Discussão:Nazismo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ex-artigo destacado Nazismo é um ex-artigo destacado. Por favor veja as ligações nos marcos alcançados para a página original de nomeação (para artigos mais antigos, pode não haver arquivo) e veja por que foi removido dos artigos destacados.
Etapas passadas por este artigo
Data Processo Resultado
(data não inserida) Candidato a artigo destacado Promovido
18h13min UTC de 18 de março de 2009 Revalidação de artigo destacado Despromovido
Estatuto actual: Ex-artigo destacado
Perguntas frequentes (FAQ)
Q: Por que o Partido Nazista está posicionado na extrema-direita do espectro político?
R: Quase toda a literatura acadêmica atual e passada classifica o Partido Nazista na extrema-direita no espectro político, a qual se tornou a forma de classificação mais comum na ciência política e o consenso acadêmico sobre a questão. Os próprios nazistas atacavam ao mesmo tempo a esquerda política e políticos da direita tradicional na Alemanha como sendo traidores da pátria. Apesar das características do regime econômico nazista terem sido bastante diferentes dos partidos atuais de direita, os quais aderem ao liberalismo clássico ou ao neoliberalismo (que advoga, por exemplo, uma extrema desregulação e privatização do mercado), a política econômica do nazismo foi tipicamente caracterizada pelo padrão econômico da direita reacionária de meados do século XX e, como na maioria das correntes políticas da época, abraçava o intervencionismo econômico. O Partido Nazista absorveu as características reacionárias da monarquia alemã e do Partido Popular Nacional Alemão na sua fundação em 1933. O Partido Nazista também tinha boas relações com movimentos políticos abertamente de direita na Europa, como a Confederação Espanhola de Direitas Autônomas, cujo líder José María Gil-Robles foi convidado para o comício nazista de Nuremberg de 1933 e tentou seguir o modelo do Partido Nazista em seu país.
Q: Se o socialismo é uma posição de esquerda e os nazistas chamavam a si mesmos de "socialistas" no nome do partido, por que isto deve ser ignorado?
R: Historicamente várias personalidades da extrema-direita usaram o termo "socialismo" com um significado bastante diferente do que seria normalmente compreendido como a esquerda socialista, que engloba o conceito de coletivismo e anti-individualismo. Por exemplo, o "socialismo conservador" foi fomentado pelo político austríaco Klemens Wenzel von Metternich. O proeminente monarquista e reacionário francês Charles Maurras disse uma frase famosa a respeito: "um socialismo dissociado dos elementos democráticos e cosmopolitas cabe no nacionalismo assim como uma luva bem feita cabe em uma mão bonita". As visões de Maurras influenciaram o fascismo. Os ideais de Oswald Spengler descritos no livro Preussentum und Sozialismus (Prussianismo e Socialismo) diretamente influenciaram o nazismo e Spengler foi promovido como membro do Movimento Revolucionário Conservador, um partido de direita.
Q: O nazismo era de fato um movimento capitalista?
R: A resposta depende do contexto e definição de capitalismo. A visão pessoal de Hitler era contra a ethos do capitalismo e, enquanto figura pública, ele considerava a ethos do capitalismo como sendo um individualismo que era incompatível com o patriotismo. Ainda mais, em ambas as esferas, pública e privada, Hitler considerava que o capitalismo foi criado pelos judeus para atingirem seus próprios interesses. Hitler promovia efetivamente o mercantilismo através de políticas de expansão colonialista na Europa Oriental com o objetivo de ganhar recursos naturais para tornar a Alemanha autossuficiente e não precisar depender de acordos internacionais. Os nazistas, de maneira pública e privada, desprezavam a cultura burguesa em sociedades liberais - associando tais costumes burgueses com cosmopolitismo, liberalismo e um estilo de vida decadente que era incompatível com o ideal nazista de uma ética nacionalista marcial, onde os soldados eram disciplinados a protegerem a pátria acima de qualquer interesse individual. Então, ideologicamente, o nazismo tinha uma forte antipatia com o capitalismo. Entretanto, ao mesmo tempo, Hitler e os nazistas endossavam a propriedade privada, as empresas privadas e a economia de mercado, o que era crucial para a manutenção do poder, pois evitava antagonizar com os industrialistas e aristocratas alemães. Os nazistas em si alegavam que o "verdadeiro socialismo" não envolvia a oposição marxista da propriedade privada. Se o capitalismo pode ser definido de maneira básica como o apoio da existência da propriedade privada, empresas privadas e economia de mercado, então a partir desta definição básica, os nazistas podem ser considerados como adeptos da economia capitalista.
Q: Os nazistas inventaram a assistência de saúde pública?
R: Não, os nazistas não inventaram a assistência de saúde pública. Ela foi primeiramente implementada na Alemanha, mas no Império Alemão por Otto von Bismarck em 1880. Bismarck implementou a assistência de saúde pública em resposta as demandas de políticas de bem-estar sociais dos movimentos socialistas como do Partido Social-Democrata da Alemanha, como também de relatórios do governo que apontavam ser necessário uma assistência de saúde pública.
Sobre este ícone Discussões arquivadas

Este artigo possui as seguintes páginas de discussão arquivadas:

Arquivo: 1· 2· 3· 4

Revisão/Restruturação do artigo[editar código-fonte]

@Chronus: Como é o editor mais engajado na área e o que mais acrescentou conteúdo e referências nos últimos anos (a participação dos demais usuários limita-se a reverter POVs e edições menores), primeiramente apenas te chamo pois no saldo final o resultado não seria diferente conforme obtido no consenso, mas qualquer outro usuário pode se sentir livre para participar. O editor que causou confusão recententemente está certo em pelo menos um ponto: o artigo carece de fontes em vários trechos e poderia ser mais bem desenvolvidos em outros, o que abre brechas que editores critiquem os pontos essenciais mesmo que estejam bem referenciados e desenvolvidos, e em consequência qualquer conclusão o qual o artigo chega. O tópico da política econômica, essencial para o entendimento do espectro político, está um desastre em referências para termos um exemplo. O FAQ está obviamente na discussão, que por sua vez chega a ter 114 visualizações em um dia, mas bem longe do domínio principal o qual chega na casa dos milhares diariamente, e pelo visto sem um artigo sólido o FAQ também irá ser questionado. Devido a proporção gigantesca que o tema tem tomado nos últimos tempos, pelo menos no Brasil, é urgente que apresentemos o melhor conteúdo possível para os leitores, já que este artigo é o mais popular do tema. O verbete Economia da Alemanha Nazista também é um tópico chave e precisa ser melhorado. Minha participação como editor se limita bastante em fazer traduções conservadoras da enwiki, então em princípio proponho tentar trazer vários coisas de lá para cá; praticamente tudo foi debatido e está bem fundamentado na enwiki. Você pode indicar melhor quais tópicos poderiam ser mantidos ou restruturados. --Hume42 01h28min de 14 de agosto de 2017 (UTC)

@Hume42: Olá. No momento estou bastante ocupado com os artigos Operação Barbarossa e Primeira Guerra Mundial, que estão na WP:EAD. Depois que essas candidaturas terminarem, podemos fazer um mutirão neste verbete. Creio que podemos convidar outros editores. Eu já traduzi o texto introdutório e a seção "Posição no espectro político". Mas, sinceramente, por mais melhorias que o artigo lusófono precise, a questão sobre a posição deste movimento no espectro político está sim muito bem fundamentada e com várias fontes fiáveis. Logo, o "argumento" daquele "editor", ao meu ver, ainda permanece inválido. Chronus (discussão) 01h33min de 14 de agosto de 2017 (UTC)
@Chronus: Ok, até esqueci que você está um pouco ocupado, ainda mais com o da Primeira Guerra que está sendo bastante revisado. Olhando melhor, concordo que no que tange a esse revisionismo nazista muita coisa está bem fundamentada e consideravelmente desenvolvida, como o "Similaridades econômicas entre o nazismo e socialismo", "O anticomunismo nazista" e "O anticapitalismo nazista", mas se melhorarmos o máximo possível tudo que pode ser melhorado, dai não existiria brecha para qualquer revisionismo infundamentados como vem acontecendo. Quando você e outros editores tiverem tempo para um mutirão veremos o que faz sentido nessa minha proposta de restruturação. Abraços! --Hume42 01h54min de 14 de agosto de 2017 (UTC)

@Chronus: a Revisão das 20h38min de 18 de agosto de 2017 de Luca22 não estava correta? O mesmo citou uma fonte. E me parece que não comprometeu a Imparcialidade do Artigo. Editor DS.s (discussão) 00h45min de 19 de agosto de 2017 (UTC)

@Editor D.S: Não, não estava. Favor ler isso, assim como livros sobre o assunto e a FAQ logo acima deste tópico. Chronus (discussão) 00h49min de 19 de agosto de 2017 (UTC)
Entendi @Chronus:. É, realmente a edição não estava correta e entendi o porquê da Reversão. Sobre o FAQ acima, já dei uma lida mas lerei de novo! Obrigado. Editor DS.s (discussão) 01h09min de 19 de agosto de 2017 (UTC)