Discussão:Luisa Mell

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Novo conteúdo[editar código-fonte]

Reescrevi todo o verbete, de acordo com aquilo que fui obtendo nas fontes encontradas; Como coloquei no sumário de edição, a Luisa é alguém que sofreu uma cachorrada de uma emissora que privilegia uma "coisa" de Albuquerque (coisa no sentido de fabricada, de sem sal, sem beleza e sem nada); mas guardemos as parcialidades para mim mesmo... Pois o verbete não pode ficar parcial e sem fontes...

Assim, foi necessario remover todo o conteúdo que havia - para não dizer outra coisa - parado no tempo quando era notícia o acidente ocasionado pela apresentadora em 2008; a seção de curiosidades e grande parte dos links inseridos a esmo foram reaproveitados pelo uso das fontes - e o mesmo "evoluiu" para fatos mais recentes, que a colocam como amiga da Madonna e uma das mulheres capazes de salvar o planeta... Uau!

Enfim, esperamos que a edição tenha ficado a contento, sendo o mais completo que consegui após algumas dezenas de previsualizações antes de salvar - além de abrir uma infinidade de páginas e deixando de acessar outras tantas... E esperamos que os futuros editores respeitem as exigências da wiki em somente postar aquilo que pode ser aferido - em fontes fiáveis.

Grato, Conhecer (discussão) 15h29min de 15 de março de 2010 (UTC)

Cabe mencionar que ela foi cogitada para protagonizar Bonitinha, mas Ordinária(Ref)?
Flávio, o Maddox (msg!contrib) 17h45min de 21 de agosto de 2010 (UTC)
Bem... Acho que não, afinal a fonte acima é um blogue; a notícia, se houve, não parece ter prosperado - não, não digo que a Luisa não o seja - he, he... - mas foi algo que teve interesse, se teve, naquele âmbito nebuloso das fofocas de tevê... he, he... Conhecer (discussão) 18h28min de 21 de agosto de 2010 (UTC)

Luisa Mell não foi responsável pela aprovação da lei contra circos e contra o sacrifício animal no CCZ.[editar código-fonte]

É uma inverdade dizer que a Luisa Mell foi a responsável pela aprovação de lei que proíbe o uso de animais em espetáculos circenses e o fim do sacrifício imediato de cães recolhidos pelas carrocinhas.

Tais conquistas deve ser atribuídas à luta política do Deputado Estadual por São Paulo Feliciano Filho, do PV, conforme títulos das leis respectivas abaixo:

LEI 12.916/08 - PROÍBE A MATANÇA INDISCRIMINADA DE CÃES E GATOS EM TODOS OS CENTROS DE CONTROLE DE ZOONOSES, CANIS MUNICIPAIS E CONGÊNERES DO ESTADO DE SÃO PAULO.

LEI Nº 12.916, DE 16 DE ABRIL DE 2008.

(Projeto de lei nº 117/08, do Deputado Feliciano Filho – PV)

Dispõe sobre o controle da reprodução de cães e gatos e dá providências correlatas

O GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO:

Faço saber que a Assembléia Legislativa decreta e eu promulgo a seguinte lei:

Artigo 1º - O Poder Executivo incentivará a viabilização e o desenvolvimento de programas que visem ao controle reprodutivo de cães e de gatos e à promoção de medidas protetivas, por meio de identificação, registro, esterilização cirúrgica, adoção, e de campanhas educacionais para a conscientização pública da relevância de tais atividades, cujas regras básicas seguem descritas nesta lei.

Artigo 2º - Fica vedada a eliminação da vida de cães e de gatos pelos órgãos de controle de zoonoses, canis públicos e estabelecimentos oficiais congêneres, exceção feita à eutanásia, permitida nos casos de males, doenças graves ou enfermidades infecto-contagiosas incuráveis que coloquem em risco a saúde de pessoas ou de outros animais.

E também:

PL 479/10 - PROÍBE O USO DE ANIMAIS EM CIRCOS NO ESTADO DE SÃO PAULO

PROJETO DE LEI Nº 479, DE 2010

Proíbe, no âmbito do estado de São Paulo, a utilização de animais, de qualquer espécie, em apresentação de circos, e dá outras providências.

A ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO DE SÃO PAULO DECRETA:

Artigo 1º - Fica proibida, no âmbito do Estado de São Paulo, a utilização de animais, de qualquer espécie, em apresentação de Circos.