Discussão:Dia Internacional das Mulheres

    Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

    Looking for help[editar código-fonte]

    Hi,

    I was looking for some small help.Recently I created a new article en:Kithaab i.e. es:Kithaab-a play about women rights issues- which has been copy edited and is ready for translation in various languages. Looking for your possible help in translating the article en:Kithaab es:Kithaab to your language wikipedia. If you are unable to spare time yourself then may be you like to refer the same to some other translator to get it translated in their own respective languages.


    Thanking you , with warm regards

    Bookku (discussão) 15h43min de 26 de fevereiro de 2019 (UTC)[responder]

    Acréscimos de IP[editar código-fonte]

    Salve, vigilantes. Em dezembro de 2018, esta edição de IP 53898120] fez diversas mudanças no verbete. Destaco os trechos com acréscimos de informações:

    • Mas, como explica a historiadora espanhola Ana Isabel Álvarez González no livro As origens e a comemoração do Dia Internacional das Mulheres, publicado em 2010 no Brasil pela editora Expressão Popular, a origem da data passa ao mesmo tempo pelos Estados Unidos, mas também pela Rússia soviética. Segundo a autora, que buscou fontes primárias tanto na historiografia americana quanto na espanhola, o incêndio realmente ocorreu e matou 146 mulheres trabalhadoras, mas em 25 de março 1911 e não dois anos antes, menos ainda no dia 8. E mesmo que o ano, 1908, estivesse errado, 8 de março de 1911 foi um domingo, data improvável para a deflagração de uma greve, uma vez que não causaria grandes prejuízos aos donos da fábrica. Além disso, incêndios desse tipo não eram incomuns à época.[1]
    • Porém, González defende que o incêndio foi muito significativo para o movimento operário norte-americano e para o feminista, sendo uma das consequências da tragédia o fortalecimento do Sindicato Internacional de Trabalhadores na Confecção de Roupas de Senhoras, International Ladies' Garment Workers' Union (ILGWU) Mas, sozinho, ele não explica a determinação de uma data para o Dia Internacional da Mulher.[2]
    • Em 26 de agosto de 1910, durante a Segunda Conferência Internacional das Mulheres Socialistas, realizada na Casa do Povo (Folket Hus), em Copenhagen, Dinamarca, Clara Zetkin propôs a criação de uma jornada anual de protestos em prol dos direitos das mulheres, mas sem fixar uma data específica. A primeira comemoração oficial deu-se em 19 de março de 1911

    Mantive ] os dois primeiros trechos, incluindo a predef. {{Sfn}} na referência de Angela Davis, transferindo as informações para a seção 'Bibliografia'. O terceiro reverti, porque as informações não estão presentes na fonte da Eva Blay. Talvez haja fontes, mas por ora, não há. Falta ainda especficar se "OLIVEIRA, Tory. «As histórias (e os mitos) sobre o Dia Internacional da Mulher»" é um livro, site, artigo, enfim, algo que seja fiável.

    Abraço. Caio! (discussão) 15h52min de 8 de março de 2019 (UTC)[responder]

    Referências

    1. OLIVEIRA, Tory. «As histórias (e os mitos) sobre o Dia Internacional da Mulher». Consultado em 25 de dezembro de 2018. Publicado em 8 de Março de 2018.
    2. OLIVEIRA, 2018.

    Mulheres no plural[editar código-fonte]

    Wikimulheres 01.svg
    We Can Edit-es-1.png

    Olá a todas,

    Como proposto no Wikiprojeto Mulheres, vide #A diversidade das experiências femininas no mundo, o verbete "Dia Internacional da Mulher" foi movido para "Dia Internacional das Mulheres" e foram alterados os termos do singular "mulher" para o plural "mulheres" no corpo do texto de acordo com as justificativas lá colocadas.
    Para se somar aos debates e combater o viés de gênero na Wikipédia, junte-se ao Wikiprojeto Mulheres e/ou Women in Red.
    Há-braços,
    CalliandraDysantha (discussão) 19h43min de 14 de maio de 2021 (UTC)[responder]