Discussão:João Rodrigues Cabrilho

    Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

    Untitled[editar código-fonte]

    Cara editora, é claro que se for a basear-se na enciclopédias e autores Britânicos nada é atribuído aos navegadores portugueses, nem a sua nacionalidade, dar-lhe-ei oportunamente dados para reflectir... e por favor não me intimide com a acusação de "vandalismo", porque na pagina sobre a Califórnia está escrito o seguinte ;

    O primeiro europeu a explorar partes da costa californiana foi o português Juan Rodríguez Cabrillo, em 1542, explorando a serviço da corte espanhola.

    Consequentemente limitei me a introduzir o respectivo nome em português!!!

    João Rodrigues Cabrilho

    Porque nada estava editado, penso ter todo o direito de editar o que lhe exponho aqui de seguida ;

    João Rodrigues Cabrilho Navegador português natural de Trás-os-Montes. A Cabrillo, como é conhecido nos U.S.A. se ficou devendo grande parte das primeiras explorações no Oceano Pacífico das costas do México e dos Estados Unidos da América. Ao serviço da Espanha partiu do porto de Navidad em 27 de Junho de 1542, ao comando das caravelas "San Salvador" e "La Victoria", a 21 de Agosto de 1542 encontrou um porto seguro (Porto de San Quentin). Tomou posse formal do território em nome de Filipe de Espanha e do vice-rei da Nova Espanhade, D. António Mendoze. Continuando depois a viagem atingiu a 28 de Setembro outro porto a que chamou de San Miguel, actualmente baía de San Diego perto de São Francisco da Califórnia, onde durante seis dias manteve amigáveis relações com os índios locais. Prosseguindo a sua viagem de exploração foi na ilha de La Posesion actualmente S. Miguel, que deu uma grave queda, fracturando um braço. Vitimado por complicações surgidas a sua viagem terminaria com o seu falecimento em 3 de Janeiro de 1543. Actualmente celebra-se em sua honra o "feriado estadual de Cabrillo" na Califórnia a 28 de Setembro. Recentemente os Correios Americanos homenagearam este navegador português com a emissão de um selo comemorativo.

    Saiba que a sua versão está menosprezar a verdadeira história portuguesa !!! Cumprimentos. José Manuel CH--GE 23:41, 31 Outubro 2005 (UTC)

    Título[editar código-fonte]

    Não há nada de errado em utilizar Juan Rodríguez Cabrillo. Até mesmo em português, este é o formato mais utilizado. Veja o que achei no Google:

    1. 174 resultados para Juan Rodrigues Cabrillo
    2. 64 resultados para João Rodrigues Cabrillo

    Ambas as buscas foram limitadas para páginas somente em português. Provavelmente, o artigo deverá ficar mesmo em Juan Rodríguez Cabrillo. Além do mais, apesar de ser (provavelmente) nascido em Portugal, passou boa, se não a maior parte, de sua vida, com os espanhóis, e tendo ele explorado a serviço da coroa espanhola... Leslie Msg 00:46, 1 Novembro 2005 (UTC)


    Leslie não concordo com esse argumento... O google é um bom instrumento, mas não é perfeito... e neste caso demonstra apenas a preferência que os autores daquelas páginas tiveram por uma das grafias... Eu pessoalmente sempre ouvi o nome do explorador em português, e preferia vê-lo na página em português, com o nome castelhano em redirect... Além do mais, o argumento de Citação: Leslie escreveu: «Além do mais, apesar de ser (provavelmente) nascido em Portugal, passou boa, se não a maior parte, de sua vida, com os espanhóis, e tendo ele explorado a serviço da coroa espanhola...» carece de validade... Se seguissemos esse critério, então Fernão de Magalhães viraria Hernando de Magallanes ou coisa que o valha, só porque fez a sua viagem de circumnavegação ao serviço de Castela.

    --André 12:20, 6 Novembro 2005 (UTC)

    Juan Rodríguez Cabrillo /João Rodrigues Cabrilho[editar código-fonte]

    Caro editor ... Não tenho muito tempo para discutir... eis aqui argumentos de peso (como prometido) que espero lhe permitam ver à face escondida da historia de Portugal (na ocorrência este assunto é um bom exemplo).

    O Leslie diz : Cito;

    dizer que ele é de com certeza português de nascimento é parcial, neste caso, uma vez que dúvidas existem sobre seu local de nascimento, e faltam provas concretas.

    Minha resposta : UTILIZANDO ESSE SEU CRITÉRIO O POETA PORTUGUÊS LUÍS DE CAMÕES TAMBÉM NÃO SERIA CONSIDERADO PORTUGUÊS !!!
    POIS A PRÓPRIA DATA DO SEU NASCIMENTO, ASSIM COMO O LOCAL, É INCERTA !!!
    E AS INFORMAÇÕES SOBRE A SUA BIOGRAFIA SÃO RELATIVAMENTE ESCASSAS E POUCO SEGURAS !!!

    O Leslie diz : Cito;

    Mas tendo nascido em Portugal ou não, não somente o explorador também é conhecido como Juan Rodríguez Cabrillo na mídia portuguesa, como este parece ser o formato mais utilizado pela mídia portuguesa.

    Minha resposta :
    Errado! O Estado Português e Espanhol reconhecem a identidade portuguesa de Juan Rodríguez Cabrillo / João Rodrigues Cabrilho. Pela parte Espanhola é o cronista da Coroa de Castela que o atesta em 1612. Pode consultar os documentos originais actualmente. Este cronista era igualmente o Chefe das Índias Espanholas, seu nome "António Herrera y Tordesillas".

    A única dúvida importante sobre este assunto é efectivamente o local exacto do seu nascimento no Norte de Portugal num local chamado Lapela / Cabril perto de Montalegre/ Trás-os-Montes.

    SFF veja a seguinte sinopse dos selos emitidos pelo Estado Português, que lhe provam bem como é conhecido em Portugal ; ( [1] / Disponibilizar como link na Wikipédia PT se o entender. ) Página nº 91 ;

    1969 – Emissão Comemorativa do II Centenário de Fundação de S. Diego (California)

    Desenho do arquitecto José Pedro Roque, reproduzindo a estátua de João Rodrigues Cabrilho existente na cidade de S. Diego, que é obra do escultor Alvaro de Brée e foi oferecida à cidade pela comunidade Luso-Americana da California. Impressão a offset pela Casa da Moeda sobre papel esmalte, em folhas de 100 selos com denteado 12. Foram emitidos 9 milhões de selos de 1$00 verde cinzento e preto, 1 milhão de selos de 2$50 azul e castanho, e 500 mil selos de 6$50 castanho cinzento e preto. Postos em circulação a 16 de Julho de 1969.

    JOÃO RODRIGUES CABRILHO - Navegador português ao serviço de Espanha

    Partiu em 27 de Junho de 1542 com as caravelas “San Salvador” e “La Victoria” do porto de Navidad, Nova Espanha, com destino às costas da California. Seguindo as costas do México até avistar a ponta da California (Baixa California), passou o limite alcançado pela anterior expedição de Ulloa no dia 21 de Agosto de 1542 encontrando um porto maior e mais seguro que os anteriores, motivo que o levou a terra e em nome de Filipe de Espanha e de D. António Mendoze vice-rei da Nova Espanha, tomou posse formal do territorio (Porto de San Quentin); continuando depois a viagem, atingiu a 28 de Setembro outro porto a que chamou de San Miguel, actualmente baía de San Diego perto de São Francisco da Califórnia, onde durante seis dias manteve amigáveis relações com os índios locais. Prosseguindo a sua viagem de exploração, foi, na ilha de La Posesion actualmente S. Miguel, que dando uma grave queda fracturou um braço, seguindo no entanto viagem que novamente de regresso à ilha de S. Miguel, terminaria com o seu falecimento em 3 de Janeiro de 1543, vitimado por complicações surgidas com a fractura sofrida. A este português se ficou devendo grande parte da exploração das costas do México e dos Estados Unidos (Concepção e texto de Carlos Kullberg ).

    Sugeria-lhe que nessa página sobre a Califórnia ( que tanto trabalho lhe deu... ) que mencione as duas versões do nome deste Navegador Português, que depois certamente terá mais interesse e veracidade para os potencias leitores e utilizadores desta Enciclopédia. Sou uma pessoa séria e interessada em participar mas não terei forças suficientes para lhe enviar mais provas e argumentar... José Manuel CH--GE 12:57, 2 Novembro 2005 (UTC)

    1. Quando disse mídia portuguesa, também estava incluíndo a mídia brasileira, de Angola, e por aí vai.
    2. Não discordo da veracidade de suas fontes. Se ele é de fato reconhecido como português mesmo pela coroa espanhola, podemos com certeza mudar a expressão provavelmente português para explorador português. Não esquecer de mencionar também, porém, que alguns biógrafos discordam disto.
    3. A última sugestão é dispensável (a de mencionar ambas as versões), graças aos redirecionamentos. Diferentes versões de nomes devem ser fornecidas somente nos dados artigos (neste caso, o do Juan/João Cabrillo). Leslie Msg 22:13, 2 Novembro 2005 (UTC)

    Comentário[editar código-fonte]

    Existe registos e sabe-se que João Rodrigues Cabrilho, nasceu em Sesimbra. E colocou Califórnia ao estado da Califórnia, porque quando desembarco ele disse que "Esta praia é tão bonita como a minha praia da califónia em Sesimbra"; então assim ficou o nome do actual estado. Existe actualmente a praia da califórnia em sesimbra.

    O que é a califórnia? Califórnia é um forno onde antigamente se aquecia Cal, para caiar as paredes.

    Esse forno estava localizado ao pé da praia, em sesimbra, assim dando nome á praia. Actualmente esse forno não existe, talvez ainda haja ruinas.

    Isto é verdade pode vir a Sesimbra e ver os registo. Penso que actualmente foi doado a uma organização em lisboa.

    As wikipédias inglesa e espanhola questionam a origem de Juan Rodríguez Cabrillo, pois aqui diz na wikipédia inglesa o seguinte:Juan Rodríguez Cabrillo (ca. 1499 – January 3, 1543) was a Portuguese or Spanish conquistador and explorer, enquanto que na espanhola diz: Se sabe poco acerca de Juan Rodríguez Cabrillo, se dice que nació en Portugal con el nombre de João Rodrigues Cabrilho, enquanto que a francesa e outras wikipédias diz que ele é português em João Rodrigues Cabrilho (1499 - 1543) était un explorateur portugais connu pour son exploration de la côte ouest de l'Amérique du Nord Quanto a Califórnia, o nome pode ter se originado de uma novela de cavalaria chamada Las sergas de Esplandián, de Garci Rodríguez de Montalvo publicada en 1510. Califórnia para ferir a Cortés por haver fracassado na terceira viagem de exploração, quando este tratou infructuosamente de estabelecer una colônia na baía que nomeou Cortés de La Santa Cruz (na atualidade a cidade de La Paz), recém descoberta la península da Baixa Califórnia, terras que le perteneciam por Cédula Real. E quanto ao Leslie que escreveu mídia portuguesa, o mais correto seria a mídia dos países lusófonos, pois se mídia portuguesa se refere a mídia brasileira, então teríamos que chamar de mídia inglesa a língua estadunidense, australiana, etc. e chamar a mídia de países latinos de mídia espanhola, mídia portuguesa é somente a de Portugal, enquanto que a mídia do Brasil é brasileira, a de Angola é angolana, e etc.


    Some historians have long believed that Cabrillo was from Spain, and a recently discovered document gives strength to that opinion. Historian Harry Kelsey, in his exhaustive 1986 biography Juan Rodríguez Cabrillo, writes that Cabrillo probably was born in Seville, Spain.[5] In 2015, Dr. Wendy Kramer, a Canadian researcher, investigating a series of Spanish legal documents from a 1532 lawsuit, found that one of the witnesses in the lawsuit was named Juan Rodriguez Cabrillo. That witness testified under oath that he was born in Palma de Micergilio (Palma del Río, Córdoba, Spain) , a town in the province of Córdoba in Spain. Other details of the witness's biography match known facts about the explorer

    http://www.sandiegouniontribune.com/lifestyle/people/sdut-cabrillo-spain-settle-debate-2015sep14-story.html


    You deceive yourselves keeping as Portuguese

    Você se engana mantendo-se como português