Discussão:Partido Liberal (2006)

    Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

    Fusão com o PT do B[editar código-fonte]

    A possibilidade de fusão com PT do B e PSC só existiu quando a cláusula de barreira existia. Portanto inexiste hoje a possiblidade.

    Vinicius Cordeiro 1. Vice-pres. nacional do PT do B

    Direita?[editar código-fonte]

    O partido continua sendo de extrema direita conservadora como era o PRONA? nada. o PR hoje é de centro-direita, aliado do governo Lula, e do PRONA somente sobrou a srta. suely, que nao tem comando algum na nova sigla.

    Direita (2)[editar código-fonte]

    O PR não pode ser colocado como um partido com as etiquetas de "liberalismo social" ou o que pior ainda "centro-direita". Centro-direita é o Democratas, o PR é centro.

    "Contra a PEC da prisão em 2ª instância" não é uma controvérsia[editar código-fonte]

    Removi a seção de controvérsias do artigo porque era inteira um non sequitur':

    "Apesar da mudança de nome de "Partido da República" para "Partido Liberal" e em sua ideologia constar como seguidor do "liberalismo econômico", de fato não houve mudança, sendo que após a revogação do STF da possibilidade de prisão em 2º instância, a Comissão de Constituição e Justiça da Câmara dos Deputados Federal marcou a votação da PEC sobre o tema, antes mesmo da votação o PL substituiu o Capitão Augusto, que é a votar da PEC pelo Giovani Cherini, que é contra, ambos do Partido Liberal.[21] Segundo o Capitão Augusto: 'Eu não pedi para sair. Posso dizer isso. Sou 1.000% favorável à manutenção da prisão após condenação em segunda instância, tanto é que eu briguei muito pelo pacote anticrime do ministro Sergio Moro e continua brigando. Mas os motivos da decisão, isso é com o partido. Fiquei sabendo hoje (que estava fora da CCJ). O Francischini já ligou para mim avisando que eu não estou mais lá'"

    O ponto central do parágrafo é que ser contra a PEC da prisão em segunda instância é uma controvérsia e que essa posição contradiz o alegado liberalismo econômico do partido. Isso não faz sentido.

    "Controvérsia" é defender o racismo, desviar dinheiro, perseguir oposição, pedir o fim do sufrágio universal, falar que pessoas de determinada região são menos inteligentes. Talvez até colocar uma piada insensível no site do partido ou não torcer pela Seleção na Copa do Mundo. Não é controvérsia, todavia, ser contrário a uma PEC, ainda mais quando se trata de uma PEC de constitucionalidade questionada por muitos especialistas. Ser contrário à PEC é uma posição política legítima de um partido, não uma controvérsia. Um partido fazer aplicar a determinação partidária em detrimento das opiniões individuais de cada parlamentar, ainda mais em uma comissão, é algo extremamente corriqueiro e parte intrínseca da democracia partidária. "Controvérsia" seria se o deputado tivesse sido ameaçado, subornado, etc. para mudar o voto.

    Além disso, não existe relação entre liberalismo econômico e política penal. Apples and oranges. A única posição sobre política criminal que é realmente incompatível com o liberalismo é o recrudescimento excessivo, que leva ao autoritarismo. Ser contrário a uma medida que indubitavelmente causa o recrudescimento do aparato punitivo estatal — e consequentemente do gasto público com prisões e afins — não é ser antiliberal.

    Alerto também para a redação do parágrafo. O primeiro período é imenso e confuso e é ainda mais complicado pelo o vício de linguagem "sendo que". O trecho "o PL substituiu o Capitão Augusto, que é a votar pela PEC pelo Giovani Cherini, que é contra, ambos do Partido Liberal" tem palavra e vírgula faltando e repete o nome do partido num espaço muito curto. É incorreto falar em "revogação do STF da possibilidade de prisão em 2ª instância", não só por inadequação técnica de linguagem jurídica. A possibilidade de prisão não é algo revogável por um tribunal: o que se revoga é a decisão que a possibilitou. Em mais técnicos, nem mesmo se pode falar em revogação de decisão, mas em mudança de posicionamento jurisprudencial. Considerando que a redação do art. 283 do Código de Processo Penal (tanto a da Lei 12.403/2011 quanto a da lei 13.964/2019) prevê um rol exaustivo de possibilidades de prisão que não contempla a prisão decorrente de condenação em segunda instância, é seguro falar que o STF jamais "revogou a possibilidade de prisão em 2ª instância", e sim que "superou a decisão que criou a possibilidade de prisão em 2ª instância".

    Gabriel C 08h59min de 28 de março de 2020 (UTC)Reply[responder]

    Informações sobre o partido pela pessoal responsável em atualizar as informações no sítio do Partido Liberal[editar código-fonte]

    Essa página Partido Liberal (2006) não está condizente com as informações corretas, pode ser excluída, porque já existe outra página que conta a história e obtém as informações corretas

    Merlienne (discussão) 22h16min de 31 de março de 2020 (UTC)MerlienneReply[responder]

    Eliminação do Partido Liberal (2006)[editar código-fonte]

    G1. Eliminações técnicas; Eliminação de páginas em que seja evidente o engano na sua criação ou no domínio incorreto. Seu contéudo se encontra melhor e mais completo no Partido Liberal (1985) comentário não assinado de Merlienne (discussão • contrib) 11h47min de 1 de abril de 2020 (UTC) (UTC)Reply[responder]

    Essa página foi criada em 2006, então se tem alguma coisa errada, que seja corrigida aqui, mas precisa de WP:V e não apenas "o querer" do partido. -- Sete de Nove msg 11h40min de 1 de abril de 2020 (UTC)Reply[responder]

    Edições[editar código-fonte]

    O nome está errado e as informações incompletas comentário não assinado de Merlienne (discussão • contrib) 11h47min de 1 de abril de 2020 (UTC) (UTC)Reply[responder]

    Quais fontes confirmam isso? -- Sete de Nove msg 11h47min de 1 de abril de 2020 (UTC)Reply[responder]

    O antigo site do Partido da República possui a história toda, posso te passar o link para você verificar, que não se trata do Partido Liberal mas sim do Partido da República. Merlienne (discussão) 12h05min de 1 de abril de 2020 (UTC)MerlienneReply[responder]

    O "antigo site do Partido" não é fonte independente. Essa página não é pra contra a "versão" do partido, mas os fatos que foram noticiados/estudados, senão vira WP:DIVULGA. -- Sete de Nove msg 12h12min de 1 de abril de 2020 (UTC)Reply[responder]

    Esses fatos dados aqui nessa página Partido Liberal (2006) correspondem ao Partido da República e é isso que quero modificar, pra contribuir com informações que sejam verdadeiras e não que trazem confusão a quem as leia. Faz parte do progresso histórico do Partido. Merlienne (discussão) 12h17min de 1 de abril de 2020 (UTC)MerlienneReply[responder]

    Edições para mais informações[editar código-fonte]

    No primeiro parágrafo do texto fala sobre o Partido Liberal. Mas a informação seria essa: Partido da República (PR) é a legenda brasileira criada em 2005, numa fusão que reuniu forças dos liberais com trabalhistas e conservadores liderados pelo falecido deputados Enéas, para defender as idéias do liberalismo social, doutrina formulada pelo deputado Álvaro Valle (PL-RJ), falecido no ano 2000. Já no tópico História, o primeiro parágrafo são esses dizeres: a união do Partido Liberal (PL) e o Partido de Reedificação da Ordem Nacional (Prona), ocasionou a superação da chamada cláusula de barreira (derrubada pelo Supremo Tribunal Federal, no final de 2006), mantendo o gozo de todos os direitos reservados aos partidos que atingissem porcentagem de votos superior a 5% dos votos, até então exigida. A legenda voltou a se chamar PL, depois de uma decisão de seus militantes que apontaram para volta às origens. O restante das informações válidas. E em relação a marca exporta seria o arquivo: Partido Republica.jpg. O título então não seria Partido Liberal mas sim Partido da República. Merlienne (discussão) 18h25min de 1 de abril de 2020 (UTC)MerlienneReply[responder]

    espectro político[editar código-fonte]

    Bom dia colega @79a:, o partido antecede a entrada dos bolsonaristas e é reconhecidamente do centrão - como as fontes atestam. O mensaleiro Valdemar da Costa Neto remanesce na presidência do partido e o vice-presidente tampouco é bolsonarista. Não há qualquer membro relevante da executiva nacional que não tenha participado dos governos do PT. O partido atualmente é CENTRÃO com elementos bolsonaristas momentaneamente na militância. Infelizmente é costumeiro na Wikipédia brasileira pensar apenas na próxima eleição presidencial sem considerar a perenidade do artigo - além, é claro de olvidar os demais pleitos (senador, deputado...) todos os quais atestam ao caráter fisiológico deste partido, conforme as fontes. Por esses motivos a minha sugestão é que no espectro político conste, com é feito em outos partidos, a subsidiariedade do elemento direita política dando ênfase ao caráter de centrão. Przelijpdahl (discussão) 14h38min de 1 de abril de 2022 (UTC)Reply[responder]

    @79a não entendi qual é a sua resistência à minha propositura. Poderia explicar melhor por favor? Vou adicionar outras fontes para poder dividir o espectro político em duas seções (uma centrão e outra direita). O problema é que essas referências no infobox ficam uma confusão, o q fica melhor? Przelijpdahl (discussão) 18h01min de 1 de abril de 2022 (UTC)Reply[responder]
    @79a veja agora, segui o modelo da página do Podemos (Brasil) abraços Przelijpdahl (discussão) 19h48min de 1 de abril de 2022 (UTC)Reply[responder]

    Siglas antigas no tópico "Controvérsias"[editar código-fonte]

    São apresentadas nesse tópico DEM e PMDB que atualmente são UNIÃO e MDB, A retificação nesse caso deveria acontecer? Kássio Santiago (discussão) 18h16min de 6 de abril de 2022 (UTC)Reply[responder]

    Partido Liberal (2006) ou Partido Liberal (2019)?[editar código-fonte]

    O novo nome do partido foi registrado no TSE em 2019, não 2006. Pode ter sido uma simples renomeação, ou essa renomeação pode simbolizar uma transformação maior do partido (talvez preparando o terreno para receber o Bolsonaro, que não é liberal, e nem se identifica como tal). Seja lá como for, essa discussão é WP:OR e além do nosso escopo como editores da WP. O fato é que de 2007 a 2018 não havia Partido Liberal algum ativamente registrado no TSE, e este que existe hoje só passou a existir (com este nome) em 2019. — Guarapiranga  01h11min de 6 de maio de 2022 (UTC)Reply[responder]

    Mas é o mesmo partido que se originou em 2006, então chamado de "Partido da República" - só mudou de nome, mas segue sendo a mesma agremiação, então para mim só faz sentido manter o ano de fundação no título. Solon 26.125 10h36min de 27 de julho de 2022 (UTC)Reply[responder]

    Neofascismo?[editar código-fonte]

    Um artigo de opinião pode definir o escopo político de um partido inteiro, mesmo que o próprio partido não se identifique com a definição? Mikaelsza (discussão) 22h46min de 7 de julho de 2022 (UTC)Reply[responder]

    Esse não é artigo de opinião. 2804:14D:4CA5:8974:DC5D:3B38:EB3C:F3CC (discussão) 13h38min de 30 de julho de 2022 (UTC)Reply[responder]
    pra colocar um partido que não segue a doutrina fascista como tal é opinião, PDT que tem membros abertamente fascistas no partido não é considerado como tal. LiutAnk (discussão) 23h10min de 31 de julho de 2022 (UTC)Reply[responder]

    Membro do centrão neofacista?[editar código-fonte]

    O Aliança pelo Brasil (que seria um núcleo de bolsonaristas) e o Partido Social Liberal não eram considerados neofacistas, mas o PL é? Andrey da Silva Diaz (discussão) 01h00min de 22 de julho de 2022 (UTC)Reply[responder]

    e pior, o partido que tem membros da nova resistência no seu quadro não é considerado como fascista (PDT). LiutAnk (discussão) 23h12min de 31 de julho de 2022 (UTC)Reply[responder]
    O objeto de discussão aqui tem que ser o PL, não o PDT (que aliás já anunciou a expulsão deles).-Bruno G. (discussão) 18h48min de 8 de agosto de 2022 (UTC)Reply[responder]

    Ideologias do partido (remover facismo)[editar código-fonte]

    Em qual lugar do mundo uma pessoa de direita entra e o partido vira fascista.

    Ele não é é todos brasileiros não concordam com o neofascismo. Eduardo Bonera Souza (discussão) 14h54min de 1 de agosto de 2022 (UTC)Reply[responder]

    A informação tá referenciada por um especialista. -- Sete de Nove msg 11h08min de 3 de agosto de 2022 (UTC)Reply[responder]

    Ideologia[editar código-fonte]

    A despeito de toda essa legião de editores que brotaram recentemente para alterar o artigo, penso que a parte da ideologia precisa sim ser melhor examinada.

    • 1."Centrão" não é uma ideologia, e sim um bloco parlamentar caracterizado justamente pela ausência de uma ideologia bem definida. São na verdade partidos governistas que podem tanto guinar à esquerda ou direita. Isso tem que está no corpo do texto, não na infocaixa;
    • 2. Esse "Partido pega-tudo" está mal referenciado. Há duas fontes: 1 não fala nada a respeito, 2 apenas mostra Bolsonaro se assumindo como alguém do centrão. Definir o partido dessa forma exige uma abordagem mais ampla e não se basear apenas em uma única filiação;
    • 3. "Militarismo" não é um segmento que começou a partir de 2021. A fonte mostra que essa bandeira já vinha desde a época do PRONA;
    • 4. O "Neofascismo" é sem dúvidas o mais controverso. A questão aqui não é se o partido de fato têm segmentos nessa linha, ou não. Mas sim a questão da pesquisa inédita. Primeiro, a fonte é uma entrevista de um historiador português. Ou seja, é uma opinião. Segundo, ele se dirige apenas a Bolsonaro. Não tem nada em relação ao PL, até porque a entrevista foi antes da filiação. Então não tem uma fonte indicando expressamente o PL com segmentos neofascistas. Em vez disso, o que está se fazendo é juntar premissas para chegar a conclusões. Uma fonte aponta Bolsonaro como neofascista; Bolsonaro se filia a um partido; logo, esse partido tem segmentos neofascistas. Isso é claramente WP:PIS: "Não junte informações de várias fontes para chegar a uma conclusão que não seja afirmada explicitamente por nenhuma das fontes".-Bruno G. (discussão) 18h48min de 8 de agosto de 2022 (UTC)Reply[responder]
    Boa tarde, @Bruno G., tudo bem? Olha, com relação aos tópicos 2, 3 e 4, concordo com o seu raciocínio, porquanto as fontes de fato não corroboram corroboram o uso dos termos Neofascismo e Partido pega-tudo, mas o militarismo é referenciado como posição que remonta ao PRONA.
    Com relação ao tópico 2 – Centrão:
    Ainda que o termo tenha sido originalmente cunhado para se referir a um bloco parlamentar, ele evoluiu em "conceito" da política brasileira. É inclusive nestes termos que o verbete do Centrão na wikipedia se refere. Como você próprio reconhece, o termo designa agremiações que empregam práticas fisiológicas ausentes de conteúdo programático, sendo, pelo que as várias fontes atestam, a precisa situação em que se encontrava o PL até a entrada do Presidente e sua família. Por se tratar de um conceito que refere justamente à ausência de ideologia marcante, é altamente relevante que isso esteja marcado no infobox na seção de ideologias, e não apenas no corpo do verbete. Caso contrário, o infobox implicaria que este partido possui traços ideológicos marcantes e amplamente reconhecidos – o que contraria a informação trazida pelas fontes.
    Além disso, desde a adesão do Presidente, o elemento bolsonarista permanece subsidiário à orientação fisiológica da presidência nacional do partido, que permanece inalterada na figura do Valdemar da Costa Neto, sendo, portanto, importante que isso esteja destacado em uma subseção em que se demonstra a composição segmentada do bolsonarismo no partido.
    Vou reverter a sua edição para o status quo ante, com algumas ressalvas para refletir as considerações incontroversas que você trouxe na mensagem acima.
    Abraços e boas edições, Przelijpdahl (discussão) 16h44min de 13 de agosto de 2022 (UTC)Reply[responder]
    @Przelijpdahl: Se a discordância foi essa, não era para reverter praticamente tudo. Qual fonte comprova que o partido aderiu ao liberalismo econômico em 2021? O conceito de "centrão" no contexto da política brasileira sempre foi o mesmo. A designação serve para indicar o caráter fisiológico de um partido e demonstrar sua prática histórica de manter relações clientelistas com o governo, mas essa característica não diz respeito a uma ideologia. Todo partido tem alguma ideologia preferencial estabelecida em seu estatuto. Note que no verbete do Centrão consta 14 partidos associados na tabela, sendo que nenhum outro fora este tem "centrão" no campo da ideologia.-Bruno G. (discussão) 18h15min de 13 de agosto de 2022 (UTC)Reply[responder]
    @Bruno G.:Vou por partes
    1 – o seu comentário apenas lida com 4 tópicos, e apenas isso foi o que pesquisei e reverti. Os demais tópicos sequer estão referenciados, mas entram no combo de valores descritos pela página Bolsonarismo.
    2 – Quanto aos demais partidos citados na página "centrão", idealmente eles também deveriam conter esse termo no infocaixa, mas ninguém colocou lá ainda. No entanto, a maioria ou todos possuem o termo partido pega-tudo que é basicamente um sinônimo. Não muda o fato de que há fontes suficientes para caracterizar tal conceito no infobox do PL.
    Abraços, Przelijpdahl (discussão) 18h33min de 13 de agosto de 2022 (UTC)Reply[responder]
    1- Aí ocorre ao problema da pesquisa inédita semelhante ao que apontei no primeiro comentário. Além disso, a tese de que o liberalismo econômico é uma bandeira do bolsonarismo é altamente questionável.
    2- A maioria ou todos? Só 5 dos 14 têm esse "partido pega-tudo". Desses 5, três não mostram a fonte. E os que mostram, apresentam problemas de WP:V. Não falei que faltam fontes para caracterizar o PL como "centrão", tanto é que só arrastei elas para fora da infocaixa, sem remover nenhuma. Inclusive elas voltaram a apresentar problemas de formatação com sua reversão. Só estou dizendo que não faz sentido colocar isto no campo ideologia, sendo que não é uma. -Bruno G. (discussão) 19h44min de 13 de agosto de 2022 (UTC)Reply[responder]

    neofascismo[editar código-fonte]

    Fala @Young Brujah: e @79a: tudo bem? Acabei de ver que está ocorrendo uma guerra de edições com relação à informação do neofascismo, mas quando fui reverter a minha edição a 79a já tinha feito. Olha, me parece que o sítio utilizado como fonte para sustentar a informação de fato não atende aos critérios de WP:V necessários para dar guarida a uma informação tão controversa. Abraços e boas edições Przelijpdahl (discussão) 13h20min de 9 de agosto de 2022 (UTC)Reply[responder]

    Saudações Przelijpdahl, analisando melhor a fonte, fui convencido pelos argumentos expostos por Bruno G. no tópico acima. Infelizmente a GE que se instaurou não explicitava o problema da mesma forma, atrasando uma análise mais criteriosa. Att Young Brujah (discussão) 13h31min de 9 de agosto de 2022 (UTC)Reply[responder]