Discussão:Educação a distância

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


Educação ou Ensino a distância[editar código-fonte]

"A EaD deve ser vista como possibilidade de inserção social, propagação do conhecimento individual e coletivo, e como tal pode ajudar na construção de uma sociedade mais justa e igualitária. É nesta direção que a Universidade vê a possibilidade de formar cidadãos conscientes de seu papel sócio político, ainda que vivam em regiões onde a oportunidade de ensino de qualidade seja remota ou que a vida contemporânea reduza a disponibilidade para investir nos estudos."

-retirei todo esse trecho por não respeitar o princípio da imparcialidade e não possui cunho enciclopédico, além do mais pesquisei e tenho quase certeza que é um caso de copyright, o texto inteiro é um tanto ruim, pretendo analisá-lo com mais calma posteriormente. --Daniel.thyrso (discussão) 23h56min de 21 de abril de 2010 (UTC)

Este texto parece-me pouco enciclopédico... Além de parecer texto com copyright... Mas não tenho a certeza! Manuel Anastácio 15:40, 17 Ago 2004 (UTC)

Pois, a mim também me pareceu, e fui à procura. Mas não encontrei nada. --Jorge 15:53, 17 Ago 2004 (UTC)


  • Galileu é uma revista brasileira. Esse artigo não pode ter saído da revista?

Procedi com a fusão sugerida nos diversos artigos sobre educação a distância. Não achei nenhuma documentação com instruções sobre como fundir artigos e, por isso, o que estou fazendo é simplesmente colocar um redirecionamento das páginas para a página Educação a distância. Escolhi essa página e não as demais por essa me parecer ser a com o título correto. Se alguém conhecer um procedimento melhor para fusão de páginas por favor me avise para que eu tome conhecimento também : ) Rodrigo Sampaio Primo 14:26, 23 Janeiro 2006 (UTC)

Considera-se a educação a distância uma modalidade de educação e não, um método. Dessa forma, editei a incorreção.

Uso da crase[editar código-fonte]

Existem estatísticas quanto a usuários? Somos um gupo de mestrandos, e estamos elaborano um paper a respeito de TIs. M. Cecilia


Conversei com algumas pessoas, e ao contrário da impressão que tive da primeira vez, parece que não há um consenso a cerca do uso ou não de crases em educação à distância ou educação a distância. Ainda estou procurando conversar com mais pessoas sobre o tema, mas gostaria de ouvir também opiniões dos participantes da Wikipédia. Minha maior dúvida é como procedermos no caso de não haver consenso, me parece que o ideal seria manter uma explicação para isso dentro do próprio artigo. Mas ai fica a questão de qual nome usar no artigo, não sei se existe uma solução do ponto de vista técnico para esse problema de dois títulos diferentes que não seja duplicar as páginas o que me parece uma péssima escolha. Rodrigo Sampaio Primo 05:12, 10 Fevereiro 2006 (UTC)

--- Parece-me muita petulância aquela frase inicial " O correto é educação a distância", quando até mesmo docentes da Língua Portuguesa divergem neste caso. Por isso apaguei a frase. O fato de ser redirecionado para este artigo quem digita "educação à distância" já me parece razoável, pois não atrapalha quem usa a crase.

De acordo. Rodrigo Sampaio Primo 03:34, 9 Agosto 2006 (UTC)


Pois é. Eu já fui pelo caminho simplista de substituir a palavra distância por uma palavra masculina, mas continuei na dúvida se seria correto: Educação ao perto, ou Educação a perto....de fato não achei um substituto masculino que me permitisse ter certeza...alguém arrisca ajudar aqui? Saudações, Martiniano Hiláriocuma? 15:27, 9 Agosto 2006 (UTC)
Educação ao computador ou Educação a computador? a longe ou ao longe?
Acho que não cabe substituir o termo, porque é uma expressão fixa e conhecida. Para minha surpresa, parece que o mais comum (ao menos consultando o Google) é "educação a distância", sem crase. Sugiro manter o verbete sob essa forma e colocar "Educação à distância" como redirect, mantendo no topo do artigo: Educação a distância, ou educação à distância, ....
Abs, Loge | fogo! 19:31, 9 Agosto 2006 (UTC)


Desculpe, Loge, o que eu quis dizer não foi substituir o título, eu me referia substituir a palavra apenas para verificar a necessidade ou não da crase. Saudações, Martiniano Hiláriocuma? 22:18, 9 Agosto 2006 (UTC)

Uso da crase, comparações[editar código-fonte]

Sobre o uso da crase, uma boa comparação é verificar a mesma expressão em castelhano e italiano:

  • "educación a distancia" e não "educación a la distancia"
  • "educazione a distanza" e não "educazione alla distanza"

O mesmo ocorre com "feito a mão", expressão em que muitos empregam a crase, mas não fariam o mesmo em "pintado a dedo" (ou alguém diria "pintado ao dedo"?) --Δαντάδδ 12:24, 15 Agosto 2006 (UTC)


Pronto, Dantadd, acho que você tirou minha dúvida. Saudações, Martiniano Hiláriocuma? 13:04, 15 Agosto 2006 (UTC)

Crase[editar código-fonte]

Então o artigo foi movido para à distância novamente??? Why? Saudações, Martiniano Hiláriocuma? 13:15, 12 Outubro 2006 (UTC)

Desfiz o movimento e apresento, além do que já foi dito acima, estas quatro respostas do Ciberdúvidas:

Dantaddσυζήτηση 13:27, 12 Outubro 2006 (UTC)

sites comerciais[editar código-fonte]

tenho percebido vários links comerciais. o link (logo no início) que consideramos comercial sobre cursos portal de de administradores. veja que no capítulo anterior ensino de administração a distância eu gerei um capítulo que pode se tornar um artigo. observe que eu também inseri referências que pode atender mais precisamente outros comentários específicos. veja que já temos sobre ciências jurídicas e sobre língua portuguesa. boas contribuições. alexandre abmac 08:26, 25 Dezembro 2006 (UTC)

Categoria Direito[editar código-fonte]

Não acho que a Categoria: "Direito" tem muito sentido nesse artigo. Alguém que o colocou poderia dar uma explicação. Ou concordam que deveria retirar? Mônica 14:03, 7 Março 2007 (UTC)

Na minha opinião está desconexo também, no Brasil há centenas de cursos à distância, por mim cabe a remoção do trecho. Paulohsms (discussão) 13h18min de 26 de junho de 2009 (UTC)

sobre second life[editar código-fonte]

não acredito que o second life seja uma ferramenta de educação a distância ... alexandre, abmac 13h49min de 6 de dezembro de 2009 (UTC)

De fato não é, mas um sistema online bastante utilizado por instituições de ensino comerciais para criar ambientes de aprendizagem que, embora muito atraentes por seu visual moderno, não implicam um ensino de qualidade. Acris 8h38min de 21 de fevereiro de 2010 (UTC)


Não entendo porque o verbete afirma que "Ensino a Distância" é uma denominação errônea... na verdade, se o locus da Educação (entendida como a aquisição de habilidades e competências) se dá onde está o aprendiz, então pode-se ensinar à distância, mas nunca educar à distância. Saudações, comentário não assinado de Rsouzawiki (discussão • contrib) Gunnex 16h19min de 2 de setembro de 2010 (UTC)

Educação a distância[editar código-fonte]

Aprender apartir da disponibilidade do discente.( Thanisley Sunaqui)


" Educação a Distância exige mais esforço e dedicação". (Ilza Rodrigues Pereira Lucena)

"Educação a Distância" ou "Educação à Distância"?[editar código-fonte]

Para colocar um ponto final naquilo que pelo visto já estava com um ponto final (risos):

1. Não faz sentido perguntar se devemos colocar a crase: a crase não é um acento, é o processo linguístico que ocorre quando a preposição e o artigo passam por uma contração, da qual resulta a forma gráfica à. O certo é perguntar se "ocorre crase", ou se o acento grave deve ser usado (para indicar a ocorrência de crase). Ou ainda se deve ser utilizado o "a craseado".

2. Eu pus acento grave no texto do artigo, mas em seguida vi esta discussão e fiquei na dúvida. Resolvi dar uma estudada na gramática e refletir melhor a respeito. Cheguei às seguintes conclusões:

2.1. A expressão "Educação a Distância" pode ser substituída, sem prejuízo semântico, por "Educação que ocorre a alguma distância" (uma distância qualquer, indeterminada). Esta reconstrução serve para mostrar que o uso de uma preposição é necessário: "Educação que ocorre a alguma distância". Mas é necessário que após a preposição seja inserido o artigo definido feminino singular a? Eis a questão.
2.2. Bem, o uso de tal artigo feminino serviria para substituir o pronome "alguma". Porém, a é artigo definido e alguma é pronome indefinido, portanto não faz sentido substituir um termo definido por um indefinido. Como o substantivo "distância" não exige uso do pronome, podemos suprimi-lo, como de fato ocorre. Logo, não podemos substituir "alguma" por "a", donde se conclui que não ocorre crase.
2.3. Para fechar este assunto de uma vez, cabe lembrar que a expressão "Educação a Distância" foi cunhada pela legislação brasileira, e em toda aquela legis a expressão é escrita sem acento grave. Exemplos:
2.4. Ainda, para não ficar apenas no Brasil, pesquisei websites de Portugal e constatei que lá também é utilizada a grafia sem o acento grave:

Enfim: cometi um equívoco ao inserir acento grave no texto do artigo. Vou corrigir isto e espero que este texto sirva para que os próximos editores tirem suas dúvidas a respeito do uso do acento grave. Peço desculpas pela edição indevida. Sampayu msg 17h47min de 4 de setembro de 2011 (UTC)

Inapropriado?????[editar código-fonte]

Em suma, educação é a transmissão de conhecimentos acumulados dos mais experientes às gerações jovens, em ambientes preparados para esse fim, como escolas, faculdades, universidades e similares. Com o advento da evolução tecnológica, a transmissão do conhecimento ganhou mais um aliado: a metodologia da educação entre educador e aprendiz à longo distância, cientificamente administrada

O que tem de inapropriado no texto??? Thulsa Subotai (discussão) 01h17min de 10 de fevereiro de 2012 (UTC)

Escrevi no sumário de edição que esse parágrafo é inapropriado para o início do artigo. O Livro de Estilo estabelece o seguinte: Neste parágrafo introdutório deve estar indicado o título do artigo em negrito, de preferência no início da primeira linha e o contexto deve ficar claro logo nas primeiras palavras. Um parágrafo que começa com a expressão "Em suma", que não traz o título do artigo em negrito e que não deixa claro o contexto logo nas primeiras palavras é claramente inapropriado para iniciar o artigo. Nada impede, porém, que ele seja colocado em outro ponto do texto, mesmo porque "em suma" significa "resumindo" ou "concluindo"; resumos e conclusões sempre vêm após o desenvolvimento de alguma ideia. Py4nf (discussão) 10h11min de 10 de fevereiro de 2012 (UTC).
É recomendável evitar expressões do gênero "transmissão de conhecimentos": a pedagogia contemporânea dispõe de diferentes posicionamentos a respeito de como o aprendizado ocorre, e um dos mais relevantes (não é o único) é o posicionamento construtivista, que essencialmente defende que conhecimento nenhum é "transmitido" do educador para o educando, mas sim construído pelo aluno/educando.
Exemplo: o professor fala X, mas o aluno entende Y. Por que isso ocorreu? Segundo a lógica construtivista, isso ocorreu porque o professor não "transmitiu" o conhecimento X para o aluno: o professor apenas expôs as informações, os conceitos etc. referentes ao conhecimento X, e o aluno, ao receber essas informações, interpretou-as à sua maneira e tentou reconstruir esse conhecimento em sua própria mente. Como houve alguma "falha" durante esse processo de recepção, interpretação, conclusão e construção, o aluno acabou por elaborar um conceito Y e tomá-lo como "verdade", embora a "verdade" apresentada pelo professor tenha sido X, não Y.
Evitar o uso de expressões categóricas (como a mencionada no meu primeiro parágrafo) é útil para tornar o artigo mais abrangente e imparcial.Sampayu 16h21min de 6 de junho de 2013 (UTC)