Discussão:Narcisismo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Por favor, não façam da Wikipedia um local para colocar brincadeiras com relação a quem quer que seja.

Aqui vai o texto que retirei da página:

"Este termo teve o seu extremo máximo na pessoa de David Melo, que foi a reencarnação terrena deste mesmo termo pois era apaixonado por si próprio e desdenhava o próximo!



A palavra narcisismo provém duma fantástica mas ao mesmo tempo aterradora história. No século 20 D.C. estaria por nascer um jovem Gonçalo Devesas que descobriu a essência na sua própria identificação pessoal. Este jovem acreditava que toda a realidade que o rodeava era fruto das suas vontades e pensamentos. Até que um dia descobriu que tinha uma ponta de cabelo mais curta que a do seu amigo David, este um descendente directo do Rei Salomão e seu grande mentor, o que o traumatizou bastante, e correu para a rua gritando: "Eu é que sou o Grande Narciso! Sou O Narciso!" A partir desse dia nunca mais acreditou que teria poder sobre tudo e todos e a sua verdade absoluta não passava dum sentimento egoísta ao nível dos maiores tiranos da Doutrina Narcisista. Do que sabemos dele hoje em dia,é que continua a ser o mais fiél discípulo de David na doutrina do 'Anti-Espelho'.

Lenda de Narciso


Narciso era um jovem muito bonito. Muitas mulheres queriam namorá-lo, mas ele era muito vaidoso e orgulhoso e rejeitava a todas. Uma das mulheres rejeitadas foi a menina Eco. Eco se sentia perdida e se trancou em seu quarto sem comer nem beber. Assim se foi consumindo lentamente de dor, até que desapareceu e somente podia-se escutar sua voz nas paredes do quarto. Dai a palavra "eco".

A deusa Nemesis (A deusa da vingança) escutou as preces de Eco e decidiu castigar a Narciso para que sofresse da mesma maneira que ela. Um dia, Narciso foi tomar água no rio. Ao agachar-se e beber, viu seu próprio rosto refletido na água. Nemesis usou seus poderes para que Narciso se apaixonasse loucamente por essa imagem. Narciso não podia deixar de olhar-se. Queria tocar sua imagem e abraça-lá, mas não podia pois desaparecia ao tocar na água. Nem podia vê-la bem, pois as ondas do rio o impediam. Ele não podia beijar-se, pois a imagem desaparecia. Assim tratando-se de admirar a sí mesmo, pulou no rio e se afogou."

Peço, por gentileza, que complementem e corrijam o conteúdo que coloquei na página (traduzido da entrada "narcisism" na Wikipedia em inglês).