Discussão:Ecstasy

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Texto movido do artigo[editar código-fonte]

A forma que foi escrita esta ultima parte do referido artigo, propicia os leitores o uso da droga, erroneamente enfatiza os seus nomes, as mistura “devidas” e a forma de usá-la. Por conta de ser uma enciclopédia on-line com um determinado respaldo, a mesma deveria ter uma linha de não apologia a droga e enfatizar os males que a mesma pode causar.´o comentário precedente não foi assinado por 200.247.145.9 (discussão • contrib.)

O texto anterior foi movido para este local por se tratar de um comentário ao artigo. Mosca 00:58, 9 Janeiro 2007 (UTC)


Ola!

Ha muito tempo utilizo a Wikipedia como ferramente inconstestavel de busca por conteudos, e acho esta bastante eficiente enquanto enciclopedia.

Apenas concordando com o nosso amigo acima (Mosca), hoje me deparei com este artigo que me gerou grande espanto, diante do conteudo que, na minha opiniao, eh bastante improprio e um tanto quanto tendencioso. Trata-se do artigo denominado ECSTASY! Considerando que sou leigo em materia de criaçao e ediçao de conteudo neste site, estou enviando tambem o atalho para acesso do mesmo, caso ajude na sua pronta identificaçao: http://pt.wikipedia.org/wiki/Ecstasy . O criador deste se utiliza de diversas expressoes e normas tipograficas nao aceitas no contexto deste site, que prima pela imparcialidade dos fatos. Sendo assim, destaco diversas passagens abaixo para exemplificar meu ponto de vista:

"É vendido sob a forma de comprimidos e ocasionalmente em cápsulas. Embora estudos mostrem que a neurotoxicidade do ecstasy não cause danos permanentes em doses recreativas, ainda SUSPEITA-SE que o consumo de ecstasy cause tais danos a cada dose, e perigo de desenvolvimento de doenças psicóticas (e.g. esquizofrenia). Os estudos a respeito do ecstasy em humanos são pouco difundidos por questões legais que proibem ministrar doses de MDMA para humanos.

comentarios: Quais estudos mostram que nao causa danos? Aonde foram realizados? O que o criador entende por doses recreativas? Nao parece contraditorio no primeiro momento comentar que estudos mostram, etc e no final dizer que estes sao pouco difundidos? Creio que tais comentarios deveriam estar calcados em dados mais solidos e/ou fontes mais fidedignas de informaçao. Ademais, a palavra suspeita-se (em letras maiusculas) nos remete a um comentario de apologia a droga, uma vez que enfatiza que esta, teoricamente, nao prejudica a saude.


"Durante o período de intensidade do ecstasy podem surgir circunstâncias perigosas: náuseas, desidratação, hipertermia, hiponatrémia. Estes sintomas são frequentemente ignorados pelo consumidor devido ao estado de despreocupação e bem-estar provocados pela droga, o que pode ocasionar exaustão, convulsões e mesmo a morte. Assim, tornou-se frequente ver os consumidores em raves e clubes de dança dotados de garrafas de água ou bebidas energéticas. Quando ingerido com bebidas alcoolicas pode ocasionar num choque cardiorrespiratório levando ao óbito."

comentarios: Ainda que neste paragrafo mencione os riscos letais em relaçao ao seu uso o comentario estado de despreocupaçao e bem-estar, na minha opiniao, podem influenciar pessoas a busca pela droga, uma vez que estes efeitos fazem alusao a uma relativa fuga da realidade, sensaçao esta inumeros usuarios de drogas buscam nas mesmas.


"Em termos de efeitos secundários, o MDMA provoca frequentemente variações de humor nos dias seguintes; alguns indivíduos registram períodos depressivos enquanto outros registram aumento de auto-estima. Também pode acarretar perda de memória parcial para usuários muito frequentes; essa perda de memória é reversível, caso a pessoa pare de consumir a substância por alguns meses. Imediatamente à cessação dos efeitos primários, prevalece também a falta de apetite o que deve ser activamente combatido para repor a energia gasta durante as baladas."

comentarios: Se analisarmos friamente o paragrafo anterior em conexao a este, novamente teremos uma referencia a apologia ao uso desta droga, uma vez que o evento "durante" eh de despreocupaçao e bem-estar e o "pos", em algumas pessoas, eh de "aumento da auto-estima". Alem da mençao bastante incitadora (sobre a perda de memoria ser reversivel) e vaga (depois de "alguns" meses) que o criador faz no paragrafo.

comentarios: Concordo contigo que este artigo precisaria ser rescrito reeditando algumas partes que podem fazer apologia ao uso. Como exemplo crasso disso eh a lista de "balas" e seus efeitos, que já foi corretamente retirado do ar, entretanto, nao temos o direito de censurar o que é verdade e fato, pelo simples motivo de nao ser "politicamente correto"; afinal, o fato de a droga provavelmente proporcionar efeitos colaterais ruins, isso não altera o fato de que durante seu efeito as pessoas se sintam melhor, ou pelo menos, num estado "diferente" do qual estão habituados. (ass. V)


"O relato de um usuário acerca dos efeitos da droga descreve inicialmente uma sensação de tontura semelhante a de embriaguez. Essa sensação é a primeira manifestação da droga. Em seguida perde-se a sensação de peso do corpo, e sente-se como se estivesse flutuando. A partir daí todos ao seu redor parecem amigos, e sente-se uma forte atração física por todos. Cerca de 20 minutos após a manifestação inicial, começam formigamentos que, segundo relatos, se assemelham a repetitivos orgasmos por todo o corpo. Os efeitos da droga ficam oscilando entre momentos com fortes efeitos, e momentos em que os efeitos passam. Dependendo da quantidade que foi ingerida, quando os efeitos passarem o indivíduo vai se sentir desanimado, querendo "voltar pra casa". Ao deitar, os sintomas causados pela febre alta vão dificultar o adormecimento, e serão horas de tremores, suor frio intenso e náuseas, acompanhados de pensamentos frenéticos e irritação causada pela alta sensibilidade dos sentidos."

comentarios: Os techo epigrafados contradizem o primeiro paragrafo do artigo original que menciona que embora não tenha propriedades afrodisíacas, como se pensa, uma vez que "todos ao seu redor parecem amigos" da uma impressao de acesso facilitado as pessoas, e "orgasmos por todo o corpo", ajuda a reforçar esta ideia.


"Não é aconselhável a mistura do Ecstasy com outras substâncias. Para minimizar possíveis efeitos colaterais do Ecstasy aconselha-se o consumo de anti-oxidantes (vitaminas B2, B6, B12, C,etc...) alguns dias antes do consumo da substância. Devido à alta neurotoxicidade também é importante dar um intervalo entre um consumo e outro (o ideal seriam cerca de 3 meses, mas um mês já é bom) e evitar consumir grandes quantidades (no máximo um a dois comprimidos por evento).

Por agir no Sistema Nervoso Central, mais especificamente no Sistema Serotonérgico o humor pode tornar-se instável após o consumo da substância. Portanto recomenda-se nos dias após a experiência o consumo de alimentos que induzem a liberação de serotonina (como o chocolate e o abacaxi) e também alimentos ricos em triptofano (precursor da serotonina). Algumas fontes dizem que é possível ter experiências mais intensas consumindo triptofano ou 5-HTP, inibidores de recaptação de serotonina, entre outros, embora não haja evidências científicas relevantes."

comentarios: Comentarios de como minimizar ou tornar mais intensos os efeitos sao completamente apologicos ao uso, alem do fato de que o criador do artigo, ainda, da dicas de qual seria o intervalo ideal ou bom. Particularmente, acho-os completamente desnecessarios em relaçao ao contexto do assunto, uma vez que estes podem influenciar pessoas a experimentar, tambem, estas "dicas".


"É importante saber da procedência da "bala", pois elas possuem diversas substâncias, MDMA, MDA (possui mais efeitos negativos que o MDMA), anfetaminas, Ketamina entre outras coisas que podem prejudicar muita a saúde do usuário. O MDMA é o responável principal por "Derreter" (grande sensação de bem estar, onde o seu corpo fica muito sensível a qualquer estimulo externo) e as anfetaminas por "Fritar" (você fica muito enérgico, com muita disposição para dançar e não consegue ficar parado).

Segue a baixo uma lista de comprimidos de Ecstasy consumidos no Brasil com a descrição de seus efeitos, as preferidas pelas usuários são, Don´t Stop, Cupido Azul, Cheque Mate, Charada Verde e Orbital Roxa:

Cupido Azul - Bala forte que faz derreter com longa duração, onde o efeito vai e volta.

Batman Cinza Clara - Bala muito forte, faz fritar e provoca alucinações.

Don´t Stop Marrom - Bala que faz fritar, com efeito prologando e provoca algumas alucinações.

Don´t Stop Amarela -Bala que faz fritar (algumas pessoas derretem), deixa a pessoa enérgica por muito tempo.

Cherry Vermelha - Bala forte que faz fritar por um longo tempo.

Orbital Roxa - Bala forte que faz derreter.

Naja Azul - Bala fraca que faz derreter.

Thundercat - Bala não muito forte que faz derreter.

Cheque Mate Marron - Bala muito forte que faz fritar.

Charada Verde - Bala muito forte, faz fritar e provoca alucinações.

Caveira Verde - Bala forte que faz fritar.

Alien Verde - Bala muito forte, faz fritar e provoca alucinações.

Heart Vermelha - bala média, com duração prolongada, com idas e vindas duradouras.'"

comentarios: Os termos ora aplicados ("derreter" e "fritar") sao, indiscutivelmente, exemplos do proprio vocabulario utilizado pelos usuarios, uma vez que etmologicamente, tem outras conotaçoes linguisticas. Ademais, novamente (notem que foram varias neste artigo!), para finalizar o artigo, o autor encerra com uma lista de nomes e reaçoes, individualmente, como se fosse uma especie de "guia pratico ao usuario". Lembrando que no começo deste artigo o mesmo disse que nao "Os estudos a respeito do ecstasy em humanos são pouco difundidos por questões legais que proibem ministrar doses de MDMA para humanos"; sendo assim, como se explica a diversidade da explanaçao do autor sobre o assunto?


Obs.: os grifos acima relacionados foram incluidos por mim, com vistas a melhor identificaçao de meus comentarios.


Gostaria apenas de salientar que meus comentarios nao sao "replicas" ou "discussao de conteudo" com o autor do artigo, mas apenas a indignaçao da forma com que esta colocada neste enciclopedia, uma vez que nao abrange toda a verdadeira realidade envolvida por detras da nocividade que esta droga representa ao ser humano, e a sociedade, consequentemente. Como ja relatei acima, nao tenho qualquer experiencia em criar e/ou editar artigos, apesar de ser um visitante assiduo a este web site, portanto, sugiro a remoçao deste conteudo em virtude das grandes distorçoes apresentadas e, desde ja me proponho a incluir algum texto em substituiçao a este.

Apenas para que saibam, meus comentarios de um ex-usuario (graças a Deus recuperado!) que ja veio a vivenciar a morte de pessoas extremamente especiais em decorrencia do uso desta droga (vi com os proprios olhos 2 pessoas virem ao obito em plena rave, imagens estas que, infelizmente, jamais se apagarao de minha memoria!).

Peço desculpas desde ja pela ausencia de acentuaçao (coisa esta que posso pedir a colaboraçao de alguem no Brasil caso voces concordem com a substituiçao do conteudo!), uma vez que atualmente moro na Europa (acredito que pelo numero do meu IP seja possivel ratificar esta informaçao!).

Peço, tambem, que POR FAVOR me deem algum retorno em relaçao a esta minha manifestaçao, bem como quais sao os procedimentos a serem adotados para tal.

Muito obrigado a todos!

Atenciosamente,



Olá. Seja bem-vindo à Wikipédia. Realmente o artigo contém trechos duvidosos e até de opinião pessoal, coisa que não é aceitável na Wikipédia segundo a política do princípio da imparcialidade. Por isso mesmo é indicado nele que precisa de uma reciclagem, mas pelos vistos seria melhor um aviso de "parcial" ou "não cita as fontes" (que já incluí). Note que o comentário inicial nesta página de discussão do artigo ecstasy não é meu, mas da pessoa que utilizou o IP 200.247.145.9 e que colocou aquele comentário no próprio artigo. O qual movi para esta página de discussão, por ser o local apropriado para os comentários sobre o artigo. No entanto não deixo de concordar com a opinião desse IP e os seus comentários que descreveu detalhadamente.

Você mesmo pode editar o artigo. Note no entanto que:

  1. A Wikipédia não aceita conteúdo protegido por direitos de autor, caso contrário isso poderá prejudicar este projecto e a própria pessoa que infringiu os direitos de autor.
  2. A informação que seja susceptível de ser contestada por alguém, deve citar fontes fidedignas. (ver Wikipedia:Fontes fiáveis) Em factos óbvios não é necessário. Por exemplo, "...o ecstasy é considerado uma droga..." não precisa de citar a fonte.
  3. A Wikipédia não aceita pesquisas inéditas/originais. (ver Wikipedia:Verificabilidade)
  4. Em temas controversos, os artigos devem apresentar os "prós" e "contras" de forma a aproximarem-se de um "ponto de vista neutro". (ver Wikipedia:Princípio da imparcialidade)
  5. A Wikipédia é, aquilo que costumo chamar, um "trabalho em progresso". Por mais que um artigo esteja bem feito, completo, fidedigno e siga as directrizes da Wikipédia, há sempre algo a melhorar, a acrescentar ou corrigir (este artigo está longe disso).

Se encontrar informação errada e infundada, você mesmo pode retirar essa informação. Caso a informação seja susceptível de ser verdadeira, em vez de apagar, pode colocar no fim desse texto uma marcação especial chamada {{Carece de fontes}}. Exemplo:

Ao editar o artigo, se acrescentar {{carece de fontes|data=Dezembro de 2008}} Ao gravar/salvar a edição fica assim:
Embora estudos mostrem que a neurotoxicidade do ecstasy não cause danos permanentes em doses recreativas,{{carece de fontes|data=Dezembro de 2008}} ainda suspeita-se que o consumo de ecstasy cause tais danos a cada dose, e perigo de desenvolvimento de doenças psicóticas (e.g. esquizofrenia). Os estudos a respeito do ecstasy em humanos são pouco difundidos por questões legais que proibem ministrar doses de MDMA para humanos.{{carece de fontes|data=Dezembro de 2008}} Embora estudos mostrem que a neurotoxicidade do ecstasy não cause danos permanentes em doses recreativas,[carece de fontes?] ainda suspeita-se que o consumo de ecstasy cause tais danos a cada dose, e perigo de desenvolvimento de doenças psicóticas (e.g. esquizofrenia). Os estudos a respeito do ecstasy em humanos são pouco difundidos por questões legais que proibem ministrar doses de MDMA para humanos.[carece de fontes?]

Se você mesmo colocar informação, da qual não conhece fontes, pode também incluir esse aviso. Desta forma, os leitores e editores ficam informados, e fica a indicação, para alguém que entenda sobre o assunto, arranjar fontes fidedignas que dêem suporte às afirmações.

Quanto à acentuação, ou formatação do conteúdo, não se preocupe, alguém corrigirá posteriormente (eu próprio o posso fazer). No entanto, quanto à formatação, recomendo-lhe a leitura de Wikipedia:Livro de estilo. Para editar a Wikipédia não é obrigatória a leitura da documentação (que não é pouca), mas isso ajuda bastante todos os envolvidos (leitores e editores).

Para citar uma fonte: (a informação do quadro que se segue é apenas uma demonstração)

Ao editar o artigo, se escrever: Ao gravar/salvar a edição fica assim:
Embora estudos mostrem que a neurotoxicidade do ecstasy não cause danos permanentes em doses recreativas,<ref>Freudenmann, R.W. ''et al.'' (2006). The origin of MDMA (ecstasy) revisited: the true story reconstructed from the original documents. Addiction 101, 1241-1245. PMID 16911722 [http://www.mdma.net/merck/ecstasy-mdma.pdf PDF] (em inglês)</ref> ainda suspeita-se que o consumo de ecstasy cause tais danos a cada dose, e perigo de desenvolvimento de doenças psicóticas (e.g. esquizofrenia). Os estudos a respeito do ecstasy em humanos são pouco difundidos por questões legais que proibem ministrar doses de MDMA para humanos.{{carece de fontes|data=Dezembro de 2008}}

==Referências==
<references />

Embora estudos mostrem que a neurotoxicidade do ecstasy não cause danos permanentes em doses recreativas,[1] ainda suspeita-se que o consumo de ecstasy cause tais danos a cada dose, e perigo de desenvolvimento de doenças psicóticas (e.g. esquizofrenia). Os estudos a respeito do ecstasy em humanos são pouco difundidos por questões legais que proibem ministrar doses de MDMA para humanos.[carece de fontes?]

Referências[editar código-fonte]

  1. Freudenmann, R.W. et al. (2006). The origin of MDMA (ecstasy) revisited: the true story reconstructed from the original documents. Addiction 101, 1241-1245. PMID 16911722 PDF (em inglês)

Fiz isso na secção "história" do artigo, traduzido do artigo da Wikipédia anglófona, para poder ver como funciona. (ver a edição aqui). Espero tê-lo esclarecido. Se tiver alguma dúvida é só escrever uma mensagem na minha página de discussão, nesta página de discusão do artigo ecstasy, ou ainda no Wikipedia:Café dos novatos (um local para tirar dúvidas com outros wikipedistas). Mosca 09:05, 23 Janeiro 2007 (UTC)

Discussão sobre as drogas ;D[editar código-fonte]

As nunca fazem mal, apenas ingeridas em grande doses. As drogas é apenas um modo diferente da pessoa se divertir sem ter consciência pesada! Eu sou dessa opnião, e não mudo ;D

Concordo com o amigo acima (Mosca) ²Concordo com o amigo acima (Mosca) 2

Obrigado a todos pelas visitas!


Pode causar óbito e loioli. Que diabo é loioli?

MODO DE APRESENTAÇÃO DO MDMA![editar código-fonte]

Apresenta-se em cristal, cápsulas ou pastilhas (comprimidos coloridos com diferentes logotipos). A apresentação (cor e logo) das pastilhas não é garantia de qualidade. É normalmente tomado por via oral. Também pode ser snifada, fumada ou injectada.

Não induzir em erro afirmando que "Os comprimidos geralmente rosas e batizados mediante o desenho impresso, geralmente contendo o nome seguido da cor: "SuperMan Azul", "Infinity Roxa", "Espadilha Rosa", "Twister azul" (Twister azul é uma pilula em forma de "flor" composta em mais da metade por cocaína, é muito forte e por conter cocaína e ser prejudicial a saúde é mais barata do que as outras."

É preciso saber do que se está falar quando se fala de drogas!!!Não querendo ser antipatico mas as pessoas que rpocuram informação antes de consumir correm riscos se a informação estiver errada!

Para mais info sobre o MDMA sugiro este site: https://sites.google.com/site/checkinfreemind/home/mdma

MDMA em Portugal: 1. O que é?

A MDMA (3,4 – metilenodioxido-metanfetamina) é uma substância sintética, também conhecida por Ecstasy. Apesar de derivar das anfetaminas, a MDMA não tem apenas efeitos estimulantes, mas também psicadélicos.

É uma substância empatogénea, pois tem efeitos nas emoções, com a particularidade de criar empatia.

Apresenta-se em cristal, cápsulas ou pastilhas (comprimidos coloridos com diferentes logotipos). A apresentação (cor e logo) das pastilhas não é garantia de qualidade. É normalmente tomado por via oral. Também pode ser snifada, fumada ou injectada.

A dose activa (mínima para produzir efeitos psicoactivos) é de 30 mg. A dose habitual é de cerca de 100 mg (+/- uma pastilha de MDMA pura).

2. Efeitos

Os EFEITOS DA MDMA dependem… - não só da substância (dose, pureza, misturas, via de admistração…) - mas também de QUEM CONSOME (estado de espírito, expectativas, habituação…) - e do ambiente (onde e com quem…)

Pela via oral, a MDMA demora entre 30 minutos e 1 hora a atingir o pico dos efeitos, que se mantêm por 2 a 3 horas. Seguindo-se uma lenta descida de várias horas.

A MDMA pode produzir estes EFEITOS… - bom humor, euforia; empatia, abertura emocional, desejo de proximidade e contacto com os outros, sentimento de transcendência e ligação com o mundo… - aumento da sensibilidade aos estímulos… - insights (momentos de entendimento intuitivo), lapsos de memória… - aumento do ritmo cardíaco e da pressão arterial; desidratação; temperatura corporal desregulada; perda de apetite; náuseas e vómitos; dilatação das pupilas; dificuldade de focagem ocular; rigidez muscular e mandibular…

Com doses altas os efeitos acentuam-se e pode surgir: - raciocínio turvo - desidratação e hipertermia (temperatura corporal demasiadamente alta - delírios, alucinações - hipertensão arterial, enfartes e tromboses

Os dias seguintes podem ser marcados por mau-humor, irritabilidade, cansaço, depressão...

Os consumos HABITUAIS, em pessoas predispostas, aumentam a probabilidade de crises de ansiedade, pânico, fobias, problemas psicológicos, sono desregulado, danos hepáticos e renais…

A MDMA não produz dependência física e tem um efeito de “perda de magia” quando se repete o consumo: diminuição dos efeitos positivos e desejados das primeiras experiências.

3. Não deves consumir se...

… não te apetece ou tens dúvidas: tu decides! … tens problemas cardíacos, pressão arterial alta, problemas de fígado ou de rins, glaucoma ou diabetes. … tens algum problema psicológico (ou antecedentes na família) ou se estás a passar uma fase má… porque o consumo pode agravar a situação. … estás a fazer tratamento com antiretrovirais ou IMAO’s (antidepressivos e outros). … estás grávida ou a amamentar.

4. Se consomes...

… informa-te sobre a substância (efeitos, doses, contraindicações, …). Lê o flyer, vai à net, fala com “conhecedores”, … … fá-lo apenas ocasiões especiais. Escolhe bem o ambiente: convém estar num local seguro e agradável, com pessoas em quem confies. … sê prudente: se vais consumir uma pastilha que não conheces, toma apenas 1/4 ou 1/2 e espera pelo efeito antes de decidires o que fazer ao resto. … tem em conta que doses maiores não aumentam os efeitos psicadélicos, dando apenas efeito estimulante. … cuidado com a dose e a frequência dos consumos (faz pausas entre os consumos: os níveis de seretonina demoram meses a serem repostos). … se snifas, usa um tubo só para ti. É uma forma de evitar a transmissão de doenças infecciosas (gripes, hepatites, … ). … antes de snifar, pica muito bem a MDMA, sobretudo se estiver em cristal. Alterna de narina e, no fim, aspira um pouco de água (de preferência morna e salgada) para eliminar os restos de MDMA e assim, evitar lesões e hemorragias nasais. … quer engolido, quer snifado, o cristal pode ser difícil de dosear. Antes de consumires, podes dividir o produto em partes (ex.1 grama em 10 partes) e assim saberás a quantidade de cada parte. … a via de administração mais segura para a MDMA é a via oral. Não convém que estejas de estômago vazio e é bom evitar o contacto prolongado do produto com os dentes e boca. … tem em atenção a quem e o que compras. Só com uma análise de laboratório detalhada podes ter a certeza do conteúdo da substância. … é normal que não sintas fome, mas convém que comas algo de vez em quando para repôr os nutrientes. … evita estar em locais quentes e abafados. Veste roupa fresca, tira o boné e faz pausas na dança. … vai bebendo água, regularmente, mas com moderação (+/- 1/2 litro/hora) para evitares a desidratação e o “golpe de calor”. … evita misturar com álcool, pois assim aumenta a desidratação e a ressaca, modificando também a experiência com a MDMA… … lembra-te que as misturas com cocaína, speed e outros estimulantes intensificam apenas os efeitos estimulantes da MDMA e aumentam os perigos de problemas cardíacos. … se sentires calor, enjoos, vertigens ou desmaios, cãibras, vómitos, cansaço súbito, dores de cabeça, dificuldade para urinar (ou urina escura), suores,… podes estar a sofrer um “golpe de calor” por isso descansa e vai para um sítio arejado e refresca-te. … nos dias após o consumo deves repousar e recuperar energias. Faz uma alimentação equilibrada e cuida de ti.

5. Outras informações

A lei portuguesa… penaliza o consumo, a posse e o comércio de MDMA (Lei nº 30/2000). Atenção que descriminalizar não significa despenalizar. Com 16 anos já se é responsabilizado legalmente pelo consumo, posse e tráfico. Para distinguir os casos de contra-ordenação dos de crime, a quantidade de substância apreendida é determinante: até 1 grama podes ser convidad@ a ir até uma Comissão para a Dissuasão da Toxicodependência e podes ser alvo de uma sanção (multa, trabalho comunitário, apreensão de carta de condução, proibição de frequentar certos lugares, apresentação periódica no posto da polícia, etc); Acima desta quantidade é considerado crime e em tribunal será avaliado se se trata de tráfico.

Na estrada: “A condução sob influência de substâncias psicotrópicas é considerada uma contra-ordenação muito grave. Quem infringir é sancionado com coima de 500 a 2.500 euros”.(art. 146º)

Durante quanto tempo pode ser detectada? Através de análises de urina, pode ser detectada até 5 dias após o consumo.

89.153.211.135 (discussão) 01h27min de 30 de junho de 2012 (UTC)