Discussão:Loriga

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Nota:Site (www.loriga.de) em que é utilizado o trabalho de pesquisa de outro sobre a história da vila de Loriga,sem que seja referido o seu autor (excepto num excerto de texto). Atitude semelhante foi tomada pelo mesmo senhor,residente há muitos anos na Alemanha,num site no Terravista,também sobre Loriga,e em relação ao mesmo autor.Aliás,quase tudo o que esse senhor tem publicado no seu site é fruto do trabalho de quem, em Portugal,tem feito a pesquisa. (Nota de um anónimo)

Eu não compreendo esta nota. Será uma queixa em relação a direitos autoriais? Manuel Anastácio 23:28, 3 Out 2004 (UTC)

Loriguenses[editar código-fonte]

Gostaria de saber porque o(s) autor(es) dos textos de Loriga insistem em cometerem um erro quando dizem Loricente, esta palavra não existe, a verdadeira palavra é Loriguense. Como exemplo deixo alguns nomes de associações de Loriga: Grupo Desportivo Loriguense, Socorro paroquial Loriguense. Por favor não acanalhem Loriga!! o comentário precedente não foi assinado por Silvaapa (discussão • contrib.) 09h04min de 30 de Setembro de 2007 (UTC)

Diz-se e escreve-se Loricense e não loricente!Loricense deriva de Lorica,nome antigo de Loriga,tal como se diz flaviense ou bracarense,por exemplo. Acresce que,Lorica ou Loriga servem para designar a mesma coisa (couraça),e até nesse aspecto Loricense é o mesmo que Loriguense! Quem faz comentários desses é que acanalha Loriga e os Loricenses!! Estude primeiro e comente depois... o comentário precedente não foi assinado por 213.22.178.87 (discussão • contrib.) 09h04min de 30 de Setembro de 2007 (UTC)

Apoio ao Absolutismo e consequente "castigo"[editar código-fonte]

Penso haver alguma incongruência e falta de rigor nestas afirmações, até mesmo uma contradição. O autor do texto afirma que Loriga era desde o início do sec. XIX uma terra de indústria. Muito bem. Falta dizer que esta indústria se encontrou em expansão até pelo menos ao fim da 1ª metade do séx. XX. Certo? A decadência desta indústria e da própria localidade tem vindo a registar-se desde a 2ª do séc. XX. Se até aqui estamos de acordo, agora olhemos atentamente para as afirmações sobre o alegado castigo depois de Loriga ter apoiado a facção dos absolutistas... Meu caro senhor, parece-me que as suas conclusões nada soam a factos comprováveis, nem objectivos, são sim fruto de tentativas de explicar aquilo que se passa à nossa volta com algo que nunca se poderá provar e por isso será aceite como uma ideia certa. Aprecio muito que as pessoas escrevam e investiguem sobre Loriga, e aprecio bastante o restante texto, mas não vamos cair em explicações populistas e desprovidas de objectividade. Note a contrariedade: se Loriga tivesse sido assim tão prejudicada a partir do início do séc. XIX, certamente não teríamos tido a indústria que surgiu já no séc. XX, e não duvidemos que o início do séc. XX foi das épocas de maior desenvolvimento da nossa querida localidade. o comentário precedente não foi assinado por 85.244.88.231 (discussão • contrib.) 09h04min de 30 de Setembro de 2007 (UTC)

Concordo consigo que há uma claríssima falta de rigor nestas afirmações, noutras também mas não vem ao caso. Quem chegou a tal conclusão nada sabe de História e tentou justificar-se com o primeiro que tinha à mão, como é hábito dos declamadores de trazer no bolso. Muito sucintamente, essas alterações deveram-se às grandes reformas regionais levadas a cabo na época que afectaram o país inteiro e deram origem aos Distritos, uma divisão nascida desse plano. Nessa altura muitos municípios perderam o seu status, que foi transferido para lugares com maiores possibilidades de expansão. J.P.Amaral, 08:50 31/03/2008

Não vou dar grandes detalhes,e pelo que eu li no seu texto nem vale a pena dá-los. Apenas digo que o que foi escrito neste óptimo artigo sobre Loriga,neste fantástico site que é a Wikipédia,foi real e está profusamente documentado.Está apoiado numa exaustiva e profunda pesquisa histórica,e a Wikipédia está de parabéns por publicar e manter este artigo sobre esta bela e histórica vila,confirmando o rigor,a qualidade e a seriedade que sempre a distinguiram.Espera-se que a Wikipédia não desiluda! o comentário precedente não foi assinado por 213.22.178.4 (discussão • contrib.) 09h04min de 30 de Setembro de 2007 (UTC)

loriguense = loricence[editar código-fonte]

Nota: esta página mudou de sítio e encontra-se aqui: http://www.ciberduvidas.com/pergunta.php?id=17045 . Trebaruna msg 21h23min de 24 de setembro de 2010 (UTC)

Para que conste, não existe a palavra "loricence" tal como não existe as palavras "loringuense" e "loriguence", que também se vêem por aí! A palavra que existe é Loricense, e também serve para designar os naturais de Loriga. o comentário precedente deveria ter sido assinado por 83.240.186.29 (discussão • contrib.), 16:24, setembro 24, 2010

Dados erróneos sobre Viriato[editar código-fonte]

Não há provas históricas reais, nem conclusivas, que provem que Viriato é natural de Loriga. Por muito que alguns sites (cheios de dados erróneos e muita imaginação de alguns curiosos sobre o tema) o indiquem, a verdade é que Viriato NÃO é loriguense (de "Lobriga" ou "Lorica"). Usuário:Trebaruna 00:48 29 Março 2007 (UTC)

Indique provas de que esses dados são erróneos,e provas de que "Viriato NÂO é loricense". Ao fazer essas afirmações sem apresentar dados/provas que as sustentem,está a caír no mesmo erro que quer imputar a quem critica. o comentário precedente não foi assinado por 213.22.178.87 (discussão • contrib.) 09h04min de 30 de Setembro de 2007 (UTC)

Apesar das alterações de algum usuário(a), tenho o hábito de dizer Loriguense. Não vou dar explicações a quem se esconde sob o anonimato e que nada adianta sobre o tema. Não estou a cair em erro nenhum. Releia o que eu disse e interprete da seguinte maneira: até à data, não há provas acerca da data e local de nascimento exactos de Viriato. Além disso, eu tinha dito isto acerca de uma frase que já não se encontra no artigo principal sobre Loriga. Trebaruna 05h34min de 5 de Junho de 2007 (UTC)
Já agora, caro Trebaruna, se não se importar, vai ter que provar que Viriato não é lisboeta, portuense, coimbrão e assim sucessivamente até nada mais sobrar do que Loriga; haja pachorra, e muita. PARG 23h44min de 11 de Junho de 2007 (UTC)

PARG: creio que o teu comentário não se devia dirigir ao Trebaruna, mas ao anónimo... Manuel Anastácio 23h12min de 12 de Junho de 2007 (UTC)

Óbviamente, a crítica é mesmo para o Trebaruna.Para bom entendedor,meia palavra basta!... Jorge Andrade (Especial:Contributions/83.240.186.162)
Obviamente, para si J.A., nem uma frase inteira bastou! Trebaruna
É óbvio que a crítica é para o Trebaruna.Como diz PARG,é preciso ter muita pachorra! o comentário precedente não foi assinado por 83.240.186.93 (discussão • contrib.) 09h04min de 30 de Setembro de 2007 (UTC)

Afinal, meias palavras parece que não bastam. A crítica, obviamente não era para o Trebaruna. Off topic, entristece-me que uma terra de pessoas inteligentes (conheço muitas, obviamente), com condições para elevar este artigo a um dos melhores da WikiPT, consiga produzir aqui tanto lixo. PARG 08h13min de 27 de Setembro de 2007 (UTC)

-Trebaruna,desafio-o a provar que Viriato não é de Loriga,sustentando assim a sua afirmação! o comentário precedente não foi assinado por 81.84.24.17 (discussão • contrib.) 09h04min de 30 de Setembro de 2007 (UTC)

Ai, deixe-me rir!!! Eu até aceitava mas, além de você não passar de um mero anónimo, pelo visto, tinha que lhe explicar as coisas mais do que três vezes. Se você não entende uma simples frase, nem por meias palavras nem explicada, como espera entender textos complexos? Dedique-se a outra coisa que esteja mais ao seu nível ou volte para a escola para aprender a interpretar textos em português. Trebaruna msg 09h25min de 29 de Setembro de 2007 (UTC))

A sua resposta é que dá vontade de rir Trebaruna!Só tem esses argumentos??!Só de desconversa e de desrespeito??! o comentário precedente não foi assinado por 81.84.24.17 (discussão • contrib.) 09h04min de 30 de Setembro de 2007 (UTC)

Olhe quem fala! Dê-se ao respeito se quer algum em troca. Trebaruna 09h04min de 30 de Setembro de 2007 (UTC)

Então Trebaruna,continuamos à espera das provas que sustentam a sua afirmação,segundo a qual Viriato não é de Loriga! o comentário precedente não foi assinado por 81.84.24.17 (discussão • contrib.) 19h18min de 3 de Outubro de 2007 (UTC)

Estamos??? Ah! Você e as suas múltiplas personalidades "auto-louvantes", pelas quais é famoso.
O que será que lhe custa tanto a entender naquela frase??? Parece que sim.
Interprete como quiser - você ou sejam lá quantos você pensa serem: não respondo mais a perguntas (de) idiotas porque a paciência tem limites. Trebaruna msg


Proteção[editar código-fonte]

Protegi o artigo para parar a guerra de edições, vamos ver se os ânimos se acalmam. --GRS73 msg 19h51min de 11 de Junho de 2007 (UTC)

Deixe-se disso,que só está a deixar a wikipédia mal vista...Está a afectar a isenção e a credibilidade da wikipédia!E então essa questão do brasão é uma vergonha!Informe-se bem e verá quem tem razão!... Jorge Andrade (ou seja, António Conde) (Especial:Contributions/83.240.186.162)

Vândalos anónimos, s.a.[editar código-fonte]

Não sei o que se passa aqui mas, ultimamente, há uma onda de IP’s que tentam, a toda a força, apagar o brasão de Loriga e publicitar uma página da internet tendenciosa, que, curiosamente, exibe como brasão real, um desenho de um brasão que já foi alvo de sanções para o autor (fonte: Jornal mensal "Garganta de Loriga"), apagando o link a outras páginas que dão informação imparcial e geral sobre Loriga. Como já propus, há mais itens que podem desenvolver-se sobre Loriga, ao invés de fazer desaparecer informação correcta e documentada, substituindo-a por outra irrelevante.

Para “Jorge Andrade”: leia tudo o que se passou anteriormente antes de escrever disparates. A Wikipédia promove informação devidamente justificada através de fontes ou referências, de acordo com a política de verificabilidade.

Muito me espanta que alguém tão bem informado (era uma ironia se não percebeu) venha queixar-se de algo que desconhece.De onde sai o brasão que não reconhece? Daqui:

  • [1] - C.M.Seia
  • [2] - B.V.Loriga
  • [3] - Bandeira dos B.V.L.
  • [4] - J.F.Loriga

Como se pode comprovar, este é o símbolo usado pelos bombeiros, pela Junta de Freguesia, em medalhas alusivas a associações/acontecimentos loriguenses, no jornal da paróquia de Loriga, etc. Se não lhe basta, vá discutir com todos os organismos que o expõem o brasão de Loriga. Trebaruna

Caro Trebaruna;Acho que voçê tem andado a exagerar com as suas posições pessoais e radicais,que têm prejudicado a sua imagem,a imagem da Wikipédia,e a imagem de Loriga. o comentário precedente não foi assinado por 83.240.186.93 (discussão • contrib.) 09h04min de 30 de Setembro de 2007 (UTC)
E eu acho que "voçê" devia preocupar-se com outras coisas, como rever a sua ortografia, e deixar em paz o que é não é da sua conta. Se sabe tanto sobre Loriga, escreva sobre a vila e não sobre o que acha ou deixa de achar de mim. Trebaruna

Ficam aqui os seguintes esclarecimentos:

1 - Ninguém ligado ao jornal Garganta de Loriga,que por acaso não é mensal,disse a quem quer que fosse que o desenho do tal brasão foi alvo de sanções para o autor,porque isso é falso.Aliás,esse desenho de brasão é baseado na proposta apresentada à Junta de Freguesia da vila de Loriga pela Comissão de Heráldica da Associação dos Arqueólogos Portugueses,e pela Diácria,a editora que tratou do processo,proposta essa que sendo a melhor para Loriga foi incompreensívelmente recusada pela autarquia. Pelo contrário,a ANALOR,proprietária do referido jornal,sempre apoiou a resolução deste problema,cujo processo infelizmente se tem arrastado há já seis longos anos.

2 - O facto de aquele brasão ser exibido na wikipédia e nos sítios referidos não o torna o brasão oficial e legal da vila de Loriga.O facto de esse brasão ser exibido dessa forma como brasão oficial foi um dos principais motivos pelos quais a autarquia loriguense foi intimada,nos termos da lei,a tratar do problema dos símbolos heráldicos de Loriga. Assim,e em 2002,a Junta de Freguesia de Loriga aprovou uma proposta de brasão que provocou muita polémica,e que está ainda à espera de aprovação na referida Comissão de Heráldica,o que muito dificilmente acontecerá.Isto acontece porque,entre outras coisas,aquele órgão aprova os símbolos heráldicos,não apenas se eles respeitarem as normas da heráldica (o que não acontece com o "brasão" exibido na wikipédia),mas também se eles forem representativos da localidade em causa.

3 - Ao contrário do que é convenientemente sugerido por alguns,a questão dos símbolos heráldicos de Loriga não é um problema ou conflito entre a autarquia local e o loriguense A ou B,residente ou não residente,ou entre loriguenses,tratando-se antes de um problema legal que afecta a imagem da vila. Embora haja loriguenses que desejem a manutenção desse "brasão" (e os problemas começaram por aí e mantêm-se),tal não é possível,nem mesmo com a "ajuda" deste ou daquele editor da Wikipédia.Aliás,a função da Wikipédia é esclarecer e informar,e não "tomar partido". o comentário precedente não foi assinado por 81.84.24.17 (discussão • contrib.) 09h04min de 30 de Setembro de 2007 (UTC)


Não tome posições em nome de instituições que não representa porque não está mandatado para tal e porque os vários dirigentes da Analor nunca se manifestaram publica e claramente acerca da sua posição. Se o fizessem, aposto que não seria aqui. A comissão de heráldica não apresenta projectos - recebe-os, estuda-os e atribui-lhes o seu parecer.
Se está tão dentro do assunto, releia e verifique que me refiro à forma utilizada para divulgar um desenho, juntamente com a pessoa que o difundiu, que foram repreendidas e repudiadas, preto no branco, para que não houvesse dúvida acerca da inexistência de qualquer relação entre o bom nome do jornal/Analor e o “fenómeno”.
"(...) proposta essa que sendo a melhor para Loriga foi incompreensívelmente recusada pela autarquia." Isto é um facto? Isto é uma clara opinião sua perante tudo, como todo o "esclarecimento"!
Isto do brasão parece ser uma de cruzada pessoal de alguns, caso contrário não vinham os mesmos de sempre, propositadamente, executar o que parece um ritual: retirar o brasão e alterar o gentílico (ora “loricences” ora “loricenses” - ainda não se decidiram), ou fazer a promoção de um grupo de sites onde aparece um desenho intitulado como sendo o único e verdadeiro brasão de Loriga! É o cúmulo do delírio.
Por acaso sabe em que século a palavra “lorica” apareceu escrita pela primeira vez? E “lorica segmentata”? Isto deita por terra Loriga ter o significado de couraça (deste tipo) desde o ano que o autor do desenho lhe quer atribuir.
Da minha parte, escrevo sobre factos que podem ser comprovados, não recorrendo a opiniões nem faço "copy/paste" de textos encomendados para serem colocados aqui. Você pensa que por alguém escrever na Wikipédia, ou colocar um brasão com referências, que está a expressar um ponto de vista, tal como fez você? LOL.
Se um dia Loriga ostentar outro brasão que não o mostrado ou se descobrir a localidade exacta do nascimento de Viriato, aparecerão aqui. Entretanto, contente-se com a realidade do que há. Trebaruna


- Ninguém tomou posições em nome de quem quer que fosse.Foi apenas a constatação de uma realidade:O Trebaruna citou o Garganta de Loriga como uma fonte das suas informações erradas,como forma de as legitimar,e isso é que é agir incorrectamente. Aliás,quem entra regularmente na sede da ANALOR,proprietária do jornal,é assinante e lê o mesmo,sabe que é verdade o que foi escrito pelo usuário no ponto 1.

- Quanto às propostas de brasão que a autarquia recusou,é verdade e não é apenas a opinião de quem escreveu o comentário.Aliás,se o Trebaruna fosse rigoroso e isento,informava-se junto da Comissão de Heráldica e da editora,cujo nome até é referido,e facilmente verificava a veracidade das informações. A propósito,e ao contrário do que diz o Trebaruna,a Comissão de Herádica não se limita a receber e aprovar projectos,pelo contrário,também os apresenta,baseados na história da localidade em causa,além de,como é óbvio,das regras da heráldica e da legislação em vigor.

- Quanto ao caso da Lorica,o seu comentário demonstra muita ignorância da sua parte,e teria que lhe dar aqui uma lição de história (mas não me apetece),tal como lhe têm dado,e lhe estou a dar em relação ao assunto do brasão. Digo apenas o seguinte,para terminar:Já toda a gente minimamente inteligente que tem lido o que tem sido escrito aqui,sabe que o Trebaruna não tem sido isento nem rigoroso (os comentários apagados provam disso).Quanto aos assuntos em causa,das duas uma:Ou o Trebaruna não sabe,e isso explicaria o teor dos seus comentários,ou sabe mas não lhe convém escrever o que sabe porque isso colidiria com a posição que tem defendido desde o início,e isso para ele "seria perder a face". - Como não me apetece dar lições a ninguém,muito menos a quem não quer ver nem saber,termino por aqui!Se algum outro usuário,além dos anteriores,tiver pachorra,que avance! o comentário precedente não foi assinado por 81.84.24.17 (discussão • contrib.) 09h04min de 30 de Setembro de 2007 (UTC)

Não lhe apetece dar lições??? Que petulância! Vou ser tão modesta como merece.
Quer dar lições e julga que as deu a quem? Você que não sabe escrever nem interpretar um simples texto (mesmo depois de explicado). Desde quando eu aceitaria lições de um fanfarrão, néscio e ignóbil, que, ao ficar sem argumentos, parte para o insulto gratuito, como se isso lhe desse mais prestígio ou validasse o que tenta impingir? A única lição que deu foi mostrar-se nitidamente contraditório e ordinário, escudando-se com o "eu sei mas não digo".
Não tente comparar-me consigo insinuando que tenho duas caras. Não sou da sua laia, se era isso que queria dar a entender. Tenho um perfil coerente, nada a ver com o seu, que é dúbio.
Como tem a audácia de me culpar de actos feitos por si, como foi alterar o comentário de alguém, duas vezes, uns minutos antes de escrevinhar as barbaridades que proferiu?
Não tente rebaixar a minha inteligência (os meus conhecimentos) ao seu parco nível. Não admito que alguém com a sua (má) índole me difame e insulte! Trebaruna msg 09h25min de 29 de Setembro de 2007 (UTC))

Depois de ler tudo, eu tenho pachorra e avançarei. Esse indivíduo insulta e difama todos os que não comungam com ele. O Trebaruna já devia estar à espera de ser ofendido a partir do momento se dignou a dar-lhe trela. O anónimo não reflecte a educação e cordialidade dos loriguenses. Se calhar nem loriguense é.

Trebaruna, não ligues ao que te foi dito e não te sintas ofendido. Os comentários dos incógnitos, já se vê donde vêm e não devias ter respondido. Devias prever que serias atacado porque levaste a melhor, como alguém com o caso do Absolutismo em Loriga, que basta ler para ver que não houve resposta à altura dos dados contraditórios que foram apresentados. Em Loriga ninguém lhes dá importância e nem se fala disto para não se sujar a boca. No fim de tudo, quem sai mal são eles porque não defendem Loriga, mancham o nome dos loriguenses e o seu narcisismo não lhes permite ver além do umbigo. Com o tema do brasão estão à espera de ter um motivo de notoriedade para pertencerem à história de Loriga. Foste muito educado. Isso tens garantido.

Esta facção tem-nos trazido mais prejuízos que benefícios, contudo gostam que se pense que é em prol de Loriga. Sim, os que lá moramos vemos isso...

Não falam de outra coisa e, quando vêm a Loriga e são confrontados com verdadeiros licenciados em história, ficam em cheque, ridicularizados pela sua falta de dados e argumentos. Acabam sempre que ter que agarrar na viola e tocar a sua música para outra freguesia onde não os conheçam - a Wikipédia calhou na rifa.

Sou assinante do “Garganta” e lembro-me do caso que falas. Repara que aqui estão a usar a mesma política para dar fiabilidade aos seus actos, porém sou da opinião que não devias ter falado de um caso que já caiu no esquecimento e por lá devia ficar.

Já estamos tão habituados que lhes ligamos tanto como ligamos aos cães na missa.

Vê o que te digo: aqueles comentários tornaram esta página numa lixeira, onde poucos trazem ideias para desenvolver o artigo. Junto-me a eles e deixo outras: o ar, a praia fluvial, a pastorícia, a elaboração do queijo, a desertificação de Loriga, o fecho das fábricas e a situação da Metalúrgica, o percurso que muitas crianças têm que fazer até chegar à nossa escola, a fuga dos jovens licenciados para Lisboa e Coimbra, a melhor aluna do concelho de Seia é uma moça loriguense, o avião dos ingleses, a arquitectura e, como não, o nosso sotaque pegadiço. Disto não falam porque não conseguem fazer polémicas.

Como disse o jovem Paulo, há condições para elevar a qualidade deste artigo, quem sabe, a um dos melhores da WikiPT. Tenho fé que se descubra alguma coisa do Viriato para provar que é daqui porque já houve uma comissão que lhe quis fazer uma estátua. Desculpa a extensão e o meu pedido: peço-te para não responderes a provocações, ainda mais quando vem de onde vêm, caso contrário, tão tolo é quem provoca como aquele que responde. Faz ouvidos moucos a isto que é a melhor atitude que podes tomar. António L.M.M.B. - 20h03min de 29 de Setembro de 2007 (UTC) (Especial:Contributions/89.26.171.216)

As suas ideias são excelentes. Penso que será difícil descrever o sotaque, uma das coisas mais genuínas e pegadiças que Loriga tem. Por exemplo, é complicado explicar a modulação de voz nesta simples frase, tão típica: "Deixa estar que agora é que a aprontaste bonita". Mas já há muito por onde pegar.
O António só reforça o que digo e o que conta não é novidade. Entristece que a viola desse sujeito tenha só uma corda. Vou tentar seguir os seus concelhos uma vez que me pareceu sensato.
Deixei o restante comentário na sua página de discussão antes que desaparecesse por artes mágicas. Cumprimentos. Trebaruna msg

Então Trebaruna,acabaram-se os seus argumentos e partiu para o ataque suêz,julgando e chamando nomes a uma pessoa que não conhece de lado nenhum??!E porque introduziu o seu "à parte" no comentário anterior??!Quem tem a razão do seu lado não age dessa forma! E porque apagou a resposta que deram à sua reacção despropositada??! É a sua actuação habitual:Não lhe agrada o comentário,censura-o,ou seja,apaga-o!!A sua atitude fala por si e é óbvio que não tem razão!! o comentário precedente não foi assinado por 81.84.24.17 (discussão • contrib.) 09h04min de 30 de Setembro de 2007 (UTC)

Ataque “suêz”? Não costumo atacar o Egipto, nem com um acento circunflexo.
Ora vá a um dos seus comentários e veja que foi você o primeiro a fazer, literalmente, tudo isto de que me quer acusar: Citação: 81.84.24.17 escreveu: «(...) acabaram-se os seus argumentos e partiu para o ataque suêz, julgando e chamando nomes a uma pessoa que não conhece de lado nenhum».
Saiba que já lhe dei mais esclarecimentos do que os que merecia. Volto a dizer-lhe para não me acusar de vandalismos cometidos por você ou outros.
Não o insultei; apenas lhe devolvi os mimos com os quais me brindou. Se for você a proferir isto, está tudo bem mas, se for eu, já estou a ofender. Que incoerência. Se não gostou, tivesse pensado um pouco antes de proferir insultos e falsas acusações, com o seu vocabulário, esse sim, SOEZ.
Se quer ser tratado como alguém minimamente inteligente, mostre-se como tal. Não irrompa aqui, como se fosse o dono da verdade, esperando obter palmas e aprovação. Isto é uma zona de diálogo. Bastava-lhe ter mostrado o seu ponto de vista e aceitar o dos outros. Ao atacar-me sob pretextos idiotas, não ganha nada.
Se quer ser respeitado, respeite primeiro os outros, independentemente de os conhecer ou não.
Diga o que disser, os seus actos já falaram mais alto que quaisquer palavras suas, ditas ou por dizer. Trebaruna msg

Trebaruna não disse nada de novo,nem nada que abonasse a seu favor,nem respondeu de forma apropriada aos reptos que lhe foram lançados (e o forjado comentário a seu favor não ajudou nada).Pior que tudo isso não apresentou uma única prova ou argumento que provasse as suas posições e afirmações que estão na base desta polémica discussão,começando pela questão do "brasão". Continuou a demonstrar desconhecimento dos assuntos em causa (além do desconhecimento da língua materna),e escudou-se com retórica inconsequente que roçou a vulgaridade e a má educação. Conclusão óbvia:Trebaruna não tem razão e,pior do que isso,recusa admiti-lo! Apresente provas que sustentem as suas afirmações e posições,em contraponto ao que lhe foi apresentado,pois só assim terá credibilidade!Ficaremos todos à espera,óbviamente sentados! o comentário precedente não foi assinado por 81.84.24.17 (discussão • contrib.) 19h42min de 1 de Outubro de 2007(UTC)

O Trebaruna não tem razão nenhuma sobre a questão do "brasão" de Loriga aqui colocado (esse "brasão" é mesmo ilegal e não é,não foi nem nunca poderá ser o brasão oficial de Loriga);Não tem razão sobre a questão de Viriato ao afirmar,e ninguém o pode fazer (nem em relação a Loriga nem a relação a qualquer outra localidade), que Viriato não nasceu em Loriga (existe uma tradição muito antiga nesta vila que diz o contrário,já quiseram erigir-lhe um monumento e a principal rua da parte mais antiga do centro histórico tem o seu nome há séculos);Não tem razão sobre a questão da origem do nome de Loriga (Lorica,nome de couraça desde a época romana);Não tem razão sobre o gentílico de Loriga (Loricense que deriva de Lorica,antigo nome de Loriga),etc.O Trebaruna está a por em causa as tradições,as origens e a história dessa belíssima vila serrana,assim como a imagem e reputação dos loriguenses (ao mexer num episódio,do tal "brasão" que puseram aqui, já ultrapassado de um assunto que cheira mal e que está em vias de resolução, embora infelizmente com muita lentidão). Conclúíndo,o Trebaruna só tem feito asneira,e até parece que é o dono da pt.Wikipédia porque ninguém se preocupa com isso! o comentário precedente não foi assinado por 81.84.24.17 (discussão • contrib.) 19h49min de 1 de Outubro de 2007 (UTC)

- Estes 2comentários foram escritos pela mesma pessoa com 7 minutos de difrença. António L.M.M.B. - 11h02min de 4 de Outubro de 2007 (UTC)(Especial:Contributions/89.26.171.216)

O seu problema é esse: não poder mandar aqui. E já verá que há quem se preocupam com o que se aqui passa.
"(...) nem respondeu de forma apropriada aos reptos que lhe foram lançados (e o forjado comentário a seu favor não ajudou nada)." Eis o espelho das suas acções!
Você que escreve "estrêla", estupidêz", “óbviamente”, “herádica”, “suêz”, “conclúíndo” e “por em causa”, entre outras borradas gramaticais, por isso não venha dizer-me que não sei escrever na minha língua nem que tenho falta de conhecimentos. Tenho é falta de paciência para gente hipócrita. As provas que tinha a dar já as dei, com fontes de referência fiáveis. E as suas? Vir aqui repetir-se não é apresentar factos. Que moral tem alguém que vem aqui dizer que um brasão de Loriga é ilegal e depois mostra nos seus sites um desenho verde sob o nome "o verdadeiro brasão de Loriga"?
Você não tem capacidade de compreender nem assimilar textos porque não tolera factos que se opõem ao seu ponto de vista. A sua empáfia chegou tão longe ao ponto de pensar que fala em nome de muitos. Cuidado que pode ser o início de um transtorno dissociativo.
“(...) está a por em causa as tradições,as origens e a história dessa belíssima vila serrana,assim como a imagem e reputação dos loriguenses”. Ora aqui está uma coisa para a qual você tem um dom maestro e afamado, para o qual não necessita de ajuda.
Chamou forjado a um comentário porque não lhe convinha. Forjados são todos os comentários escritos por si aqui, ou em fóruns, em livros de visita, etc. Que chamará a este texto, onde jornalistas do DN Online, num trecho, mencionam este artigo que afirmam ter sido vandalizado por alguém que colocou comentários sobre “inimigos” de Loriga, apagando e alterando as informações já colocadas por outros usuários relacionadas com temas como as festividades, hidrografia e acessos, e eliminando a figura do Brasão pertencente à localidade. Segundo os registos deste artigo na Wikipédia, esse vândalo é você. Será que, o que consta no DN online, também foi forjado por gente maligna?
Como já me pediram, vou deixar de responder às repetidas idiotices porque tenho mais que fazer e não merece que eu desperdice mais tempo consigo. Interprete (se conseguir) como quiser. Se compreendeu ou não, o problema seu. Cumprimentos. Trebaruna msg

Continua sem dizer nada!Até aqui apagava os comentários que não lhe convinham,agora (pasme-se!) junta dois comentários de usuários diferentes como se fossem de um só!É incrível! Esse brasão,que nunca é apelidado de "o único brasão de Loriga",pelo menos respeita as normas da heráldica portuguesa. Digo apenas que voçê é a vergonha da Wikipédia!!! o comentário precedente não foi assinado por 81.84.24.17 (discussão • contrib.) 23h34min de 3 de Outubro de 2007 (UTC)

- Diga o qeu quiser que aqui já não enfia o barrete a ninguém! Toda a gente sabe qeu todos os comentários não assinados são teus. Não sou eu que escondo o meu nome. Vergonha é um adulto acusar outros das suas acções, afirmar que é um estudioso de Heráldica e de história de da nossa belíssima vila (que implica saber paleografia e português arcaíco) e não saber escrever você, que não leva Ç. Vá tocar a viola para outra freguesia. António L.M.M.B. - 11h36min de 4 de Outubro de 2007 (UTC)(Especial:Contributions/89.26.171.216)

-Apaguei um comentário mal cheiroso e escrito aos berros do 81.84.24.17 porque me apagou o meu. Já basta! Vandalizou o artigo mas como não o conseguiu alterar, apagou-o todo até que alguém o voltou a escrever. Como se não bastasse vandaliza esta zona sem qeu o chamem a atenção. Prova do teu remédio! Já basta caso contrário isto parecerá uma lama. Pus uma coisa no texto qeu ninguém pos: é que Loriga é a vila masi alta de Portugal com os seus quase 800m de altitude. Isto é que as pessoas querem saber e não quem ofende melhor ou pior.

Se alguém quer escrever mais alguma coisa, que seja alguma coisa com pés e cabeça. Senão que vá para a "porta da estrela" fazer o que faz aqui que lá tem mais audiência e pode entrar 20 vezes com nomes diferentes. - António L.M.M.B. - 00h58min de 5 de Outubro de 2007 (UTC)(Especial:Contributions/89.26.171.216)

Lamento dizer mas estes links só provam o uso em Loriga de símbolos heráldicos ilegais e não oficiais. Eu já confirmei esse facto junto da Comissão de Heráldica da AAP, em Lisboa. o comentário precedente deveria ter sido assinado por Usuário:Homoviria (discussão • contrib.) 06h12min de 14 de Setembro de 2010 (UTC)

Gentílico[editar código-fonte]

Loriga lê-se LU-RIGA. Chama-se Loriga há muito, muito tempo o que faz com que desde há muito tempo sejamos Loriguenses, a banda e o finado Socorro também. A associação de Bracara A.-bracarenses, Lorica-loricenses é bonita para alguns não-residentes mas somos LORIGUENSES e a terra que nos viu nascer há séculos que não se chama LORICA. Divulgai a qualidade do ar, a praia fluvial que mete cobiça e o bolo negro de Loriga, loriguense de sempre. o comentário precedente não foi assinado por 85.152.252.61 (discussão • contrib.) 09h04min de 30 de Setembro de 2007 (UTC)

-Vá lá. Imagine-se que tinha sido com Lobriga: passariam a ser lobriguenses ou lobricenses. É tão correcto como loricense já que tem a mesma etimologia. Podiam fazer-se outras terminações tão correctas como as anteriores mas seriam cacofonias.--AfonsoFSM 17h14min de 26 de Junho de 2007 (UTC)

- Para mim diz-se,lê-se e escreve-se LORIGA e não LURIGA.Eu sou loriguense,e até aceito ser chamado loricense,o que também faz sentido.O que não aceito é ser tratado por LURIGUENSE!Isso para mim é que é uma cacofonia! o comentário precedente não foi assinado por 81.84.24.17 (discussão • contrib.) 09h04min de 30 de Setembro de 2007 (UTC)

Quer dar lições e faz comentários destes... Trebaruna 09h25min de 29 de Setembro de 2007 (UTC)
Ó jovem do "para mim": onde é que leu aqui que alguém o chamasse de Luriguense? Não vejo nenhuma incorrecção. António L.M.M.B. - 20h03min de 29 de Setembro de 2007 (UTC)(Especial:Contributions/89.26.171.216)

Loriguenses vs. Loricenses[editar código-fonte]

Retirei o palavra "loricense" porque, como tive a oportunidade de confirmar, não é nem nunca foi usada pelos loriguenses. O termo só é referido num grupo de sites, todos do mesmo autor. Como tal, eleminei esse sinónimo. Como já foi referido acima, para aparecer esse termo, teriam que aparecer todos os gentílicos possíveis que, apesar de "correctos", nunca foram usados e são completamente desconhecidos dos loriguenses. Trebaruna

Caro Trebaruna;Acho que voçê tem andado a exagerar,e as suas atitudes não ficam bem a si nem à Wikipédia! o comentário precedente não foi assinado por 83.240.186.93 (discussão • contrib.) 09h04min de 30 de Setembro de 2007 (UTC)
LOL. Acha que é um exagero o que menciono com fontes de apoio? O que não lhe fica bem é escrever assim, pela segunda vez, e de maneira irrelevante para esta discussão. Trebaruna

Opinião de terceiro[editar código-fonte]

Olá,

A diferença entre as imagens que tem gerado discussão é pouca, ambas têm qualidade aceitável e acho que servem perfeitamente para o artigo. Mas como uma já estava no artigo, acho que esta deveria ser mantida. Talvez a nova pudesse ser incluída em <gallery>, o que não é muito aconselhável num artigo e as categorias no commons servem para isso. Por isso, na minha opinião, a imagem original deve ser mantida deixando a nova disponível no commons. Já agora, nenhuma das duas são panorâmicas. Vejam um exemplo aqui. Se a nova imagem fosse assim, já se justificava a sua inclusão. … LonE msg 19h17min de 21 de Janeiro de 2008 (UTC)

A diferença entre as imagens é grande! Apesar da foto ser bonita, quem conhece Loriga não a reconhece na foto principal do artigo porque a beleza da Vila está no que não se vê na foto principal - que Loriga (770m) se encontra no meio de montanhas com cerca de 1800m.
A outra, apesar do formato não ser panorâmico, a imagem é panorâmica porque o que não se vê são árvores e estrada. Aquele é o panorâma que a vista abrange. Assim sendo, ficará a ilustrar o que não se vê na foto principal e que é descrito no início do artigo: apresenta uma imagem completa da Vila, a razão porque se apelida de "Suíça portuguesa", a localização entre montanhas e o destaque que recebe ao ser abraçada por 2 rios que se unem mas que fazem 2 sulcos visíveis na foto, com a moldura de socalcos. Trebaruna (discussão) 22h55min de 21 de Janeiro de 2008 (UTC)
Analisando melhor a sua posição, que foi erradamente removida da página de discussão do usuário Sacavem, acho que seria melhor a imagem original ser trocada pela nova. Se é uma característica importante (não conheço o local) o facto de Loriga estar situada entre montanhas, a sua foto ilustra bem isso. Quanto a ser panorâmica ou não, não tem muita relevância.
Entretanto, mantenho a opinião de que ambas as imagens são válidas. Só é preciso chegar a um consenso de qual a mais indicada para a imagem principal do artigo. Seria interessante mais opiniões.
LonE msg 12h26min de 22 de Janeiro de 2008 (UTC)


Bom dia caro amigo, deixo aqui a opinião que escrevi acerca do assunto,ao outro usuario.

"Tenho para mim que é falta de respeito trocar fotos sem previa consulta do usuário que fez esse trabalho.Quanto às questões técnicas da foto ser melhor que a outra não partilho essa opinião pois faço fotografia e tenho uma apreciação técnica diferente mas que não interessa aqui para este caso. Sei que existe um impulso grande (por parte de alguns)para trocar as "nossas" fotos por outras, mas isso não é correcto desde que no essencial adjacente ao artigo/foto a disparidade seja muito grande o que não é o casoas fotos são no essencial semelhantes , então porque trocar por trocar devemos respeitar o 1º trabalho de postagem. Depois v/ nem carregou a foto para o tema Loriga no Commons o que será um erro. Porque v/ não tenta ser original e coloca fotos em artigos que ainda não têm? mas vai ver que se alguém trocar as mesmas não vai gostar de ver o seu trabalho "desfeito". Espero que tenha percebido a minha posição.Atenciosamente, Sacavem (discussão) 15h08min de 18 de Janeiro de 2008 (UTC)

Espero assim que entenda a minha posição. Sacavem (discussão) 12h02min de 29 de Janeiro de 2008 (UTC)

A 19/Jan, como esclarecimento a estas palavras do usuário Sacavem (cujo original poderá ler-se aqui), indiquei-lhe que estava enganado nas suas afirmações porque, como poderia confirmar:
1º - eu já tinha contactado o usuário que inseriu a foto inicial;
2º - a foto que coloquei estava categorizada no Commons desde Dezembro/2007;
3º - esclareci que, ao contrário do que ele opinava, as fotos não são semelhantes em nada - são abordagens muito diferentes do mesmo tema (a vila), onde podem observar-se coisas distintas – e que nunca deixei implícito que uma foto era melhor que outra, apontando-lhe as razões pelas quais considerei que a minha foto estava indicada para constar como principal no artigo.
Pensei que tinha esclarecido os únicos impedimentos que o usuário Sacavém apresentou para retirar a foto e repus a imagem, que já constava do artigo há cerca de 2 meses. A partir desse momento, o usuário limitou-se desfazer as edições da foto. Pela 3ª. vez, entrei em contacto com ele, acto que deu em nada, já que voltou a apagar o que escrevi na sua página, sem justificação (a página é dele e faz o que quer dela, até aí tudo certo).
Tudo o que resumi acima, poderá ser lido na íntegra aqui.
Após constatar que era impossível qualquer diálogo, e porque deixei de compreender que argumentos válidos tinha o usuário para continuar a troca de fotos, pedi mediação para o caso. Trebaruna msg 01h55min de 1 de Fevereiro de 2008 (UTC)
Eu pensava que isto já havia sido resolvido. Acho que não vale a pena reforçar a minha opinião outra vez, mas gostaria de ver a situação resolvida. Em termos de colocação de imagens, a edição actual está boa, por isso não vejo motivo para andarem a reverter edições e a mexer nas imagens. … LonE msg 11h15min de 2 de Fevereiro de 2008 (UTC)

Vila mais alta de portugal[editar código-fonte]

Este artigo diz que Loriga é a vila mais alta de Portugal, mas a vila do Sabugueiro, no mesmo município, também afirma o mesmo. Acho que há um impasse quanto a este dado. Scheridon (discussão) 00h16min de 8 de Fevereiro de 2008 (UTC)

Segundo consta do artigo, Sabugueiro é uma aldeia, não uma vila. PARG 00h59min de 8 de Fevereiro de 2008 (UTC)
Complementando: Segundo medições toscas, feitas por mim no Google Earth aos referidos aglomerados populacionais, Loriga situa-se entre os 700 e os 800 metros de altitude, enquanto Sabugueiro se encontra entre os 1000 e os 1100 metros. PARG 01h08min de 8 de Fevereiro de 2008 (UTC)

Eu não observei este facto. Desconsidere. Scheridon (discussão) 01h47min de 8 de Fevereiro de 2008 (UTC)

Loriga é de facto a vila mais alta de Portugal, é também a localidade serrana geograficamente mais próxima da Torre, e a estância de esqui está dentro desta freguesia. o comentário precedente não foi assinado por 81.84.24.16 (discussão • contrib.) 18h18min de 21 de Fevereiro de 2008 (UTC)

Loriga não é nem de perto a vila mais alta de Portugal. Montalegre também é uma vila e está a 1000 m de altitude e é também a capital de concelho mais alta de Portugal. o comentário precedente deveria ter sido assinado por 213.22.33.106 (discussão • contrib.) 20h51min de 13 de Dezembro de 2009 (UTC)

Ui... "nem de perto", que exagerado! Montalegre está a cerca de 950m de altitude, quase 200m mais alto que Loriga. Tem razão mas não precisa de exagerar. o comentário precedente deveria ter sido assinado por 89.181.101.60 (discussão • contrib.) 14h10min de 25 de Dezembro de 2009 (UTC)

Imagem[editar código-fonte]

(não se justifica duas imagens semelhantes no mesmo artigo) para isso existe o commons com galerias de fotos, estou farto do tira põe, é certo que já existia uma foto muito idêntica, não é igual mas é muiiiiito idêntica. Não vamos ser vaidosos em querer colocar mais uma foto só porque é nossa. Mais parecida ou menos parecida não trás nada de novo ao artigo. Depois quem quiser ter o prazer de ver mais fotos de Loriga faz o favor de ir pelos seus dedos até ao Commons.Muito obrigado.Sacavem (discussão) 17h13min de 8 de Fevereiro de 2008 (UTC)

Não argumente que eu troco a foto porque é minha ou por vaidade porque já provei o oposto. Pela enésima vez volto a explicar-lhe porque as fotos não são iguais nem muito parecidas, como diz.
A foto do Paulo está tirada desde SE, não mostra a Vila por completo, falta-lhe uma das partes mais antigas e baixas de Loriga, e como fundo apresenta a Malhada do Carneiro (<1300m).
A minha foto foi tirada desde SO, de um ponto a cerca de 1000m de altitude, do qual se vê a Vila por completo, juntamente com as principais penhas que a rodeiam, mencionadas no artigo: topo de S.Bento (1500m), a Penha do Gato (1771m, a meio da foto), parte da Penha do Abutre (1828m), a Garganta de Loriga (um vale glaciar), os sulcos das 2 ribeiras entre as quais se ergue o cabeço onde assenta Loriga, o local onde as duas se encontram e os socalcos, que são um ex-libris de Loriga. Nesta foto, mais abrangente, vê-se como Loriga está “aninhada” entre as montanhas mais altas de Portugal Continental, fundamental para entender donde vem o epíteto de “Suíça Portuguesa”.
A foto do Paulo dá uma perspectiva diferente e interessante da Vila mas não ilustra os pontos que mencionei e que constam do artigo. Como lhe disse, na sua pág. de discussão, os seus actos levam-me a crer que, como tirou fotos a Loriga no mesmo dia/hora que o Paulo, que está a defender o trabalho dele e não o conteúdo da sua foto, desprezando por completo a minha. Além disso nunca respondeu ao que têm as fotos de semelhante nem acatou a decisão da terceira parte, dada já há alguns dias, resumindo as suas edições ao "tira-põe".
Por estas razões, reponho a foto mais abrangente como principal porque ilustra vários dados referidos no artigo que a foto inicial não mostra. Trebaruna msg 04h14min de 9 de Fevereiro de 2008 (UTC)
Outra opinião de terceiro: Esta disputa está repetitiva. A despeito do temperamento forte de Trebaruna, acho que sua foto expõe melhor as características geográficas de Loriga quanto ao relevo, situada na Serra da Estrela. Scheridon (discussão) 17h44min de 10 de Fevereiro de 2008 (UTC)

Uma sugestão[editar código-fonte]

Não fiz uma alteração no artigo, porque acho que há editores muito interessados nele e bastante competentes e não sei se a minha proposta terá o acordo de todos e como não é nada de fundamental deixo só a sugestão, pedindo que deixem aqui o Vosso comentário.

Introduzir logo no fim da primeira frase, uma nova secção denominada "localização", seguida de outra secção denominada "descrição".
João Carvalho deixar mensagem 13h38min de 15 de Fevereiro de 2008 (UTC)

Estou a favor da sua proposta. Qualquer edição que seja para melhorar o artigo é bem-vinda, seja de quem for. Cumprimentos. Trebaruna msg 20h27min de 15 de Fevereiro de 2008 (UTC)

Poderia-se criar um apartado para vocábulos usados em exclusivo pelos loriguenses, que cresceu, como tantos outos, por causa do isolamento que as aldeias e vilas da Serra da Estrela estiveram sujeitas durante séculos. J.P.Amaral 31/03/2008

Esclarecimento[editar código-fonte]

Desde há algum tempo (05/2010), tenho visto, em sites de fiabilidade duvidosa, um indivíduo afirmar que detem todos os direitos de autor deste artigo - mais concretamente, altera o brasão, algumas datas e chama a si todos os direitos de autor do artigo, afirmando que, o que está exposto na Wikipédia, não passa de uma deturpação do seu original (onde será que já vi isto?). Posso afirmar que tal não passa de uma maneira infeliz, sem fundamento lógico ou real, e facilmente demonstrável, de querer obter créditos pelo trabalho alheio. Além disso, qualquer editor, ao contribuir na Wikipédia, tem claramente explícitas as licenças a que estão sujeitas as suas edições, num lugar bem visível e incortonável. Tendo em conta que tal indivíduo vem aqui amiúde alterar o artigo, não pode escudar-se sob nenhuma desculpa. Os únicos elementos do artigo que têm um extra na licença são algumas fotos.

P.S.: o tempo deu-me razão quando, nesta página, alertei que os vandalismos que este artigo sofria, não eram correcções mas alterações mal intencionadas, onde eram constantes a modificação do brasão e das fontes de referência. Trebaruna msg 03h17min de 30 de agosto de 2010 (UTC)

Pequena arrumação[editar código-fonte]

Dei um jeito ao texto porque havia partes repetidas e erradas. A toponímia do texto original não falava de toponímia mas sim do património. Juntei o que vi de património e refiz o artigo. Não tirei nada que não estivesse repetido mas dei uma lavagem de cara ao artigo criando apartados para a toponímia e para a História, dividindo-a para não se tornar tão pesada de ler. Acho que assim percebesse melhor. Não puz fontes porque só ajeitei e reparti os textos originais. 83.132.90.193 (discussão) 19h52min de 7 de outubro de 2011 (UTC)

Proteção[editar código-fonte]

Protegi a página por mais seis meses, mas posso desfazer a proteção amanhã se houver sinal que há algum consenso a caminho. José Luiz disc 02h31min de 13 de julho de 2014 (UTC)

Brasão[editar código-fonte]

@Tm: - Por favor pare de inserir pesquisa inédita no artigo. Este link não contém qualquer informação sobre o brasão em questão.-- Darwin Ahoy! 20h53min de 25 de maio de 2017 (UTC)

  • Haja santa paciência. Veja esta própria página de discussão. E já agora o que se vê no canto superior esquerdo deste documento oficial da Junta de Freguesia de Loriga? O dito brasão, usado pela Junta de Freguesia e que alguém teima em tentar retirar nos últimos dez anos. Ou está a sugerir que a dita junta não sabe qual é o dito brasão? Tm (discussão) 20h56min de 25 de maio de 2017 (UTC)
@Tm: Esse link, do qual nem consigo verificar a autenticidade, apenas mostra um brasão a um canto, não diz nada sobre ser oficial e aprovado pela junta, ou o organismo competente para isso. Agradeço que não volte a colocar isso no artigo. Amanhã mesmo vou telefonar para lá e esclarecer definitivamente esse assunto. E, caso não exista brasão oficial, como tenho visto em vários sítios, se você insistir em recolocar isso no artigo, será bloqueado sumariamente. Já o conheço de ginjeira do Commons, e sei bem que só para na marra mesmo.-- Darwin Ahoy! 21h01min de 25 de maio de 2017 (UTC)
E já agora veja o logótipo dos Bombeiros de Loriga em http://www.bvloriga.pt/ e o que se encontra no meio do dito símbolo? O mesmo brasão da Junta de Freguesia. Pelo que vê é o brasão da freguesia. Este é um documento oficial da dita junta. E já agora está a chamar os anteriores usuários que em dez anos reverteram as "edições" de palermas, lorpas ou ingénuos. O consenso é de que o brasão deve permanecer. Por isso agradecia que não revertesse o brasão pois não tem provas para apagar o brasão. A sua edição vai contra o consenso que foi discutido e protegido com bloqueios de edição desta página. Eu também já o conheço bem do Commons e a sua forma de agir não me admira que como não tem argumentos para justificar a remoção do brassão, toca a ameaçar bloquear quem mostra a legitimidade do brasão. Tm (discussão) 21h09min de 25 de maio de 2017 (UTC)
@Tm: O que interessa ao projecto são fontes fiáveis, não consensos de Wikipedistas sobre o que é "verdade" ou não. Nesse sentido já escrevi à junta, e em breve, provavelmente amanhã, já teremos uma resposta oficial, e uma fonte fiável para colocar no artigo caso seja esse realmente o brasão, ou um bloqueio para aplicar a si ou a quem quer que seja que tente recolocar isso, caso não exista brasão oficial. É assim que as coisas se resolvem, não com guerras de edição como você sempre faz.-- Darwin Ahoy! 21h16min de 25 de maio de 2017 (UTC)
@Darwinius: Então o que foram as reversões e protecções nestes últimos dez anos? Como não consegue contra-argumentar, toca a a ameaçar bloquear. Como é referido nesta discussão por outros úsuários e administradores e não faltam fontes fiáveis, seja a junta de freguesia, seja o brasão no logótipo dos Bombeiros Voluntários de Loriga, seja uma notícia do Portal da Estrela sobre o São João em Seia onde é referido o brasão de Loriga e, surpresa, a segunda imagem mostra o mesmo brasão com a Cruz de Cristo do lado esquerdo e a Serra da Estrela e um moinho de água do lado direito, ou um blogue sobre as marchas populares em Seia e, surpresa, outra imagem do dito brasão. Repare no longo historial de reversões qie readicionavam o brasão e o longo tempo de protecção, que podia chegar a 2 anos. E agora. com documentos oficiais, jornais locais, instituições locais e festejos populares locais vai continuar a dizer que este não é o brasão de Loriga? Tm (discussão) 22h04min de 25 de maio de 2017 (UTC)

──────────────────────────────────────────────────────────────────────────────────────────────────── @Tm: Não está aqui em causa se esse brasão existe ou é usado na Loriga, mas sim se é ou não o brasão oficial da freguesia, porque é para isso que aquele espaço no artigo serve. Eu não tenho qualquer interesse pessoal em que um ou outro brasão seja colocado, apenas quero me certificar que esse é realmente o brasão oficial da freguesia, coisa que até agora não foi provada. Possivelmente amanhã já terei uma resposta escrita oficial da junta de freguesia sobre essa questão, que resolverá definitivamente esse assunto sem ter que recorrer a pesquisas inéditas ou "consensos" de wikipedistas. Quanto a esses links que tem mostrado, eles são úteis sim, mas para a proposta de remoção que eu fiz no Commons. Coloque-os lá, porque eles justificam a permanência do ficheiro no Commons, já que o brasão existe realmente e é usado, mesmo que se prove não ser o brasão oficial da freguesia.-- Darwin Ahoy! 22h11min de 25 de maio de 2017 (UTC)

@Tm: Já contactei a junta de freguesia, e esclareci o assunto. A freguesia da Loriga não tem qualquer brasão de armas oficial, uma vez que nunca foi aprovado pela Comissão de Heráldica, conforme a lei vigente. A freguesia usa informalmente aquele brasão que consta do documento que você me mostrou, mas sem carácter oficial. Brevemente procederei às devidas alterações ao artigo, inclusive a remoção do brasão do lugar destinado ao brasão oficial, e sua moção para o corpo do artigo onde pode ser colocado sem problemas, com o devido contexto. E vai com a "fonte oral" da minha conversa com a junta, e não sendo esta aceite, será completamente removido do artigo, uma vez que enquanto não me for enviada a resposta escrita ao email que enviei, não há qualquer fonte fiável para esse uso sequer. Agradeço que não torne a me reverter. Caso insista na colocação dessa imagem como brasão oficial, eu mesmo o bloqueio por vandalismo e inserção de informação falsa no artigo. Saudações, -- Darwin Ahoy! 22h40min de 26 de maio de 2017 (UTC)