Discussão:Ian Stevenson

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Untitled[editar código-fonte]

  • Não encontro nada sobre a morte dele no google news. (editando, acabo de ver num dos links) --extremófilo 23:16, 9 Fevereiro 2007 (UTC)

Seria bom que quem marcou a página para revisão explicasse claramente porquê. O artigo está imparcial e cita as fontes. Não se deve marcar artigos para divisão por se ter opinião divergente. Opinião é uma coisa, factos é outra coisa. Cordialmente, Afonso Pereira

Denúncia[editar código-fonte]

Artigo de apologia de uma charlatanice/superstição. Sob a máscara de uma linguagem que imita a da verdadeira ciência, o artigo pretende promover como factos ideias de base não científica e pretende eleger como herói ou cientista alguém que não passou o teste básico da ciência: situações comprováveis e repetíveis em ambiente imparcial e controlado, e uma teoria prodzindo previsões verificáveis. A Wikipédia não deve tornar-se bandeira dos promovedores de doutrinas anti-ciência. O artigo é completamente tendencioso e não reflecte nenhuma das denúncias há muito feitas sobre as incorrecções deste senhor. Assina: um cientista.

  • É só fazer as mudanças que acredita devam ser feitas, com as fontes para elas. Boas. MachoCarioca oi 05h23min de 4 de Janeiro de 2009 (UTC)
  • O nobre cientista se utilizou do anonimato para desmerecer outro colega. Lamentável. Galileu também foi chamado de charlatão, a diferença é que os acusadores não se protegiam do anonimato.l Egberto Salóes

Almas Antigas[editar código-fonte]

Para aqueles que colocam em dúvida a seriedade do trabalho de Stevenson, recomendo a leitura de Almas Antigas, escrito pelo jornalista Tom Shroder, o respeitado e cético editor do Washington Post. --Roberto Cruz 11h53min de 8 de setembro de 2009 (UTC)

  • Um resumo do livro aqui e uma entrevista com o autor aqui --Roberto Cruz 12h16min de 8 de setembro de 2009 (UTC)
  • O cientista sem nome é apenas um fanático verborreico. Há-os em todos os sectores de pensamento. MC