Discussão:Homofobia no Brasil

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Parcial[editar código-fonte]

Coloquei a tag de parcial neste artigo por motivos óbvios: isto não é um verbete de enciclopédia, mas uma peça de propaganda do movimento gay. Muitos dos pressupostos podem estar corretos, mas a abordagem é claramente típica de material produzido por pessoas engajadas na causa. O príncipio da imparcialidade passou bem longe deste artigo. Dantadd (α—ω) 01h14min de 21 de março de 2012 (UTC)

Pode citar alguns exemplos concretos? Dornicke (discussão) 18h56min de 21 de março de 2012 (UTC)
O artigo está completamente referenciado e só apresenta fatos. Garanto que se um verbete sobre racismo apresentar tal tema apenas de forma negativa ninguém iria falar nada, mas como o assunto é homofobia e esse tipo de crime não é assim visto pela maioria das pessoas, cria-se o mito de que o texto é panfletário. O artigo segue as políticas da Wikipédia e apresenta o tema de forma completa, parcial e idônea. Em suma, não vejo qualquer parcialidade e, portanto, Symbol declined.svg Discordo da permanência da tag no verbete. Por fim, repito as palavras do Dornicke: cite exemplos concretos que justifiquem sua ação, Dantadd. Heitor diz aí! 02h14min de 22 de março de 2012 (UTC)
Não consegui identificar parcialidade no artigo. É praticamente todo descritivo, os dados apontados estão identificados, as poucas opiniões elencadas estão devidamente referenciadas e apresentadas como tal (e mesmo estas são mais constatações difíceis de serem negadas do que propriamente opiniões). Não sei o que Dantadd entende por "peça de propaganda do movimento gay", mas, francamente, não consigo identificar qualquer forma de proselitismo no texto. Lembro ainda que o artigo se refere a algo que é tido de forma consensual como um crime de ódio, não uma preferência ideológica ou comportamental que permita relativizações equidistantes (inaplicáveis, pois se refere a uma minoria), portanto, é obrigatório que ele possua uma visão crítica - e até há espaço para aprofundar esta visão no artigo. A homofobia é tida no mundo civilizado como condenável e o artigo poderia, por exemplo, deixar isso mais explícito. A menos que algo tenha me escapado, e por isso reforço o convite ao Dantadd que apresente exemplos, também Symbol declined.svg Discordo da marcação. Dornicke (discussão) 05h50min de 22 de março de 2012 (UTC)
Se me permitem:
  • A bandeira do Brasil estilizada com arco-íris gay é um crime federal, é proibido por lei esculhambar com a bandeira do Brasil.
  • O artigo em nenhum momento tenta: explicar porque ocorre a homofobia, faltam explicações médicas e de ordem psicológica, estatísticas sobre o que a população em geral pensa sobre o assunto, colocar teorias e pensamentos sobre o assunto, progressão do assunto no tempo etc., o que seria importantíssimo pra tornar o artigo decente, e também equilibrar o artigo. Atualmente este artigo é apenas um ajuntado de notícias de homofobia ocorridos e declarações de homossexuais portanto, se configurando muito parcial, o artigo inteiro está "repudiando" a homofobia e, por mais certo que isso possa parecer pros editores, o fato é que, a função da Wikipédia não é defender nada, não é atacar ninguém. O artigo tem que mostrar todos os lados possíveis, e não está mostrando. Não importa se estamos falando de homofobia, pedofilia, genocídio, ou o que seja, o fato é que: o editor da Wikipédia tem que ser superior a tudo isso, colocar na cabeça que o artigo tem que ser imparcial, não pode pender pra um lado só; tem que ser completo, colocando o máximo que existe sobre o assunto; e atualmente esta página não cumpre esses dois requisitos básicos, não é um artigo imparcial e muito menos completo sobre o assunto.

Aí você parte pro texto do artigo e encontra o que pode ser considerado uma defesa pró-gay, com inúmeros adjetivos e textos mal escritos.

  • "Homofobia no Brasil ainda é um problema presente e constante" - está parcial (e horrível) da forma que foi escrito. Pro texto ficar formal e imparcial, tem que se escrever algo do tipo "A Homofobia no Brasil é uma questão que vem suscitando inúmeros debates no Brasil" ou algo assim.
  • O segundo parágrafo é de opiniões pessoais que foram destacada como se tivesse que ser a tônica do artigo. "Ele assevera que o Brasil esconde uma desconcertante realidade" - texto claramente exagerado e com adjetivos ressaltantes. Este parágrafo deve ser jogado mais pra baixo, pra não direcionar o leitor a ler todo o artigo com um ângulo só.
  • "Em 2010, jovens homossexuais foram violentamente agredidos" - veja a tendência de se usar adjetivos o tempo todo, "violentamente". Aliás, nesse parágrafo, estão destacando mortes de gays, mas o artigo não explica a causa da morte. O artgio afirma algo que não deveria afirmar, que todo gay é assassinado só porque é gay. Isso é absurdo.
  • Tem muia palavra com aspas no texto, uma clara tentativa de ironizar e claro uso de opinião pessoal. Um texto decente evita o uso de aspas excessivas.

E por aí vai, analisem direito. Esse artigo precisa de reformulação sim, mas principalmente de ampliação, com coisas diferentes e que estão faltando aqui. 186.205.20.49 (discussão) 11h19min de 23 de março de 2012 (UTC)

O artigo é pobre de idéias. Você pode resumir todo o artigo como: "Homofobia é crime, aconteceu crime X, Y e Z no Brasil, tem deputados que são contra os gays". Todo esse artigo enorme se resume a isso, e as contribuições se resumem a colocar mais e mais notícias de jornal sobre crimes contra gays, o que nem é necessário, já que 2 ou 3 casos mais famosos são mais que suficientes pra exemplificar. Sim, do jeito que está escrito, parece panfletagem pró-gay. Pode até não ser, mas parece. Por causa da pobreza de assunto sobre a qual o artigo versa. 189.106.154.15 (discussão) 14h43min de 23 de março de 2012 (UTC)
"O artigo é panfletário", diz o fanático anti-esquerdista. O que reforça minha crença de que o artigo esteja adequado. Dornicke (discussão) 16h10min de 23 de março de 2012 (UTC)
Leia novamente o que foi escrito, e bem devagar, pra poder processar direito o que eu disse. Eu falei que PARECE panfletagem. Pode ser, pode não ser - mas identifiquei os pontos que precisam melhorar nesse artigo, pra que ninguém mais possa sequer considerar panfletagem. Gostaria de não ter que ficar me repetindo, e que vocês lessem atentamente tudo que eu escrevi acima, os motivos pelos quais vejo que esse artigo não está bom, nem completo, nem imparcial. De preferência se atenham a melhorar o artigo (como sempre peço) ao invés de ficarem se preocupando em atacar os outros ou em ficar querendo impor ponto de vista. Ou seja, aceitem críticas, elas são pra melhorar os artigos. 189.106.154.15 (discussão) 17h37min de 23 de março de 2012 (UTC)

Caro IP, estamos discutindo aqui a suposta parcialidade do verbete, não a sua completude. Que isso fique claro. Mas vamos lá:

  • Citação: A bandeira do Brasil estilizada com arco-íris gay é um crime federal, é proibido por lei esculhambar com a bandeira do Brasil. Quais as fontes dessa informação? Existe base legal nisso? Se sim, então várias imagens derivadas da bandeira brasileira deveriam ser imediatamente apagadas do Commons. Ademais, a imagem está em um predefinição separada do artigo, logo não devemos discutir esse tópico aqui.
  • Citação: O artigo em nenhum momento tenta: explicar porque ocorre a homofobia, faltam explicações médicas e de ordem psicológica, estatísticas sobre o que a população em geral pensa sobre o assunto, colocar teorias e pensamentos sobre o assunto, progressão do assunto no tempo etc., o que seria importantíssimo pra tornar o artigo decente, e também equilibrar o artigo. De novo: estamos discutindo aqui a suposta parcialidade do verbete, não a sua completude.
  • Citação: Atualmente este artigo é apenas um ajuntado de notícias de homofobia ocorridos e declarações de homossexuais portanto, se configurando muito parcial, o artigo inteiro está "repudiando" a homofobia e, por mais certo que isso possa parecer pros editores, o fato é que, a função da Wikipédia não é defender nada, não é atacar ninguém. O artigo tem que mostrar todos os lados possíveis, e não está mostrando. Não importa se estamos falando de homofobia, pedofilia, genocídio, ou o que seja, o fato é que: o editor da Wikipédia tem que ser superior a tudo isso, colocar na cabeça que o artigo tem que ser imparcial, não pode pender pra um lado só; tem que ser completo, colocando o máximo que existe sobre o assunto; e atualmente esta página não cumpre esses dois requisitos básicos, não é um artigo imparcial e muito menos completo sobre o assunto. Ah, então em um artigo sobre pedofilia deveríamos colocar a posição dos pedófilos que gostam de estuprar meninas de 8 anos?! Ou então, em um artigo sobre racismo, deveríamos também colocar a opinião de grupos extremistas que querem a eliminação de negros, nordestinos, asiáticos e judeus do Brasil?! Ora, faça-me o favor. Tanto o racismo quanto a homofobia são considerados crimes de ódio e assim também devem ser tratados por aqui. Não é parcialidade, é bom-senso.
  • Citação: "Homofobia no Brasil ainda é um problema presente e constante" - está parcial (e horrível) da forma que foi escrito. Pro texto ficar formal e imparcial, tem que se escrever algo do tipo "A Homofobia no Brasil é uma questão que vem suscitando inúmeros debates no Brasil" ou algo assim. Não há polêmica ou parcialidade. Crime de ódio é crime de ódio. É um problema social, não um debate!
  • Citação: O segundo parágrafo é de opiniões pessoais que foram destacada como se tivesse que ser a tônica do artigo. "Ele assevera que o Brasil esconde uma desconcertante realidade" - texto claramente exagerado e com adjetivos ressaltantes. Este parágrafo deve ser jogado mais pra baixo, pra não direcionar o leitor a ler todo o artigo com um ângulo só. A opinião está indicada entre as aspas. Não vejo nada de anormal com o trecho.
  • Citação: "Em 2010, jovens homossexuais foram violentamente agredidos" - veja a tendência de se usar adjetivos o tempo todo, "violentamente". Aliás, nesse parágrafo, estão destacando mortes de gays, mas o artigo não explica a causa da morte. O artgio afirma algo que não deveria afirmar, que todo gay é assassinado só porque é gay. Isso é absurdo. Absurdo é ver um jovem metendo uma lâmpada fluorescente no rosto de outro em uma das avenidas mais importantes do país e não considerar isso "violento". Novamente, questão de bom-senso.

Por fim, ainda aguardo o autor da edição que incluiu a tag "parcial" apresentar os trechos que ferem tal política do projeto. Heitor diz aí! 20h23min de 23 de março de 2012 (UTC)

O seu erro, Heitor, é não saber analisar a realidade como um todo. Você tem uma visão da coisa, e quer que o artigo tenha só a sua visão.
  • Pela lei é proibido alterar a bandeira brasileira - http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Leis/L5700.htm, Artigo 31.
  • A parcialidade do verbete tem correlação com a incompletude do mesmo, pois o artigo inteiro é um repositório de notícias que faz aparentar que todo gay é coitado e nunca fez nada de errado (quando isso não é a realidade), onde o leitor pensa que todo gay é morto só por ser gay (o que não é a realidade). O artigo conduz o leitor para uma falsa e incompleta visão do mundo real.
  • "Ah, então em um artigo sobre pedofilia deveríamos colocar a posição dos pedófilos que gostam de estuprar meninas de 8 anos?! Ou então, em um artigo sobre racismo, deveríamos também colocar a opinião de grupos extremistas que querem a eliminação de negros, nordestinos, asiáticos e judeus do Brasil?! Ora, faça-me o favor. Tanto o racismo quanto a homofobia são considerados crimes de ódio e assim também devem ser tratados por aqui. Não é parcialidade, é bom-senso." - Falta-lhe visão! Sim, por incrível que pareça, o artigo devia conter a visão do pedófilo, do genocida, a visão dos médicos que tratam deles, a visão do povo acerca deles, a visão do Governo acerca do assunto, a visão dos juristas sobre o tema, todas as visões possíveis. E nada disso consta, aliás, só consta uma visão: a sua. Tudo isso junto é o que tornaria o artigo realmente imparcial. Não, a Wikipédia não tem o dever de odiar nada, ou de propagar ódio! Só de relatar fatos! Se você pretende que o artigo seja para que as pessoas tenha ódio dos anti-gay, nem devia estar editando, e é sério isso, por mais estranho que lhe pareça.
  • Você considera "crime de ódio", só que pergunte pra um médico geneticista, ou um antropólogo, o que ele pode dizer sobre homofobia. O médico vai dizer que homossexualismo é de origem genética, assim como a homofobia. O antropólogo vai dizer que é uma defesa instintiva do ser humano contra o que ele considera diferente, e engloba várias coisas. Isso é importante ter no artigo, mas não tem. Uma informação tão básica não consta nesse artigo: porque existe a homofobia? Ela pode acabar ou é impossível eliminá-la? A falta dessas informações torna o artigo parcial, no caso você, que está editando o artigo, quer que o leitor apenas fique com raiva de quem pratica homofobia. Não vejo nenhuma intenção de informar o leitor toda a abrangência do assunto, para que ele pense por si mesmo, aprenda coisas novas; apenas de direcioná-lo à raiva aos homofóbicos. Que eu saiba a Wikipédia não é destinada a direcionar o povo pra um lado, mas para informar, ensinar e educar.

Poucos editores tem grandeza de conseguir editar um artigo tão complicado como este, sendo totalmente imparcial, colocando a visão que lhe agrada E a visão que NÃO lhe agrada, pensando somente no leitor do artigo e não em sua satisfação pessoal. E pelo visto ainda não apareceu esse editor por aqui. 186.205.20.49 (discussão) 22h13min de 23 de março de 2012 (UTC)

Se a mim "falta visão", caro IP, a você falta conhecimento. Mas vamos lá. Em primeiro lugar, não é necessário deixar o texto em negrito, não sou cego. Como já lhe disse, o caso da bandeira do Brasil não deve ser discutido aqui e sim no Commons (não me faça mais repetir as coisas). E me desculpe, mas quando um rapaz agride outro na rua apenas por tê-lo achado "afeminado", é sim homofobia e não uma violência qualquer. Outra coisa que o senhor ainda não compreendeu: não estamos discutindo aqui as causas/origens da homofobia (e não, a homofobia não tem qualquer base genética), visto que para isso já existe artigo próprio. Opinião do governo e de juristas? Já temos uma seção sobre como a legislação brasileira atualmente trata esse crime de ódio e quais são os projetos de lei que poderão entrar em vigor. É apenas nesse ponto (e em estatísticas) que opiniões oficiais são válidas nesse verbete. A propósito, não sou eu quem considera a homofobia um crime de ódio, mas sim organizações internacionais e governos ao redor do mundo (incluindo o brasileiro). Por fim, seja educado. Se faltam editores com "visão" por aqui, vejo que também faltam IPs com educação. Heitor diz aí! 00h16min de 24 de março de 2012 (UTC)
"mas quando um rapaz agride outro na rua apenas por tê-lo achado "afeminado", é sim homofobia"-Isso é óbvio. O problema é que o artigo se resume a isso, quando pode e deve falar muito mais coisas sobre o assunto. Veja, o nome do artigo é "HOMOFOBIA NO BRASIL", mas pelo texto parece que é "CRIMES DE HOMOFOBIA NO BRASIL". Existe uma diferença entre uma coisa e outra. "E não, a homofobia não tem qualquer base genética" - Sim, tem. Existem estudos científicos e antropológicos que explicam coisas como homofobia e racismo como uma reação instintiva do ser humano para se proteger de tudo que ele pensa ser diferente, portanto, perigoso. Não à toa o ser humano adora se juntar em panelinhas de pessoas que ele considera serem "iguais" à ele. E, infelizmente, nem colocando pena de morte isto vai acabar, pois como já disse, é instintivo, de origem genética. Assim como tem gente que considera homossexualismo uma DOENÇA, o que é RIDÍCULO, visto que também é genético, e provado, porque existem várias espécies de animais homossexuais também. Pesquisadores já conseguiram criar animais homossexuais em laboratório por manipulação genética. Isto devia constar em qualquer artigo que se considere sério sobre homofobia, racismo e outros, até porque é algo a que se pode atribuir mais seriedade e confiabilidade do que "eu ACHO que o ser humano odeia X coisa só porque é mau".186.205.20.49 (discussão) 00h37min de 24 de março de 2012 (UTC)
Não, o artigo não é uma simples coletânea de crimes homofóbicos, como o senhor insiste em dizer. O verbete tem apenas uma seção descrevendo crimes ocorridos no Brasil (seção "Violência"). O resto do artigo é composto por seções que descrevem manifestações homofóbicas que tiveram relevância na sociedade brasileira nos últimos tempos, bullying nas escolas contra crianças e adolescentes homossexuais, a influência da religião na homofobia no Brasil e a legislação que trata sobre o assunto no país. Onde está a tal "parcialidade" nisso? Ainda tem algum argumento novo na manga ou vai ficar simplesmente repetindo ad infinitum as mesmas alegações de sempre? Vou repetir o que disse acima, visto que o senhor parece ignorar parte das minhas respostas (o que torna tudo bem mais cansativo): não estamos discutindo aqui as causas/origens da homofobia, visto que para isso já existe artigo próprio sobre o assunto. Por fim, sugiro que leia o texto do verbete e se informe mais sobre o assunto antes de achar que está apto para opinar. Heitor diz aí! 03h26min de 24 de março de 2012 (UTC)
Muito desnecessário essa mania de achar que tudo é uma discussão pessoal onde um tem que "derrotar" o outro. Estou dando sugestões, mas parece ser mais agradável brigar do que cooperar. Se todos parassem com esse comportamento, a Wikipédia seria bem tranquila. "Ainda tem algum argumento novo na manga", "se informe mais sobre o assunto antes de achar que está apto para opinar", depois os outros é que são mal educados. Sobre o artigo, você deveria refletir o seguinte: se tem uma pessoa que seja, que acha que o artigo é parcial, algum problema o artigo tem, em alguma coisa o artigo pode ser melhorado. Então, não encare o artigo como seu, encare o artigo como algo no qual você pode contribuir pra melhorar. E ouça a opinião dos outros, sempre. Não crie um bloqueio à tudo que vem dos outros. 186.205.20.49 (discussão) 13h08min de 24 de março de 2012 (UTC)
Imaginei que não tinha mais argumentos. Vou retirar a tag. Heitor diz aí! 18h20min de 24 de março de 2012 (UTC)