Discussão:Amsterdão/Arquivo/1

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Untitled[editar código-fonte]

As normas da wikipédia sobre títulos são as seguintes:

Nenhuma versão deve ser privilegiada para os títulos de artigos. O primeiro autor de um artigo deve adoptar o título da sua versão da língua portuguesa. Caso exista um título alternativo, na outra versão, deve ser criada uma nova página com esse título, mas essa página deve ser redireccionada para a página que já existe.

No artigo propriamente dito, se existirem versões significativamente diferentes do mesmo título (ex. Desporto vs. Esporte ou Copa do Mundo vs. Mundial de Futebol), os dois títulos devem ser mencionados em negrito na primeira frase. Por exemplo (ver desporto):

Um desporto ou esporte é uma actividade com uma componente física e ao mesmo tempo lúdica.


Diferenças entre "facto" e "fato" ou diferenças de acentuação como entre "Mônica" e "Mónica" não devem ser consideradas significativas.

JoaoMiranda 00:32, 9 Jun 2004 (UTC)

Precisamente. A consequência disso é que se alguém move um artigo já existente de uma norma para a outra, esse movimento é ilegítimo e deve ser anulado. --Jorge 00:40, 9 Jun 2004 (UTC)
Concordo. Estava só a justificar as minhas próprias alterações. JoaoMiranda 00:52, 9 Jun 2004 (UTC)
… e eu a minha… --Jorge 01:05, 9 Jun 2004 (UTC)
Isso dói no ouvido, nunca vi ninguém no Brasil pronunciando AMES-TER-DÃO, isso é um assasinato ao português coloquial(hahaha).

Tá lá escrito que é "português-europeu", que é suposto ser a norma que eu sigo (embora eu seja africano…), mas realmente nunca escrevi assim! Mas o google realmente mostra aquela versão… Que fazer? Temos que ter as versões todas! Espero que em galego não seja diferente…:-)) --Rui Silva 09h12min de 10 de Outubro de 2007 (UTC)

Mover?[editar código-fonte]

Essa página foi movida de "Amsterdão" a "Amsterdã" apenas para valorizar uma das variantes da Língua Portuguesa, contrariando as normas da Wikipédia de "título original". Já tentaram "movê-la de volta" mas, aparentemente, não deu certo. Pensei então em movê-la eu mesmo mas creio que existam mais de 50 artigos afluentes. Acho que devemos corrigir todos os artigos afluentes para o título original logo após mover a página, mas como é uma página relativamente "popular", resiolvi consultar a comunidade. O que acham?

---Vale mais quem tem população maior..eu acho

Vinte e Dois msg 22h25min de 4 de Março de 2008 (UTC)

Felizmente a Wikipédia não se baseia nas suas opiniões pessoais para fazer suas regras. Tamanho da população não é um dos critérios para a movimentação de títulos de verbetes; Amsterdão é grafia perfeitamente aceita em Portugal, e o artigo foi assim criado, portanto deve permanecer como está. RafaAzevedo msg 11h45min de 23 de Agosto de 2008 (UTC)
Pois eu falo português europeu com muito orgulho e quero ver movida a página para Amsterdã. Tudo menos a corruptela que lá está cuja grafia não é usada em nenhum espaço da lusofonia, desde Timor até ao Brasil. Movam a página para Amsterdã por favor!João Pimentel Ferreira (discussão) 23h33min de 24 de julho de 2013 (UTC)[Responder]

Amesterdão e amsterdã[editar código-fonte]

Já vi utilizações como Amesterdão ou Amsterdã igualmente no Brasil. Proponho que se retirem os parênteses "português brasileiro" e "português europeu", deixando todas como possibilidades de nossa língua. Que acham?o comentário precedente não foi assinado por 201.92.222.166 (discussão�•�contrib.) Heitor discussão 17h05min de 18 de Setembro de 2008 (UTC)

Nunca vi Amesterdão ser usado no Brasil. Pelo contrário, a maioria absoluta dos brasileiros desconhece esta grafia e a até a vê com bastante estranheza. RafaAzevedo msg 02h23min de 21 de Setembro de 2008 (UTC)
Symbol support vote.svg Concordo com o RafaAzevedo. Nunca vi ou ouvi por aqui, e a mim soa com grande estranheza. Ruy Pugliesi discussão 02h27min de 21 de Setembro de 2008 (UTC)
Por isso, mais uma vez, vos peço como falante do português europeu, que alterem o verbete para Amsterdã. Amsterdão não existe! João Pimentel Ferreira (discussão) 23h52min de 24 de julho de 2013 (UTC)[Responder]

Palavras estranhas[editar código-fonte]

Amesterdāo
Francoforte
Etc.

Estāo querendo me forçar a aprender uma nova língua e fazer de conta que é a minha - já passei por isso, me sinto fastigado, francamente… Livre eu escolho aprender as líguas estrangeiras que eu quero - liberdade e democracia republicana… Bepp (discussão) 22h03min de 27 de Outubro de 2008 (UTC)

Respeito meu caro. Não imagina a confusão que me faz ouvir topônimos como Moscou, ou gentílicos como poloneses, israelenses ou canadenses. Mas aceito-os de bom grado e fico feliz por aprendê-los. Saudações lusas. João Pimentel Ferreira (discussão) 23h46min de 24 de julho de 2013 (UTC)[Responder]
O que você sugere? "Amsterdã" é tão estranha para os portugueses quanto "Amesterdão" para você… RafaAzevedo msg 22h06min de 27 de Outubro de 2008 (UTC)
Eis a questão! Como se diz/escreve isso em galego? Bepp (discussão) 22h28min de 27 de Outubro de 2008 (UTC)
Não sei, mas essa é a wikipédia em português. Pra em galego entre aqui. Leonardo Mio (discussão) 09h01min de 28 de Outubro de 2008 (UTC)
neerlandês ??
Em minha opinião particular, a variação "Amsterdã/Amsterdão" pode ser entendida como regionalismo. No entanto, o termo "neerlandês" trata-se de um neologismo idiocrátio (nascido do tecnicismo vazio de um par de lingüistas - Dewulf e Postma, 2000) - o único termo grafado pelo Aurélio, provavelmente o único dicionário decente da língua portuguesa, seria "holandês". As vezes é realmente difícil aceitar certas distorções/corruptelas da língua introduzidas pelos Portugueses. Esse seria um caso típico!o comentário precedente não foi assinado por 189.61.226.253 (discussão���contrib.) Heitor discussão 03h42min de 26 de outubro de 2009 (UTC)[Responder]

Eu não tenho nada contra Portugal, meus avós são portugueses, apenas acho que as duas versões da lingua devem aparecer.Quando um estudante brasileiro lê que rainha da Inglaterra é Isabel II ele não entende que e a mesma Elisabete II para o brasileiro a tradução de Elizabeth é Elisabete ou Elizabete nunca Isabel.Outro o termo ponto comeiro não é entendido pois no Brasil é ponto culminante.Qual o problema de uma pessoa editar e colocar ao lado do termo ponto comeiro entre parenteses o termo ponto culminante BR, como nos dicionários assim a comunicação no Wikipédia fica mais clara e não causa confusão na mente de brasileiro.Somos 200 milhões de brasileiros e não queremos que passar por cima do português de Portugal mas não queremos que nossa versão da lingua seja tratada como menos correta. Liberglaum (discussão) 18h45min de 13 de julho de 2018 (UTC)[Responder]

Isso já está no artigo. Trierweiller (discussão) 18h54min de 13 de julho de 2018 (UTC)[Responder]

Amesterdão vs Amsterdão[editar código-fonte]

Em português europeu creio que a forma mais correcta a se usar é Amesterdão, pois respeita todas as regras da nossa ortografia!! Alguém pode indicar-me uma palavra portuguesa que tenha a grafia 'ms'! Além de estar ortograficamente incorrecto escrever Amsterdão, duvido que alguém diga "AMSSTERDÃO", sempre ouvi ser pronunciada de "AMESTERDÃO", logo não tem lógica escrevermos Amsterdão, até parece que tem algo relacionado com 'hamster' (esta sim pronunciada "ÃMSSTER", que não é uma palavra adaptada para a nossa língua. o comentário precedente não foi assinado por Joãofcf (discussão���contrib.)

Caro editor, cada local tem a sua grafia correta. No Brasil grafa-se e pronuncia-se "Amsterdã". RafaAzevedo msg 22h30min de 9 de Dezembro de 2008 (UTC)
Mas em Portugal as duas grafias (Amesterdão e Amsterdão) são corre(c)tas, mas creio que a segunda grafia ("Amsterdão") não corresponde à pronuncia que é dada em Portugal, pois ninguém, nem os meios de comunicação social, dizem [ÃMÇTÉRDÃŨ] mas sim [AMɨXTÉRDÃŨ (esse ɨ corresponde ao som final do 'e' como em grand'e')], logo deveríamos optar por uma única forma, sendo essa Amesterdão! o comentário precedente não foi assinado por Joãofcf (discussão���contrib.)
O artigo foi feito originalmente em português brasileiro, e as regras da Wikipédia (Wikipedia:Versões do português) deixam explícito que a primeira versão deve ser respeitada. RafaAzevedo msg 07h37min de 13 de Dezembro de 2008 (UTC)
Como nunca chegam num acordo, os portugueses não aceitam Amsterdã e os brasileiros não aceitam Amesterdão ou Amsterdão, que tal deixar o nome como Amsterdan assim ninguém briga. E não venham me dizer que não pode, se pode Liechtenstein também pode Amsterdan. E não venham dizer que o AO não permite. Jurema Oliveira (discussão) 03h54min de 1 de fevereiro de 2010 (UTC)[Responder]

AMSTERDÃ ou AMESTERDÃO e não 'Amsterdão'[editar código-fonte]

Caros, em português do Brasil é AMSTERDÃ

Em Português europeu é AMESTERDÃO.

Nenhum dicionário tem Amsterdão [1]

Em português europeu raros são os ditongos com três consoantes seguidas como esta 'mst' aliás, não conheço nenhuma palavra. Não corrompam a nossa língua.

Caro RafaAzevedo. Ninguém está contra a dupla grafia, aliás segundo o próprio Acordo Ortográfico a dupla grafia deve ser aceite e em ambos os casos está correta. Ainda para mais tratando-se de topônimos. Mas o que sucede é que Asmterdão não é usado nem no Brasil, nem em Portugal. É uma corruptela linguística. Nem os dicionários brasileiros têm Amsterdão. [2]

  • Em português europeu grafa-se Amesterdão. [3]
  • Em português brasileiro grafa-se Amsterdã. [4]

Amsterdão não existe em nenhum dos lados do atlântico

Por isso, sugiro se for muito polémico para os irmãos brasileiros, que alterem o verbete para Amsterdã. Não corrompam a nossa magna língua.João Pimentel Ferreira (discussão) 23h33min de 24 de julho de 2013 (UTC)[Responder]

Symbol support vote.svg Concordo com Amsterdã, já que foi criado com esse título. Realmente não faz sentido algum essa invenção inexistente em dicionários e enciclopédias de "Amsterdão" sem e, que nem é BR nem PT. --Stegop (discussão) 00h13min de 25 de julho de 2013 (UTC)[Responder]
Não foi criado com este título Stegop. Foi Amesterdão mesmo pelo que me parece. Neste caso, como foi uma corrupção da nomenclatura europeia, quero dizer, foi esta a provável intenção original do autor, acredito que o correto seja mover para AMESTERDÃO. Cainamarques 20h35min de 4 de agosto de 2013 (UTC)[Responder]
Interessa saber, se possível, qual a variante da língua portuguesa, que fala o criador do verbete, todavia, eu como utilizador da variante europeia da língua, prefiro AMSTERDÃ, em detrimento do título atual, não vá alguém pensar que 'amsterdão' é válido.João Pimentel Ferreira (discussão) 21h25min de 4 de agosto de 2013 (UTC)[Responder]
Vi agora. O primeiro registo da criação do verbete data de 29 de agosto de 2003‎ e foi feito por um anónimo cujo IP é 200.18.12.xxx, que fica situado no Brasil. Logo deverá ser AMSTERDÃ.João Pimentel Ferreira (discussão) 21h31min de 4 de agosto de 2013 (UTC)[Responder]
Brasileiro então? Mais uma razão para acreditar que foi um erro. Que seja Amesterdã! Qualquer coisa menos este disparate. Cainamarques 21h38min de 4 de agosto de 2013 (UTC)[Responder]
Para atrapalhar a discussão um pouco, pode ser que o sujeito fosse português, apenas de passagem por aqui. Cainamarques 21h41min de 4 de agosto de 2013 (UTC)[Responder]
Pois, também me parece que há legitimidade para alterar o título para Amsterdã. A política oficial da Wikipédia dá prioridade à variante linguística do criador do artigo. Verifiquei o registo de criação e o IP do criador e concordo que este se localizava no Brasil. Na impossibilidade de confirmar a variante linguística da pessoa, aceitar como mais provável que fosse o PT-BR, com erro.Tegmen (discussão) 02h27min de 5 de agosto de 2013 (UTC)[Responder]
O criador do artigo é o JoaoMiranda D​ C​ E​ F em 18 de maio de 2004. Esse IP de 2003 o que criou foi um disparate que devia ter sido imediatamente eliminado. Polyethylen (discussão) 09h40min de 5 de agosto de 2013 (UTC)[Responder]
Nesse caso, em atenção à regra de facto de se respeitar a primeira variante, deve ser Amesterdão. --Stegop (discussão) 13h05min de 5 de agosto de 2013 (UTC)[Responder]
Não foi. O primeiro registo de criação vem do Brasil, a não ser que o JoãoMiranda estivesse no Brasil na altura e tivesse criado o verbete enquanto anónimo, o que acho pouco crível. João Pimentel Ferreira (discussão) 14h04min de 5 de agosto de 2013 (UTC)[Responder]
Está a falar disto? Polyethylen (discussão) 14h06min de 5 de agosto de 2013 (UTC)[Responder]
Sim, não foi um indivíduo?João Pimentel Ferreira (discussão) 14h09min de 5 de agosto de 2013 (UTC)[Responder]
Isso não é um artigo. É vandalismo e texto sem nexo que deveria ter sido logo eliminado. Quem criou o primeiro mínimo de artigo foi o JoaoMiranda D​ C​ E​ F em 18 de maio de 2004. Polyethylen (discussão) 14h11min de 5 de agosto de 2013 (UTC)[Responder]

O primeiro artigo do JoãoMiranda não é mais válido que o primeiro registo do anónimo do Brasil, aliás são iguais. Mas compreendo a que se refere. Todavia, penso que o que pretende implica uma interpretação desviante das regras da Wikipédia.João Pimentel Ferreira (discussão) 14h44min de 5 de agosto de 2013 (UTC)[Responder]

João, muito tempo atrás, em artigos criados com disparates, não se eliminava, substituía-se o conteúdo pela predefinição {{Lixo}}. Felizmente este sistema foi extinto em 2005, permitindo que pudéssemos dar crédito ao verdadeiros criadores dos verbetes. Este foi mais um caso, o verdadeiro criador do artigo foi o JoãoMiranda. Cainamarques 14h52min de 5 de agosto de 2013 (UTC)[Responder]
Que o João Mirando tenha dado conteúdo ao artigo concordo, mas quem criou o verbete, parece-me que foi o anónimo do Brasil. Repare que o João Miranda não alterou o título do verbete, o que demonstra que de certa forma concordava que o mesmo tinha validade segundo as regras do Wikipédia, ou seja, manter a variante da língua do primeiro criador. E como foi criado antes de 2005, antes da regra que menciona, volto a reiterar que deve respeitar a variante brasileira. Tudo menos 'Amsterdão'. João Pimentel Ferreira (discussão) 15h02min de 5 de agosto de 2013 (UTC)[Responder]
Citação: O primeiro artigo do JoãoMiranda não é mais válido que o primeiro registo do anónimo do Brasil, aliás são iguais Como? Está seriamente a afirmar que um disparate sem nexo como "Describe the new page here." é tão válido como o primeiro mínimo com informação do JoaoMiranda? Nunca vi semelhante falta de respeito com o trabalho dos outros e, sobretudo, falta de respeito com os pioneiros do projeto. Esse lixo criado pelo IP só permaneceu porque, como bem referiu o Cainamarques, não se apagava o lixo. E o facto de o JoaoMiranda não o ter alterado pode ter sido perfeitamente um lapso ou não se ter interessado pelo tema. Curiosamente, de tantas vezes que passei no artigo, nunca tinha sequer reparado que estava escrito "Amsterdão", sem "e". Mas parece que agora dar cabeçadas no teclado e introduzir um disparate é "criar verbetes". Polyethylen (discussão) 15h12min de 5 de agosto de 2013 (UTC)[Responder]
Agora concordo com o Polyethylen. Se eu hoje em dia criar um artigo intitulado "Maxilas (mecânica)" e der corpo ao mesmo com um texto em inglês, ou que se resuma a "Este artigo ainda está vazio, você pode ajudar a Wikipédia preenchendo-o com uma informação qualquer sobre o tema", o verbete é apagado sem dó nem piedade e para a História ficará apenas um aviso de vandalismo. E se no futuro alguém criar um artigo em condições sobre as "Lonas de freios", ninguém vai apontar que "um dia houve um artigo impróprio, eliminado, que usava o título "Maxilas"".Tegmen (discussão) 23h28min de 5 de agosto de 2013 (UTC)[Responder]


Existem 160 Wiki que usam o nome Amsterdam, é o mais conhecido internacionalmente, imaginem em um aeroporto dizendo que vai viajar para Amsterdão. E conforme a Wikipédia:Convenção de nomenclatura/Tradução de nomes próprios e topónimos ...títulos de verbetes referentes a topónimos deverão ser grafados segundo a sua língua de origem ... -- DARIO SEVERI (discussão) 14h22min de 5 de agosto de 2013 (UTC)[Responder]

Meu caro, vede acima, não existe em Português 'Amsterdam', tal é uma corruptela que não deve ser alimentada. Vede as hiperligações acima.João Pimentel Ferreira (discussão) 14h44min de 5 de agosto de 2013 (UTC)[Responder]
Só dei minha opinião, concordo com o que for decidido, mas que Amsterdam ficava melhor ficava. DARIO SEVERI (discussão) 15h08min de 5 de agosto de 2013 (UTC)[Responder]
@Dario: a convenção que citou só se aplica aos casos em que não há uso consagrado. Ora aqui, há uso consagrado, embora difira entre ptPT e ptBR. Por essa sua lógica, então também deveríamos escrever London e não Londres, ou Bruxelles e não Bruxelas, Milano e não Milão, etc. Pelo menos nas línguas que conheço minimamente, todas elas traduzem alguns topónimos, porque haveríamos nós de ser originais e, sendo uma *enciclopédia* *em português*, haveríamos de preterir as formas consagradas em português em favor de uma em língua estrangeira, seja ela qual for? --Stegop (discussão) 15h17min de 5 de agosto de 2013 (UTC)[Responder]
Concordo com vocês, talvez pelo fato de não ser nativo de um pais de idioma português me confundiu um pouco, e lendo todo o exposto acima, e pelo fato do IP não ter criado nada, o correto é usar o Amesterdão (português europeu). DARIO SEVERI (discussão) 15h34min de 5 de agosto de 2013 (UTC) --- (Corrigido)[Responder]
AMESTERDÃO, quer dizer? Amsterdão é o atual (e errado). Cainamarques 15h53min de 5 de agosto de 2013 (UTC)[Responder]

Caros, este tópico já assentou estou em crer. Considerando que ficou mais que provado que foi o JoaoMiranda D​ C​ E​ F o criador do verbete, e que este usa a variante europeia da língua, pode-se alterar então para Amesterdão?João Pimentel Ferreira (discussão) 17h32min de 15 de setembro de 2013 (UTC)[Responder]

Symbol support vote.svg Concordo (pode-se alterar então para Amesterdão) --Stegop (discussão) 20h20min de 15 de setembro de 2013 (UTC)[Responder]
Sim, concordo que é o correto. Cainamarques 18h14min de 18 de setembro de 2013 (UTC)[Responder]
Symbol support vote.svg Concordo com a alteração do título para Amesterdão.--Tegmen enviar msg 01h39min de 19 de setembro de 2013 (UTC)[Responder]

Os dois nomes Amsterdã e Amesterdão devem aparecer no texto assim como em todos os casos semelhantes.O objetivo da Wikipédia e difundir conhecimento e quando por exemplo uma criança brasileira lê na Wikipédia somente o nome Amesterdão ela pensa que é assim no Brasil e não é! Impor somente o nome Amesterdão no título é uma imposição cultural violenta, pois eu apenas coloquei ao longo do texto a palavra Amsterdã e quando cabível o termo em português brasileiro ( com as iniciais BR)aos lado termo em português e isso foi desfeito e considerado vandalizacao.Ou seja a Wikipédia considera o português do Brasil menor, uma versão vandala da língua Liberglaum (discussão) 18h55min de 13 de julho de 2018 (UTC)[Responder]

Opinião sua, que vai contra a prática não contestada de muitos anos. Não subestime a inteligência das crianças brasileiras, isso sim é condenável! No início do artigo está perfeitamente explicado que há duas variantes para o nome. Ninguém considera o português brasileiro menor e escusa de vir com essas conversas da treta de clamar "imposição cultural". O Brasil é independente há 200 anos... Se está preocupado com a ortografia das crianças, dê você próprio o exemplo, pois nas linhas que escreveu acima há uma série de erros ortográficos muitíssimo mais graves do que uma criança brasileira escrever "Amesterdão", uma grafia que, de resto também é usada no Brasil [7]. --Stegop (discussão) 19h05min de 13 de julho de 2018 (UTC)[Responder]

amsterdão x amsterdã[editar código-fonte]

no texto são escritas Amsterdã e Amesterdão , o que dificulta o entendimento do texto , não seria melhor citar amesterdão e escrever o resto do texto somente com Amsterdã ou o contrário (citar Amsterdã e escrever o restante como Amesterdão)

Categoria[editar código-fonte]

Wwikix (discussão) 16h19min de 17 de abril de 2018 (UTC)[Responder]