu ver), que o governo sul-africano opera sobre o regime parlamentarista.

O que define parlamentarismo e presidencialismo não é o dualismo entre a chefia de estado e a de governo nem o nome do título de governante (que pode ser primeiro-ministro, presidente de governo, Chanceler Federal, etc.), mas a relação do Executivo com o Legislativo: nos regimes parlamentaristas, só há eleições para o Legislativo, e este elege indiretamente a chefia do Executivo (em alguns casos, a câmara baixa do parlamento também aprova os outros ministros um por um). O primeiro-ministro (ou qualquer que seja o nome do cargo) governa enquanto possuir a confiança do parlamento, cuja câmara baixa pode destitui-lo por moção de desconfiança - que tem regras diferentes em cada país.

Já no presidencialismo, há eleições diretas para Executivo e Legislativo, sendo um basicamente independente do outro. Até costumam existir mecanismos de remoção do presidente por parte do parlamento, mas o impeachment num regime presidencialista costuma apresentar exigências mais rigorosas para o sucesso do processo, como a existência de acusação formal contra o chefe de Estado/governo, a aprovação por maiorias qualificadas e que o voto de impeachment seja bem-sucedido nas duas casas do Parlamento.

O próprio artigo da Wikipédia em português para Presidente da África do Sul diz que "O presidente é apontado pelos membros do Parlamento da África do Sul, sendo, geralmente, o líder do maior partido da nação." Já o artigo em inglês diz que " The President may be removed either by a motion of no-confidence or an impeachment trial." Ou seja, existe a possibilidade do voto de desconfiança.

Ou seja, o presidente sul-africano é eleito pelo Parlamento e é responsável ante a ele, sendo o seu cargo, ao que tudo indica, muito mais parecido com o de um primeiro-ministro parlamentarista que de um chefe de estado de um regime presidencialista.comentário não assinado de 189.12.83.143 (discussão • contrib) -- Chronus (discussão) 01h45min de 14 de fevereiro de 2018 (UTC) (UTC)

Yes check.svg Corrigido! Chronus (discussão) 01h45min de 14 de fevereiro de 2018 (UTC)