Discussão:Campeonato Sul-Americano de Campeões

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
A quem possa interessar, o assunto está sendo debatido em http://pt.wikipedia.org/wiki/Discuss%C3%A3o:Club_de_Regatas_Vasco_da_Gama#O_Sul-Americano_de_1948_n.C3.A3o_.C3.A9_mais_reconhecido_pela_CONMEBOL.

Vandalismo do IP 187.11.53.96[editar código-fonte]

Informo a quem opera o IP 187.11.53.96 e fez vandalismo na página: ainda que não reconhecida nominalmente como uma edição da Copa Libertadores, a participação do Vasco na Supercopa (restrito aos campeões APENAS da Libertadores) e o site atual da Conmebol (no qual o Sul-Americano de 1948 é citado na parte que fala da história DA LIBERTADORES) deixam bem claro que a Conmebol reconhece o Sul-Americano de 1948 como uma competição ANTECEDENTE DA LIBERTADORES, portanto LIGADA À LIBERTADORES.

A tentativa do IP 187.11.53.96, de negar a óbvia Ligação Sul-Americano/48-Libertadores e tentar qualificar o Sul-Americano de 1948 como um torneio sul-americano secundário qualquer (tipo Copa Mercosul, Copa Sul-Americana, Copa Conmebol, Copa Ouro Nicolas Leoz, Recopa), não passa de um chororô ridículo de torcedor rival, que deve se corroer de raiva pelo fato de o site da Conmebol, em suas três línguas (Espanhol, Inglês, Português - para o mundo inteiro ver), deixar claro e indubitável a ligação do Sul-Americano de 1948 à Copa Libertadores.


COMO ASSIM, EDIÇÃO DE MÁ-FÉ? Vc é inteligente o suficiente para perceber que apenas foram extirpadas as suas forçações de barra? Será que ninguém percebe que o artigo não é nada parcial, se esforçando pra afirmar que essa copinha que aconteceu em 48 seria uma espécie de Libertadores do Vasco? É só olhar como a argumentação é montada! O artigo está mais preocupado com isso do que informar como foi o torneio... ABSURDO... E olha como o protetor do artigo perde tempo defendendo sua tese e distorcendo o que expus - um desespero recheado de falácias, calcado no medo de que alguém dê uma limpada nas partes tendenciosas.. Vai lá, mantenha a obra da sua vida intacta! (vida que deve estar bem emocionante, pelas horas aqui dedicadas)... arriba, Vasco, vamos subir e cair de novo em 2017!... o Vasco vai virar o outro Botafogo do RJ? será, será? o Brasil só tem 10 "grandes" atualmente!... (pronto, agora vc pode dedicar 3 horas para construir um texto de resposta hipócrita)

A página deveria apenas informar o que foi essa copa de 1948, mas tem 40 (QUARENTA) referências a Libertadores e à ideia de que foi a 1ª Libertadores (atribuindo claramente ao time do RJ chamado Vasco o equivalente a um título de Libertadores). Alguém, por favor, com alguém tempo de vida sobrando, tire do texto 39 referências à Libertadores e deixe apenas uma (com o posicionamento atual de que a Conmebol não considera o certame "uma Libertadores").

Edição de má-fé do IP 177.82.243.44[editar código-fonte]

O IP fez hoje edição de má-fé, por sinal de teor semelhante às edições recentes de um vândalo , o que levou à proteção da Página.

A insistência em colocar informação "forçada" (suposta opinião de torcedores de clube:  "até hoje, como almejado pela torcida do Vasco da Gama") é má-fé, visando sutilmente apequenar a importância  da arquicomprovada e reconhecida oficialmente (pela Conmebol) ligação de precursor-sucessor entre o sul-americano de 1948 e a Libertadores, conforme comprovado pelo site da Conmebol, FIFA e participação do Vasco na Supercopa 1997.

O verbete em nenhum momento escreve que a torcida do Vasco almeja que o Sul-Americano de 1948 seja "rebatizado" de Libertadores, nem que isso seja um ponto em aberto. Ao colocar coisa tão pueril (suposta opinião de torcedor de clube) no verbete, fica comprovado que o objetivo do sujeito é, na má-fé, diminuir a importância da da arquicomprovada e reconhecida oficialmente (pela Conmebol) ligação de precursor-sucessor entre o sul-americano de 1948 e a Libertadores.

O trecho "podendo ser considerado um dos seus embriões" também denota má-fé do IP 177.82.243.44. O exposto no verbete (com fonte Conmebol) comprova que o torneio de 1948 não apenas "pode" mas de fato JÁ É reconhecido por quem de direito (Conmebol) como o prrncipal antecedente da Libertadores, não apenas "um dos embriões".

Fica claro que, não podendo negar o reconhecimento da Conmebol à competição de 1948 como principal antecedente da Libertadores, o sujeito do IP 177.82.243.44 tenta minimizar este fato tentando passar a ridícula idéia de que "a Conmebol reconheceu como antecedente mas o que importa mesmo é se tivesse reconhecido como Libertadores". Para isso ele se vale de suposta opinião de torcedor (!!!), provando a má-fé dele.


RESPOSTA DO IP 177.82.243.44: apenas editei as 'emoções clubísticas', caro amigo, que tornavam o artigo tendencioso. Basta uma passar d´olhos na versão que deixei para perceber que está imparcial agora. O que você aponta como 'má-fé' acima - a indicar que, talvez, não conheça o exato significado da expressão - se cinge à visão do que percebo como necessário para retirar do artigo o proselitismo em prol da ideia de que esse torneio de 1948 seria o equivalente à uma Libertadores... Quem sabe vc não se preocupa em fazer um outro artigo tentando demonstrar que títulos de série B do Brasileirão têm a mesma força da série A, kk?


RESPOSTA AO IP 177.82.243.44: Sim, você age de má-fé, como comprovado por vários fatos:

1- Sua agressividade desrespeitosa e clubística ao ter suas edições revertidas (http://pt.wikipedia.org/w/index.php?title=Campeonato_Sul-Americano_de_Campe%C3%B5es&diff=38520089&oldid=38518833) , o que é novamente demonstrado aqui pela sua frase "Quem sabe vc não se preocupa em fazer um outro artigo tentando demonstrar que títulos de série B do Brasileirão têm a mesma força da série A, kk?"

2- O artigo não afirma que o torneio equivale a uma Libertadores. O artigo se limita a citar fatos, TODOS DEVIDAMENTE COMPROVADOS com fontes fidegignas: que o Vasco foi tratado pela imprensa da época como campeão sul-americano, e que a partir daí apenas a Libertadores daria aos seus campeões o reconhecimento de campeão sul-americano; que com base no título de 1948 o Vasco jogou uma competição (Supercopa) reservada unicamente aos campeões da Libertadores; que número de países e participantes representados (7), a competição de 1948 tinha em comum com a Libertadores de 1960; que o nome da competição se assemelhava muitíssimo ao nome original da Libertadores; que várias fontes (incluindo FIFA e CONMEBOL) categoricamente afirmam que aquele torneio foi, de fato, a principal antecedente da Libertadores,e foi criado para indicar o campeão sul-americano, enquanto você mentirosamente prefere diminuir isso dizendo que "pode ser considerado um dos embriões da Libertadores"; que várias fontes DEVIDAMENTE ESPECIFICADAS e LINCADAS no verbete (Juca Kfouri, Mauro Beting, Ranking da Placar e da RSSSF) equiparam as duas competições.

Ou seja: fontes oficiais (CONMEBOL; FIFA) afirmam categoricamente que o torneio de 1948 foi a principal antecedente da Libertadores; outras fontes de relevância (Juca Kfouri, Mauro Beting, Raninkg da Placar e da RSSSF)equiparam ambas 100%; outra (ranking IFFHS) atribuiu importância (pontuação) semelhante as duas. Ou seja: com todo este conjunto de fontes devidamente citado no verbete, quem você acha que é para querer "resumir tudo" na base do "malgrado não seja tratado como Libertadores" ou "a torcida do Vasco queria que fosse oficializado como Libertadores mas não foi" ??? Tudo que está no verbete está com as fontes indicadas. Se tem alguém parcial dando opinião pessoal, sem fontes, na base do POV, é você.

Sua má-fé é comprovada pelo fato de que TUDO ISSO QUE CITEI É COMPROVADO pelas fontes apresentadas no verbete, ao passo que , como "contrapeso" a isso, você apresenta uma SUPOSTA opinião de torcedor(!!!!): "torcida do Vasco queria que fosse oficializado como Libertadores, mas não foi"; "malgrado não seja tratado como Libertadores" .

É suposta opinião de torcedores (!!!) o que você coloca no verbete para contestar todas as fontes que corroboram o exposto acima. Sua má-fé está arqui-comprovada.

Entenda uma coisa, IP 177.82.243.44: Wikipedia não é Forum para debates, é Enciclopédia. Isto significa que: não cabe aos usuários (nos caso, nós 2) estabelecer uma questão (no caso seria: "o Sul-Americano de 1948 é uma Libertadores?" ) e debatê-la até uma "conclusão". Cabe apenas apresentar fatos pertinentes ao tema e corroborados por fontes fidedignas e isentas. É fato (comprovado por fontes fidedignas e isentas) tudo isso que citei no parágrafo 2 acima. E mesmo citando tudo isso, o verbete não procura afirmar taxativamente que o torneio é uma Libertadores. Porém, você se dá ao direito de afirmar taxativamente que o torneio "não é tratado como Libertadores". Não é porque? Só porque você não quer? Só porque você "decidiu" que não quer que seja? De cara , o verbete cita 7 fontes relevantes que equiparam o torneio à Libertadores e/ou afirmam que foi a principal antecedente da Libertadores (FIFA, CONMEBOl, RSSSF, IFFHS, Ranking Placar, Juca Kfouri, Mauro Beting) e mais algumas que provam que o Vasco foi tratado como campeão sul-americano em 1948 (Folha de São Paulo, Jornal do Brasil, Jornal Estado de São Paulo), ademais de vários pontos em comum entre a Libertadores de 1960 e o torneio de 1948, ademais da participação do Vasco na Supercopa. Mesmo com todas essas fontes relevantes , ainda assim o verbete não chega a afirmar taxativamente que o torneio é uma Libertadores, porém você (que não apresenta fonte alguma mas que provavelmente deve achar que sua opinião é mais relevante que as opiniões de FIFA, CONMEBOl, RSSSF, IFFHS, Ranking Placar, Juca Kfouri, Mauro Beting,Folha de São Paulo, Jornal do Brasil, Jornal Estado de São Paulo) quer chegar aqui e com base em sua "magnânima opinião" quer "dedidir" o contrário... Até agora, TUDO que você apresentou foi sua opinião. Não apresentou uma fonte isenta, fidedigna e relevante sequer... Se quer dar sua opinião, procure um forum, não a Wikipédia.


RESPOSTA DO IP 177.82.243.44: Desisto de retirar do artigo as afirmações - e fontes escolhidas a dedo - que apenas se destinam a passar a ideia de que esse torneio conferiu um título equiparável à Libertadores ao seu Vasco; caso o artigo fosse, de fato, imparcial, vc teria gasto o enorme tempo que dedica a ele também indicando opiniões em sentido contrário, diminuindo a relevância do certame. Fontes isentas e fidedignas tornam um artigo imparcial? Ora, vc deve saber que seria possível escrever até mesmo um artigo entoando loas a Hitler somente com fontes de destaque; basta selecioná-las para o fim desejado, ainda que não espelhem a 'maioria razoavelmente aceita'. Por que diabos vc expressou o dado "os países que tiveram representantes na competição venceram todas as edições da Copa Libertadores de 1960 até 1978 e 90% das Libertadores disputadas até hoje". Estatística verdadeira, mas inútil e tendenciosa, ora. E o "sem sombra de dúvida, que a idéia do Colo Colo era fazer um torneio que indicasse o campeão sul-americano"? Qual o propósito de lançar "sem sombra de dúvida" na frase senão o de catequizar os leitores para o desejo vascaíno de agregar mais um título sulamericano e combater a visão comum e notória de que foi só um torneio, como centenas que ocorreram até a década de 80 pondo em confronto times de destaque de vários países na Europa e América? Ahn... E a sua maravilhosa 'fonte' para o 'sem sombra de dúvida'? Bom, tenho mais o que fazer, e sequer torço para algum rival seu carioca. Não vou mais mexer na sua relíquia. Fique por aí escrevendo artigos para salvar a honra do seu falido clube antes que ele vire, definitivamente, um Bangu. Mas fica a dica: artigos imparciais devem trazer, na medida do possível, fontes representativas das visões controversas sobre o assunto.



RESPOSTA AO IP 177.82.243.44: Seus argumentos são muito fracos.

Em primeiro lugar, você escreve "fontes escolhidas a dedo"- ou seja , na sua opinião são fontes parciais "escolhidas a dedo" os sites de FIFA (!!!), CONMEBOL (!!!), Instituto Internacional de Estatísticas e História do Futebol - IFFHS (!!!), RSSSF (!!!), e matérias da época (1948) dos principais jornais do Brasil (Globo Sportivo, Jornal do Brasil, Estadão, Folha de São Paulo). Pela argumentação levantada por você quanto à imparcialidade e "fontes escolhidas a dedo", então concluiríamos que FIFA/CONMEBOL e Globo Sportivo/Jornal do Brasil/Estadão/Folha de São Paulo de 1948 são todos instituições irrelevantes e controladas por torcedores do Vasco...

Em segundo lugar, você novamente projeta sua visão como se fosse o retrato de realidade: você escreve que há uma "visão comum e notória de que foi só um torneio, como centenas que ocorreram até a década de 80 pondo em confronto times de destaque de vários países na Europa e América"... Conforme amplamente mostrado nas fontes lincadas, essa sua "visão notória" não é compartilhada pelas duas entidades oficiais mais importantes sobre o futebol sul-americano (FIFA e CONMEBOL), assim como sua "visão notória" não foi compartilhada na época (em 1948) pelos 4 jornais mais importantes de Rio de Janeiro e São Paulo (Globo Sportivo/Jornal do Brasil/Estadão/Folha de São Paulo), pois em 1948 os 4 trataram o Vasco como campeão sul-americano... Sua "visão notória" tampouco é compartilhada pelas 2 instituições independentes de estatística e história do futebol mais consultadas do mundo, IFFHS e RSSSF, nem tampouco é compartilhada por jornalistas esportivos do porte de Mauro Beting, lincado no verbete... Veja que sua "visão notória" não é tão "notória" assim quanto você pensa; só é "notória" mesmo na sua cabeça, pelo visto ...

Em terceiro lugar, você perguntou sobre o "sem sombra de dúvida" colocado ao se afirmar que a competição visava indicar o campeão sul-americano. Resposta: se você duvida que essa era a intenção do Colo Colo, então leia os jornais de época lincados no verbete e os links apresentados para os sites FIFA e CONMEBOL. Eles afirmam categoricamente que essa era a intenção do Colo Colo.

Em quarto lugar, você ressalta a importância de trazer fontes fidedignas e imparciais. Interessante, pois você não apresentou nenhuma fonte, exceto uma alegação a uma suposta opinião de torcedores. Você não apresenta uma fonte sequer além da sua opinião, não tenta (pois sabe que não conseguiria) contestar a seriedade, importância e isenção das fontes apresentadas no verbete, mas quer vir aqui falar em fontes....

Em quinto lugar, você novamente mostrou a que veio: querer diminuir a conquista por uma questão de rivalidade clubística. Basta ler o que você escreveu "Fique por aí escrevendo artigos para salvar a honra do seu falido clube antes que ele vire, definitivamente, um Bangu". Mais uma amostra de agressividade gratuita sua que só vem a confirmar que você não está aqui imparcialmente e bem intencionado.

Em sexto lugar: com todo o devido respeito, você faz muito bem em "cair fora" e não azucrinar mais. Com todo o devido respeito: você está agindo igualzinho aquele bando de anti-corintianos inconformados que antigamente tentavam a todo o custo diminuir o Campeonato Mundial de Clubes da FIFA de 2000 aqui na Wikipedia, chamando-do de Copa Traffic ou Summer Cup ou coisas do tipo. Chega a ser ridículo. Uma vez vi um corintiano dar uma bela resposta a um cara desses: "você pode tentar apagar a Wikipedia, mas não pode tentar apagar o site da FIFA". É a mesma coisa neste caso aqui: você pode encher o saco na Wikipedia, mas não pode encher o saco no site da Conmebol. E qualquer um, de qualquer lugar do mundo, que hoje acesse o site da Conmebol e vá lá ler a parte da história da Libertadores, verá lá em destaque como antecedente da Libertadores o torneio de 1948 que você qualifica de "torneio qualquer" (http://www.conmebol.com/en/content/copa-libertadores). Isso, para não falar do site da FIFA: http://www.fifa.com/world-match-centre/news/newsid/203/002/7/index.html . Porque em vez de encher o saco aqui, você não envia e-mails para FIFA e CONMEBOL mostrando a eles como você é esperto em sua "visão notória e comum" e como eles são burros de terem caído em história de vascaíno??? Com o devido respeito: sua atuação aqui já passou do ridículo.

Em sétimo lugar, você escreveu "caso o artigo fosse, de fato, imparcial, vc teria gasto o enorme tempo que dedica a ele também indicando opiniões em sentido contrário, diminuindo a relevância do certame." Meu caro, o que você não percebe é que sim, isso foi feito: o ranking de clubes da Folha de São Paulo é citado, sendo que este ranking põe o Sul-Americano de 1948 bem abaixo da Libertadores. Mesmo assim, o dito ranking é citado no verbete. E é também citado o contraditório ao mesmo: o dito ranking equipara o Sul-Americano de 1948 a competições como Supercopa/Copa Conmebol/Copa Mercosul, cometições cujos campeões jamais foram tratados como campeões sul-americanos e cujos campeões (caso da Copa Conmebol) jamais tiveram a chance de participar da Supercopa, competição restrita aos campeões da Libertadores. Essa é a única fonte isenta que eu já vi diminuindo a importância do torneio de 1948- de resto, as únicas fontes que eu já diminuindo este torneio foram foruns de torcedores de outros clubes e blogs de opinião, que não são aceitáveis como fonte pelas normas da Wikipedia, exatamente por não respeitarem o princípio da imparcialidade. Vale observar que o dito jornal Folha de São Paulo publicou este ranking recentemente , mas em 1948 a Folha tratou o Vasco como campeão sul-americano (veja matéria da Folha de 1948 de lincada no verbete).

Em oitavo lugar, você tenta se valer do argumentum ad Hitlerum, falácia típica de quem não tem fontes e argumentos.

Em nono lugar, em seu argumentum ad Hitlerum , você escreveu que Ora, vc deve saber que seria possível escrever até mesmo um artigo entoando loas a Hitler somente com fontes de destaque; basta selecioná-las para o fim desejado, ainda que não espelhem a 'maioria razoavelmente aceita'. Neste ponto, volto ao que já expus: com uma pessoa cega por parcialidade, não adiante discutir. Você realmente escreve como se você acreditasse que sua opinião pessoal (sem apresentar nenhuma fonte fidedigna, relevante e isenta que a corrobore) é a "visão da maioria", a "visão notória". Você escreve como se você realmente acreditasse que sua mera opinião pessoal fosse a verdade, e que o pessoal da CONMEBOL, da FIFA, do IFFHS, do RSSSF, o Mauro Beting, os jornalistas do Globo Sportivo/Jornal do Brasil/Estado de São Paulo/Folha de São Paulo de 1948, os então presidentes de Chile e Argentina, fossem todos um bando de burros que caiu em conversa mole de vascaíno sobre um torneiozinho irrelevante qualquer...

Com o devido respeito, por toda a sua agressividade apresentada, seu intuito claro em denegrir o torneio, sua total falta de fontes isentas que embasem suas idéias e sua total incapacidade de refutar as fontes apresentadas, seu comportamento aqui já está bastante qualificável como WP:POV e WP:RECUSA.

Passar bem.


O PROBLEMA NÃO ESTÁ NAS FONTES, MAS COMO VC ARDILOSAMENTE MONTOU O ARTIGO!! e..... COMO ASSIM, EDIÇÃO DE MÁ-FÉ? Vc é inteligente o suficiente para perceber que apenas foram extirpadas as suas forçações de barra??????? Será que ninguém percebe que o artigo não é nada parcial, se esforçando pra afirmar que essa copinha que aconteceu em 48 seria uma espécie de Libertadores do Vasco? É só olhar como a argumentação é montada! O artigo está mais preocupado com isso do que informar como foi o torneio... ABSURDO... E olha como o protetor do artigo perde tempo defendendo sua tese e distorcendo o que expus - um desespero recheado de falácias, calcado no medo de que alguém dê uma limpada nas partes tendenciosas.. Vai lá, mantenha a obra da sua vida intacta! (vida que deve estar bem emocionante, pelas horas aqui dedicadas)... arriba, Vasco, vamos subir e cair de novo em 2017!... o Vasco vai virar o outro Botafogo do RJ? será, será? o Brasil só tem 10 "grandes" atualmente! kkkkk... (pronto, agora vc pode dedicar 3 horas para construir um texto de resposta hipócrita) boooo... série B, again, again, again... Vasco timinho... boooo

Prezado otário desocupado, 1 - O conteúdo do verbete está todo referenciado nas fontes, cuja verificabilidade e relevância você não conseguiu contestar - de nenhuma. 2- Sim, eu gastei uma boa dose de tempo contribuindo de forma abnegada neste e muitos outros verbetes. O verbete em apreço inclui todas as minhas contribuições; 3-Sim, você gastou uma boa dose de tempo "contribuindo" neste e provavelmente noutros verbetes. Todas suas edições foram revertidas como vandalismo. Passar bem. El cazador (discussão) 00h45min de 14 de outubro de 2016 (UTC)

Mais uma fonte[editar código-fonte]

Mais uma fonte , para o esclarecimento ao operador IP 177.82.243.44, aquele que veio querer diminuir a conquista dizendo que ela "estaria para a Libertadores como a Série B está para a Série A":

O Jornal O Globo Sportivo de 26 de março de 1948 (edição 496) traz em sua página 7 um resumo do torneio, e em sua página 8 traz matéria de seu correspondente, dando conta que, além do Brasil e do Chile, o Vasco foi na época reconhecido como campeão sul-americano também na Argentina e no Uruguai, afirmando que o Palmeiras tinha certa reputação no Uruguai, porém muito abaixo da reputação que o Vasco desfrutava no Uruguai e na Argentina em função de seu título sul-americano.[1]


Enfim, com essa, além do próprio Vasco e sites vascaínos, há 11 fontes relevantes, isentas e fidedignas que equiparam o Sul-Americano de 1948 à Libertadores e/ou o tratam como a principal antecedente da Libertadores e/ou provam que o Vasco foi tratado em 1948 como campeão sul-americano (Conmebol, FIFA, RSSSF, IFFHS, Mauro Beting, Juca Kfouri, Ranking Placar, Jornal do Brasil, Jornal Folha de São Paulo, Jornal O Estado de São Paulo, O Globo Sportivo). E há zero fontes apresentados pelo IP 177.82.243.44 (exceto a opinião dele, que talvez ele ache o máximo) para diminuir o torneio de 1948 em relação à Libertadores...

Referências

Esclarecimento[editar código-fonte]

Ao usuário LEremita. Vou escrever em inglês e português porque o dito usuário se diz italiano.

1- instituições como UEFA, CONMEBOL e FIFA não "oficializam" competições. Uma instituição dessas não pode dizer que organizou um torneio X se este torneio não foi organizado pela mesma - isto seria mentir sobre a história, mentir sobre os fatos. Portanto, estas instituições JAMAIS OFICIALIZAM títulos, ela apenas RECONHECEM títulos. Por isso também que a FIFA vai reconhecer a Copa Rio mas sem oficializá-la como uma competição FIFA. Portanto, RECONHECER competições é o MÁXIMO que instituições como UEFA e CONMEBOL fazem.

Institutions such as UEFA, CONMEBOL e FIFA do not "officialise" competitions. Such institutions cannot say they organized a certain competition they did not organize - that would mean lying about history. Thus, such institutions NEVER OFFICIALIZE past football trophies; they ONLY and AT THE MOST RECOGNISE titles, but never officialise them. That's why FIFA is recognising Copa Rio without officialising it as a FIFA competition.

2- Tudo isso é muito claro. Porém, o usuário LEremita nos últimos dias está insistindo em vária páginas da Wikipedia de que o "torneio de 1948 foi só reconhecido mas não oficialisado". Fica evidente a tentativa velada dele de passar a seguinte idéia (WP:POV): "a Conmebol só reconheceu o torneio de 1948, mas para valer mesmo teria que oficializar". O objetivo dele é claro em reduzir a importância do reconhecimeto que a Conmebol deu ao título de 1948 do Vasco. Fico me perguntando porque um "italiano" está insitindo tanto nesse assunto na Wikipedia, e creio que é o mesmo torcedor que através de IPs veio fazer o mesmo WP:POV velados tempos atrás.

All that is very clear. However, the user LEremita, in the last days, has been insisting all over wikipedia that the 1848 Vasco title "was only recognised by not officialised". . It is clear that LEremita is trying a veiled attempt to force the following idea (WP:POV): "Conmebol only recognised the title but to be really worthy it needed that Conmebol officialised it". He is veiledly attempting to reduce the imporitance of the recognition that Conmebol gave to the 1948 title. I ask myself why an "Italian" is insisting so much on that. I believe it is a "fake" Italian; perhaps he is teh same user who time ago tried the same veiled WP:POV through IPS.

1) Who did you give the permission to make accusations against me? You don't know nothing about me and my edits in Italian Wikipedia. Your attitude is very unfair and disrespectful.
2) Analysis of your speech: "Institutions such as UEFA, CONMEBOL e FIFA do not "officialise" competitions." What? What do you mean? It's clear you have never read the FIFA statute. There's many interesting words about the concept of officialization in that document. "Such institutions cannot say they organized a certain competition they did not organize - that would mean lying about history." So what? I didn't say that thing. "Thus, such institutions NEVER OFFICIALIZE past football trophies; they ONLY and AT THE MOST RECOGNISE titles, but never officialise them." OK, now I understand your nonsensical reasoning. You mean: a Confederation cannot officialize an unorganized competition. Well, this is false. Supercopa de campeões intercontinentais was endorsed by CONMEBOL, not organized; nevertheless it's official. The Confederations can also officialize unorganized cups (see UEFA CWC and FIFA CC's earliest editions). --L'Eremita (discussão) 12h07min de 16 de setembro de 2014 (UTC)

Mais recente!! Não oficial[editar código-fonte]

Conmebol em uma data de publicação em seu site 18_08_2015 não considerou sudameriano título oficial 1948.

http://conmebol.com/es/19082015-1742/las-competiciones-oficiales-de-la-conmebol

See? I was right. El cazador is simply ignorant about this matter. --L'Eremita (discussão) 18h05min de 25 de agosto de 2015 (UTC)
O verbete nao afirma que foi oficializado, mas sim que foi reconhecido, tendo havido uma decisao do Comite Executivo da Conmebol neste sentido.
O fato de ter sido reconhecido justifica a inclusao nas listas de titulos principais do clube (o caso 'e o mesmissimo da Copa Rio de 1951). Ver https://pt.wikipedia.org/wiki/Lista_de_t%C3%ADtulos_internacionais_de_clubes_brasileiros_de_futebol
O verbete deixa claro que o campeonato nao foi organizado pela Conmebol e que esta nao o lista entre suas competicoes oficiais: "O torneio não foi organizado diretamente pela Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol), que à época não organizava competições de clubes (a primeira tendo sido a Copa Libertadores, iniciada em 1960), portanto a competição de 1948 não consta da lista de competições oficiais da Conmebol, que inclui apenas as competições organizadas diretamente pela mesma." El cazador (discussão) 11h36min de 2 de outubro de 2015 (UTC)
PS: para evitar dúvidas, pus no verbete a ligação com o verbete Lista de títulos internacionais de clubes brasileiros de futebol, em cuja PD houve longa discussão, e a comunidade (não só eu) decidiu que o Campeonato Sul-Americano de Campeões e a Copa Rio de 1951 devem constar da lista de títulos internacionais principais. Conforme consta deste verbete:
Para evitar polêmicas referentes a competições internacionais de clubes criadas anteriormente a 1955, este verbete contabiliza, entre estas, apenas as que foram posteriormente reconhecidas por FIFA ou CONMEBOL: o Campeonato Sul-Americano de Campeões de 1948, organizado com apoio do então presidente da Conmebol Luiz Valenzuela[1][2][3] e reconhecido pela mesma como a competição que originou a Copa Libertadores,[4] através de decisão de seu Comitê Executivo,[5][6][7] e a Copa Rio de 1951, organizada com apoio do dirigente da FIFA Ottorino Barassi e posteriormente reconhecida pela FIFA como a primeira competição entre clubes de Europa e América do Sul em nível mundial, reconhecimento igualmente através de decisão do Comitê Executivo.[8][9] A Conmebol não passou a contabilizar o Campeonato Sul-Americano de Campeões na sua lista de competições oficiais,[10] assim como a FIFA não passou a contabilizar a Copa Rio de 1951 na sua lista de competições oficiais.[11] Contudo, a despeito de não ter havido tais oficializações,  as citadas instituições reconheceram as respectivas competições, conforme comprovado pelo fato de terem sido decisões dos seus respectivos Comitês Executivos. Tanto no caso da FIFA quanto de Conmebol e UEFA, o Comitê Executivo é o órgão destas instituições com legitimidade para o reconhecimento de competições.[12][13][14] Ou seja, citações em matérias jornalísticas nos sites de FIFA, CONMEBOL ou UEFA, citações em livros e revistas destas entidades, entrevistas de dirigentes das mesmas, etc., não possuem o condão de conferir reconhecimento oficial a competições, pois este reconhecimento não prescinde de aprovação do Comitê Executivo destas entidades.[13][15]
A Copa Rio de 1952 (segunda edição da competição) e o Torneio Octogonal Rivadavia Corrêa Meyer (torneio sucessor da Copa Rio[16] tratado na Europa como uma edição da mesma[17]) têm, em comum com a Copa Rio 1951, a mesma entidade organizadora (CBD) e a participação de Ottorino Barassi na sua organização.[18][19][20] Porém, os torneios de 1952 e 1953 não são citados nestas declarações da FIFA sobre o torneio de 1951, portanto não são computados na lista abaixo.[n.b. 1]
Ou seja, o critério adotado no caso do Sul-Americano de 1948 é o mesmo da Copa Rio de 1951, sem nenhuma distorção em favor de clube A ou B.El cazador (discussão) 11h59min de 10 de novembro de 2015 (UTC)
  1. Jornal dos Sports. Edição 5675, de 22/02/1948, páginas 1 e 6, confirmando que o então presidente da Conmebol. Luiz Valenzuela, participou da organização do certame junto ao  Colo Colo. Acervo on-line. Memória Bn. Biblioteca Nacional.
  2. Livro "O Brasil na Taça Libertadores e no Mundial Interclubes", de Antônio Carlos Napoleão. Rio de Janeiro: Editora Mauad, 1999. ISBN 85-7478-001-4. Página 9.
  3. História da Copa Libertadores, no site da Conmebol, sobre o torneio de 1948: "El chileno Luis Valenzuela, presidente de la Federación de Chile desde 1937 y de CSF desde el 15 de enero de 1939, fue quien hizo realidad esos anhelos". Tradução dada na versão em português do site: "O chileno Luis Valenzuela, presidente da Federação do Chile desde 1937 e da CSF desde 15 de janeiro de 1939, foi quem tornou esses sonhos em realidade". Acesso em 24/04/2013.
  4. Antigo Site da Conmebol (arquivo recuperado pelo Web archive), 08 de março de 2009.
  5. Nota, no antigo site da Conmebol, sobre a participação do Vasco da Gama na Supercopa de 1997.
  6. Cópia do Informe à Imprensa da Conmebol de 29 de abril de 1996, no site Casaca!
  7. Cópia do Informe à Imprensa da Conmebol de 29/04/1996, autorizando a participação do Vasco da Gama na Supercopa de 1997.
  8. http://espn.uol.com.br/noticia/431977_fifa-divulga-comunicado-e-reconhece-titulo-mundial-do-palmeiras-mas-erra-nome-do-time
  9. http://globoesporte.globo.com/futebol/times/palmeiras/noticia/2014/08/fifa-ve-titulo-de-51-do-verdao-como-de-nivel-mundial-mas-separa-campeoes.html
  10. Lista de competições oficiais da Conmebol. Site da Conmebol. Acesso em 05/11/2015
  11. Lista de competições oficiais da FIFA. Site da FIFA. Acesso em 05/11/2015
  12. Estatuto da Conmebol. Artigo 60: 1. La CONMEBOL, a través de su Comité Ejecutivo, tiene la facultad exclusiva para crear, aprobar, reconocer, modificar, eliminar, organizar y dirigir partidos, competiciones y torneos internacionales en Sudamérica en los que participen las selecciones nacionales de las asociaciones miembro o los clubes afiliados a éstas.
  13. a b Matéria "Fifa: Verdão ainda não é campeão mundial" do GloboEsporte.com, de 26/04/2007. Acessada em 05/02/2013
  14. Estatutos da UEFA. Artigo 49: UEFA shall have the sole jurisdiction to organise or abolish international competitions in Europe in which Member Associations and/or their clubs participate. FIFA competitions shall not be affected by this provision... The Executive Committee shall decide whether to create or take over other competitions, as well as whether to abolish current competitions.
  15. Por exemplo, no início dos anos 1990, a Conmebol lançou um livro sobre os 30 anos da Copa Libertadores, e neste livro tratou o Campeonato Sul-Americano de Campeões de 1948 como antecedente da Copa Libertadores. Porém, o título só foi reconhecido pela CONMEBOL em caráter oficial quando, em 29 de abril de 1996, o Comitê Executivo da entidade aprovou o reconhecimento e consequente participação do Vasco na Supercopa Sul-Americana.
  16. Jornal do Brasil, 08/06/1953, página 10.
  17. Jornal Última Hora, edição 614, de 15 de junho de 1953.
  18. Jornal do Brasil, 31/05/1952.
  19. Jornal Diário da Noite, edições: 5447, de 10 de abril de 1953 (página 18), e 5446, de 09 de abril de 1953 (página 18).
  20. Jornal O Estado de S. Paulo, 15/02/1953, pág.15


Erro de citação: Existem elementos <ref> para um grupo chamado "n.b.", mas não foi encontrado nenhum <references group="n.b."/> correspondente (ou falta um elemento de fecho </ref>)